Sua visita me deixou muito feliz...

Sua visita me deixou  muito feliz...

terça-feira, 13 de novembro de 2007

Desabafo


A vida é bela, porque existe os contrastes, os altos e baixos, as duas faces de uma mesma moeda. Apesar de concordar com a letra da música de Martinho da Vila "...é bonita e é bonita..." Hoje acho a vida menos bela pelas decepções oferecidas por ela, nestes dias, mas pensando bem não estou decepcionada com a vida, mas sim com o ser humano, principalmente com aquele que detém algum poder, que ocupa um cargo de gerência ou administração, porém, parece esquecer que para tudo é necessário organização, planejamento prévio, aliás não há administração se não houver organização, afim de não sair "atropelando" aqueles que estão sob o domínio da sua administração, ou de tratar seus funcionários como uma laranja onde "bebe-se o sumo e joga-se o bagaço fora". Aparentando não dar a mínima importância ao caos que vai gerar ao tomar uma decisão arbitrária, de forma apressada, sem aviso prévio, como por exemplo mudar um funcionário de um sector para outro, sem que haja tempo para serem concluídas as tarefas iniciadas por esse funcionário, sabendo que tão cedo não colocará outro funcionário no lugar desse, que agora transfere, acarretando com isso prejuízo ou transtornos para aqueles que dependiam dessas mesmas tarefas, além de vir a sobrecarregar outros sectores que terão que dar continuidade as tarefas que seriam realizadas por esse funcionário, não falando desse como esse funcionário se sente ao saber que foi enganado, utilizado e "jogado fora"pelo administrador ao dizer que iria ocupar tal cargo inicialmente substituindo alguém que estaria para definir a sua saída da empresa e tão logo isso acontecesse, passaria a situação definitiva, porém, o administrador não tinha a intenção de cumprir isso, apenas o fez para "calar" aqueles que estavam descontentes com tal situação.

A situação não se resolveu, permanece igual, porém, os descontentamentos calaram-se, daí a decisão do administrador em mudar o funcionário para cobrir outra situação gerada antes da chegada deste mesmo funcionário à empresa, situação essa que envolve um acordo político, em que para criar um novo sector, os funcionários teriam que deixar outros sectores para formar este novo sector, necessitando para isso colocar o funcionário nesse outro sector para "livrar-se da pressão política", mas que havia dito ao funcionário que não o iria fazer porque já tinha outro funcionário para cobrir os sectores que ficaram abandonados, mas de repente, tudo mudou, o administrador comunica ao funcionário que a partir da semana que vem já vai para o outro sector. O funcionário então percebe que o tempo todo essa era a intenção do administrador. o erro não está em transferir o funcionário e sim não criar condições de forma a fazer a mudança de forma previamente organizada, revelando falta de organização e de respeito pelo funcionário e por aqueles que outrora calaram os seus descontentamentos iludidos de que haviam sido atendidos.

O funcionário, apesar de estar decepcionado, até mesmo revoltado com tamanho desrespeito e desorganização, tentará que a sua saída seja o menos caótica possível, o mais organizada possível dentro desse caos que se formou a sua volta, por respeito aqueles que de si estavam dependentes.

Este desabafo serviu apenas para mostrar uma face da vida, mas que não impede de continuar achando que a vida é bela, que felizmente existe muito mais seres humanos que têm respeito e dignidade pelos Homens do que este administrador que gera o caos justamente por não ter o mínimo de respeito pela pessoa humana.

O que você acha da vida? Tem algum desabafo a fazer?

Nenhum comentário: