Sua visita me deixou muito feliz...

Sua visita me deixou  muito feliz...

segunda-feira, 4 de agosto de 2008

Amor uma semente...

...Cultivada no jardim do coração de um ser humano!
O amor surge na vida das mais variadas formas: De mansinho e pega a pessoa distraída, instala-se com toda a força, alterando substancialmente a vida dessa pessoa;
Ora chega de repente com toda a força e deixa a pessoa "zonzo" como se tivesse sido envolvida por um furacão, deixando sua vida de "pernas para o ar";
Ora vai se instalando no dia a dia de forma progressiva, a partir de uma crescente admiração e emoção despertadas pelos gestos, atitudes, maneiras de estar na vida;
Ora como fruto de uma procura cuidadosamente estruturada, através da criação de uma fantasia e tentativa de materialização da mesma;
Ora como que por magia nos atinge, nos deixando "fora de órbita".


Não importa como o amor chega na vida da pessoa, importa como seguirá depois de ter se instalado. Tal como a semente de uma planta, o amor precisa ser cuidado, renovado, "regado" com pequenos gestos de aproximação e carinho, seja ele através de uma mensagem escrita numa carta, num bilhete, num mail, no telemóvel, seja através da voz via telefone ou programas de comunicação via Internet, seja através de fazer a sua comida preferida ou usar uma roupa comprada especialmente para ele, de ouvir o que tem a dizer seja um desabafo , um compartilhar de pensamentos, alegrias ou preocupações, seja através de um abraço carinhoso, de um beijo gostoso, seja pelo fato de prestar atenção, de elogiar uma atitude boa ou uma boa ação, seja por vibrar de emoção com o seu sucesso, realização de algum projecto ou meta alcançada. Seja por irmos a um sítio onde ele já esteve antes para sentir as mesmas emoções outrora sentidas, isso encurta as distâncias, renovando e fortalecendo o amor existente.
A permanência do amor exige:
*Confiança a 100% em todas as ocasiões, mesmo que as evidências estejam desfavoráveis e levam a crer ou parecem apontar para o cometimento de uma falha, erro ou deslize, tendo sempre em mente que as aparências enganam, nem tudo que parece é, além de que tudo tem uma explicação.
* Capacidade de Perdoar as falhas ou deslize se essas forem mesmo confessadas
* Aceitação dos defeitos sem humilhação, críticas ou julgamento
* Enaltecimento das qualidades e virtudes
* Compreensão para com as faltas cometidas
* Respeito pela individualidade do ser e pelo seu espaço
* Generosidade e doação de si mesmo, sem cobranças
* Sacrifício e renúncia mútua em prol da harmonia
* Diálogo, debate de ideias e opiniões, principalmente se alguma coisa não está bem no relacionamento
* Sinceridade, base sólida para qualquer relacionamento
* Capacidade de ouvir
* Atenção, carinho e companhia
* Sabedoria para discernir o momento certo de calar e o momento oportuno de falar
* Entrega total
* Equilíbrio e harmonia sem querer mudar o outro ou exigir mais do é possível dar
*Alegria, vibração e emoção pelo sucesso do outro como se fosse seu próprio sucesso
* Incentivo para alcançar as metas
* Apoio nos momentos difíceis
* Auxílio para transpor os obstáculos, as barreiras e as próprias limitações
Num mail lido, havia uma passagem interessante a cerca de gestos de carinho que renovam o amor (amor com A), mas sem impor a presença:"no livro de Paulo Hecker Filho, fidelidades, numa de suas prosas poéticas, conta que deixava, livros bilhetes, quindins na portaria do prédio de Mário Quintana..."para estar ao lado sem pesar com a presença".
Quando lemos um livro ou quando vamos a um sítio indicado com amor, sentimos a sua presença.
Todo o pensamento gerado, as emoções despertadas por sua lembrança, a partilha dos acontecimentos da vida, é uma forma de perpetuar o amor outrora instalado.

Nenhum comentário: