Sua visita me deixou muito feliz...

Sua visita me deixou  muito feliz...

terça-feira, 30 de setembro de 2008

Viver ...Um esporte radical!



Viver é um esporte radical , constantemente o sistema nervoso autônomo simpático é estimulado a libertar adrenalina, através dos obstáculos e situações que vão surgindo desde a concepção/fecundação, passando pelo nascimento..."Nem nasci, e já estou trabalhando... Meu nome é... Hummm... ainda não tenho nome...Mas de qualquer forma, eu vou guiá-lo nessa "viagem" que se chama Vida: tudo começou com uma “corrida” dos espermatozóides do papai, o vencedor uniu-se então ao óvulo da mamãe e sofreu várias divisões, implantou-se no útero da mamãe e aí começou o meu desenvolvimento até atingir a maturação necessária, cerca de 40 semanas... Quando começa a minha viagem para o mundo exterior, sou comprimido no fundo da cavidade pélvica, debaixo de arcos formados por ossos, músculos espessos e ligamentos de sustentação.É uma viagem misteriosa, mágica, original, surpreendente e cheia de surpresas. Atravesso uma barreira de diferentes tipos de estimulação sensorial. Aqui estou eu, depois de passar neste túnel escuro e estreito , onde tive que me encolher todo, mas com a ajuda da mamãe que muito sofreu ....agora posso “pular fora” pois estou vendo duas mãos acolhedoras, (não sei se são de um médico de uma enfermeira ou de um bombeiro), para me segurarem" (trecho retirado do Poster: Natal: Renovação da vida).
São várias "maratonas" que o ser humano participa: a 1ª é o nascimento, a 2ª "maratona" é a do desenvolvimento: comer, falar, gatinhar para explorar o mundo em busca de conquistas, andar, controlar os esfincteres. até aqui não havia preocupações, porém inicia-se a 3ª "maratona"que é a do estudo, começam as preocupações, onde se completa com a 4ª "maratona", adolescência, onde a adrenalina "corre solta": Rebeldia, dúvidas, inquietações, mudanças do corpo, descoberta do prazer, namoro, esporte, despertar para o sexo, planejamento do futuro (escolha da faculdade, da profissão e metas a alcançar, vida a dois). A 5ª "maratona" é a da vida adulta (término da faculdade, primeiro emprego, casamento,carreira profissional, compra da casa, filhos, saída dos filhos de casa, netos) .
A 6ª "maratona", a da 3ª idade (reforma, doenças, diminuição das capacidades adquiridas durante as "maratonas" anteriores, solidão, falta de perspectivas para o futuro, espera pelo crepúsculo da vida)
7ª "maratona, a derradeira, o crepúsculo da vida e a passagem para uma nova dimensão.
Cada "maratona" apresenta características próprias, a forma como são vividas influenciará o percurso e a trajetória até ao crepúsculo:
*Uns serão os protagonistas, outros serão os espectadores no espetáculo que se chama vida.
*Uns serão aplaudidos, outros aplaudirão.
*Uns brilham e iluminam, outros são iluminados pelo brilho daqueles.
*Uns guiam, outros serão guiados.
*Uns viverão o amor em toda a sua plenitude, outros trocarão o amor pelo prazer fugaz do momento.
*Uns irão ao encontro da Luz Divina outros andarão de "mãos dadas" com as trevas.
*Uns serão espíritos livres, outros serão prisioneiros de si mesmo.
*Uns marcarão a diferença pelos feito alcançados, pelo bem que praticaram, deixando lágrimas de saudades quando partirem, outros deixarão suspiro de alívio ao partirem, pelo mal que praticaram.

domingo, 28 de setembro de 2008

Vida...Uma sucessão de momentos


A vida é uma sucessão de momentos que acontecem num ritmo acelerado...
Cada momento é um presente único que não se repetirá... Por isso que devemos viver cada momento, sem desperdiçá-lo, sem criar expectativas em relação ao momento seguinte, porque deixa-se de viver o momento presente e o momento seguinte pode vir de forma diferente das expectativas formuladas, acarretando, em consequência, frustrações, decepções, tristezas, mágoas, ressentimentos, que farão com que muitos momentos sejam desperdiçados.
Outra forma de desperdiçar o momento é preocuparmos excessivamente com as coisas, na Bíblia encontramos o seguinte ensinamento (mais ou menos assim): "Não vos preocupeis com o dia de amanhã..." A Oração do Pai nosso que Jesus ensinou... nos diz isso:"...o pão nosso de cada dia nos dai hoje....". Não é por nos preocuparmos ou termos medo que impedirá os acontecimentos, porque o que tiver que ser... será!
Isso não é um incentivo à ociosidade, o não fazer nada, pelo contrário há que trabalhar, há que ser protagonista no espetáculo da vida, resumindo numa frase, VIVER o momento como ele se apresenta: Rir, chorar, amar, falar, calar, ouvir, descansar, relaxar, trabalhar, sonhar, praticar desporto, alcançar metas, ter sucesso, fracassar, encontrar-se consigo mesmo, estar com os amigos, estar com a família, "encontrar-se"Deus, velejar, "pegar onda", meditar/refletir, apreciar o por do sol, estar em contacto com a natureza, brincar descontraído, ser solidaridário, ser paciente, ser compreensivo, ser amigo, amante, companheiro ou confidente, dar carinho, receber carinho, porque tudo tem o momento certo de acontecer.
Se vivermos intensamente o presente, teremos marcado presença na vida e preparemos o futuro , simplesmente estaremos VIVENDO...participando como protagonista e não espectador desse espetáculo maravilhoso que se chama VIDA.

terça-feira, 23 de setembro de 2008

Sentimento...Um estado de espírito




Os sentimentos. segundo a Wikipédia, de forma genérica, são informações que seres biológicos são capazes de sentir nas situações que vivenciam. Por exemplo, medo é uma informação de que há risco, ameaça ou perigo direto para o próprio ser ou para interesses correlatos.
Contudo, talvez possam ser um estado de espírito, pois assim justificaria a alternância que existe no sentir de acordo com o momento:
No momento ama-se alguém, noutro momento deixa-se de amar esse alguém
Num momento sentímo-nos livre, noutro acorrentados.
Num momento somos companheiros, noutro não ligamos
Num momento somos atenciosos, noutro somos desatento
Num dado momento temos compaixão por aquele que sofre, noutros somos indiferentes a dor e sofrimento do outro.
Num momento estamos num estado de êxtase, nos sentindo plenos, noutro sentímo-nos vazio
Num momento estamos alegres, noutro triste e cabisbaixo
Num dado momento estamos sorrindo para logo a segui chorarmos
Num momento sentimos que temos tudo, noutro momento nos sentimos desprovido de tudo
Num momento somos compreensivos, tolerantes e pacientes, noutro somos críticos, intolerantes, incompreensivos e impacientes.
Num momento sentimos medo, noutro somos destemido
Num dado momento sentímo-nos belo, noutro feio
Num momento sentímo-nos impotentes para resolver a situação, noutro sentimos o "salvador da pátria"
Num momento estamos próximos noutro nos distanciamos
Num momento somos equilibrados, noutro perdemos a "estribeira" o auto domínio
Num momento somos protetores, noutro somos indefesos
Num momento sentimos um forte impulso sexual ou atração física, noutro nada sentimos
Num momento estamos eufóricos para no momento seguinte estarmos deprimidos
Num momento sentímo-nos rodeados pelos amigos, noutro sentimos solidão
Num dado momento sentimos uma sintonia mágica, noutro deixamos de sentir
O ser humano é um eterno inconstante, insatisfeito e insaciável, uns em termos do conhecimento técnico científico, outros em termos do amor, uns em termos de religião, alguns em relação ao sexo, uns poucos em termos esotéricos, outros ainda em relação a si mesmo, daí a alternância alternâncias no sentir.

domingo, 21 de setembro de 2008

Amizade...Energia renovadora!

A amizade é uma fonte renovadora de energia.

