Sua visita me deixou muito feliz...

Sua visita me deixou  muito feliz...

sexta-feira, 31 de agosto de 2007



Paraíso

Esta é a tradução fotográfica do que acontece quando duas pessoas se amam...nesse momento são transportadas para o paraíso!

Paraíso... muitas vezes pronunciado, mas na realidade, será que o paraíso existe mesmo ? Não será apenas uma ilusão? Não será uma fantasia? Não será uma fuga da realidade? Não será o amor em si mesmo uma ilusão?

2 comentários:

Nuno Coelho disse...

Mas não é que são só perguntas difíceis???

O amor pode ser uma coisa muito bonita... Pelo menos, na nossa cabeça! Para a coisa funcionar mesmo, é preciso que as duas cabeças estejam em sintonia!
O problema é que a dado ponto podemos estar em sintonia com a nossa cara metade, mas mais tarde isto pode não acontecer. É aqui quese vê a diferença entre a paixoneta de adolescente que arrastamos toda a vida, e o gostar realmente da outra pessoa: quem ama sabe respeitar a vontade do outro, sabe dar o espaço que o outro precisa, e deseja-lhe muita sorte pela vida fora... Quem tem uma paixoneta, bem, então a coisa corre mal!
Resumindo, o amor é uma coisa muito bonita e lamechas e cor de rosa... mas afinal, quando acaba, o que fica?
Acho que também tenho o direito de fazer perguntas difíceis, não?
Abraço!
NC

Céu disse...

Claro que tem o direito de fazer perguntas, pois são as perguntas, as dúvidas que nos impulsionam e nos motivam a refletir e nessa busca reside o nosso crescimento e desenvolvimento pessoal, espiritual e social...Apear de serem algumas perguntas, você ficou pela última, embora não dissesse se para si o amor é ou não uma ilusão.....você pergunta "...Mas afinal quando acaba, o que fica?..." Uma pergunta igualmente difícil, porém atrevo a dizer que: se o amor acabou foi porque não houve renovação, o amor, tal qual a amizade pode ser considerado como uma semente, tem que ser regada sempre, a terra cuidada para recebê-la e depois ir acompanhando o seu crescimento....Assim também o amor necessita de ser cuidado, de ser acompanhado no seu desenvolvimento e não deixar que a rotina do dia a dia impeça o seu crescimento e a sua transformação, porque como já foi dito alguma vez no passado e repetido por muitos "na natureza nada se cria, nada se perde tudo se transforma", neste caso o amor também vai sofrendo transformações de acordo como é cuidado...Mas seja qual for o amanhã do amor, ou se existirá um amanhã, o que importa é o hoje, é vivê-lo intensamente como se o amanhã não existisse, é tornando-o melhor do que ontem, porque se o amanhã não existir ficarão as emoções vividas e sentidas ontem e hoje....
Um grande abraço! Continue assim, principalmente colocando questões difíceis e assim contribuindo para o meu desenvolvimento e daqueles que possam "visitar este cantinho" :)