Tudo na natureza é energia, emite ou transforma-se em energia.Alguns pesquisadores afirmam que o espaço sideral, incluindo a Terra, surgiu por uma explosão do sol, daí alguns dizerem que "somos filhos do sol"

Talvez este seja o fundamento de algumas terapias holísticas que manuseiam a energia, nomeadamente o Reiki (Rei= Energia Cósmica+Ki=Energia Vital), resumidamente, é uma técnica oriental que visa reequilibrar a energia vital, quando esta está alterada. pois, segundo alguns acreditam, a doença é um desequilíbrio energético de algum órgão, logo promovendo o reequilíbrio energético haverá o restabelecimento da saúde.

Uma outra técnica, que corrobora a técnica anterior, é a radiestesia, que acredita que tudo na natureza gera campo energético..."Este campo energético emitido por tudo possui graus diferentes, a energia emitida pela água por exemplo é diferente da energia emitida pelo chumbo, e ainda seguindo este raciocínio podemos dizer que um órgão são possui uma emissão energética diferente do mesmo órgão enfermo. Querendo ou não o homem está constantemente cercado de energias eletromagnéticas, planetárias, telúricas etc..., sejam estas derivadas de instalações elétricas, satélites, micro ondas, redes de alta tensão entre outras fontes. O problema é que não conseguimos perceber seus efeitos ou a sua presença, até que estas venham a nos prejudicar."(Wikipédia). Um dos instrumentos, muito conhecido, empregue nesta técnica é o pêndulo. Ele consegue captar onde há desequílibrio energético, daí ser empregue, por exemplo, como meio de diagnosticar um órgão afetado, pelos terapeutas holísticos.

O "meu amigo" mar é um poderoso captador e emissor de energia, um autêntico e natural "recarregador energético", ele capta a energia negativa e a converte em positiva. As pessoas que possuem desequilíbrio energético em termos de saúde mental, nomeadamente depressão ou ansiedade e stress acentuados, deveriam estar mais em sintonia com o mar e interagir com ele, principalmente os com stress, como as crianças: "pegar onda" (jogar-se na frente da onda e deixar que ela empurre até a areia) ou "brincar de pique" (correr na frente da onda, antes dela se desmanchar na areia, como se estivesse fugindo para não se molhar), de preferência com a praia deserta ou com poucas pessoas, isto transmite liberdade que gera uma sensação de bem estar.

Um amigo, principalmente se transmitir uma energia maravilhosa, também é um "recarregador energético", quando sentimos "baixa de energia" basta que a lembrança desse amigo surja em nossa mente, para que a nossa energia aumente, porém se "rolar um bate-papo", então a energia se transforma totalmente numa energia positiva, numa sensação maravilhosa de bem estar.

quinta-feira, 18 de setembro de 2008

Amizade sem fronteiras


A amizade é um sentimento que liga os seres humanos entre si, porém pode existir amizade entre os humanos e muitas variedades de espécies animais, nomeadamente entre o homem e o cão, como pode existir amizade entre espécies diferentes de animais, por exemplo o cão e o gato.
Entretanto pode existir amizade entre o ser humano e uma entidade da natureza, como por exemplo o sol, o mar, há uma profunda interação, talvez isso dê-se com as pessoas solitárias ou as pessoas que interagem com a natureza de forma a encontrar-se consigo mesmo.
Alguns podem considerar que seja uma "sandice", uma loucura ou insanidade mental. Porém é bom não esquecer que em tudo há a presença de Deus, seja no ser vivo, ou no ente da natureza. Ao interagir com o mar por exemplo, está interagindo com o próprio Deus, só que de uma forma indireta.
Quem conseguir interagir com o mar por exemplo, isto é, estar diante do mar sozinho, com respeito e humildade, sem tumulto ou barulho, somente o som do mar, e deixar o pensamento livre, principalmente quando procura alguma resposta, ficará surpreendido porque esta surgirá em sua mente, porque todas as respostas e soluções estão dentro de nós, mas como isso é difícil de acreditar, transferimos para o amigo essa função, que nos leva a refletir até encontrarmos a resposta/solução.
Assim como se tiver em sua mente o seu amor, seu amigo querido (ser humano) distante, você sentirá a sua proximidade, mesmo que fisicamente não esteja presente, é estabelecida uma sintonia em que sente-se que houve comunicação, sem que palavras tivessem sido trocadas.
Estar diante do mar e conseguir que seja estabelecida uma comunicação, embora"muda", é um caminho para encontrar-se consigo mesmo, é libertar-se de todas as correntes que impedem de caminhar pela vida e fazem com que seja mero espectador e não actor no espetáculo da vida.

Catarse


Catarse é o expurgar das perturbações psíquicas, excitações nervosas, tensões, angústia, através de uma explosão emocional . Ajuda o indivíduo a obter controle emocional e a enfrentar os problemas da vida.
Segundo Aristóteles catarse é a "purificação da alma".
Caminhar a beira mar, sozinho, praia deserta, num dia quente, com o céu cinzento cortado por raios de sol, é ótimo para que a catarse aconteça, para isso é necessário que a mente e os pensamentos "voem" livremente, sem interferência da razão, logo começam a surgir cenas como se um filme fosse projetado, daquilo que nos perturba, tira a nossa paz de espírito, nos fere ou magoa, das nossas angústia, medos e receios, das nossas culpas e erros, dúvidas ou interrogações, dos conflitos internos que fomos acumulando, sem que nos apercebêssemos.
A cada cena surge um conjunto de reações, sensações, que por vezes, levam a que as lágrimas rolem por nossa face, como que lavando a sujidade que vai na alma, por vezes levam a que nossos passos se tornem acelerados, como se quiséssemos fugir de nós mesmos; Outras vezes fazem eclodir o grito que estava preso na garganta. Em consequência, sentímo-nos renovados, como se tivéssemos uma "alma nova", e conseguimos equacionar os problemas que outrora nos afetavam, abrindo espaço para encontrar a solução ou para direcionar o nosso agir diante do problema equacionado, utilizando, então, a razão.
Se as pessoas de vez em quando fizessem uma depuração, uma limpeza profunda nas respectivas "casas interiores", "varrendo" todo o "lixo" acumulado, haveria menos transtornos mentais, principalmente de ordem afetiva, como é o caso da depressão, haveria menos necessidade de utilizar drogas, como os psicofármacos que vão causando danos na função cerebral ao longo do tempo . Haveria mais felicidade, serenidade e a paz no mundo não seria uma utopia.

quarta-feira, 17 de setembro de 2008

O valor de um Amigo


Vinicius de Morais escreveu " procura-se um amigo" título de um texto, logo a seguir, que pode traduzir:
*Um estado de espírito, solidão.
*O valor inestimável de um amigo, alguém que vai além das aparências, da beleza física, da crença religiosa, do "status" social, das crenças religiosas ou políticas, que apesar de nos conhecer, fica ao nosso lado, porque gosta de nós, independente de nossos defeitos ou falhas, que nos carrega no colo, nos conforta e nos acarinha, quando atravessando momentos difíceis, mas que também dá "um puxão de orelhas" quando precisamos.
* A necessidade de ter alguém para compartilhar nossos medos, angústias, tristezas, preocupações, sonhos, alegrias, realizações, descobertas e para comemorar connosco nossa vitória e sucesso.
Nos tempos que corre essa é uma frase que muito se utiliza, mas pouco adesão possui, motivo pelo qual, as pessoas estão cada vez mais distanciadas uma das outras, chegando mesmo a ficarem isoladas, o número de casos de depressão está aumentando assustadoramente, o pior, é que está surgindo em crianças. As crianças são pouco estimuladas para construírem relacionamento de amizade, acrescido o facto da situação econômico-financeira estar pouco estável e do aumento da violência e criminalidade que gera um clima de insegurança, medo e até pânico, a nível mundial, além do mais as crianças têm os horários muito preenchidos, de tal forma que não sobra tempo para serem crianças, de poderem brincar despreocupadamente e sonhar.
Como tudo na vida existem as duas faces de uma mesma moeda, precisa-se de um amigo é uma, ser amigo é outra, quando se coloca um "aviso /pedido" é para satisfazer a nossa necessidade, porém não devemos descuidar de que o nosso amigo também precisa de um amigo, não podemos egoisticamente olhar para as nossas necessidades, "alugando" ou sufocando o amigo:
Se precisamos ser ouvido, ele também tem necessidade de que o ouçam
Se temos vitórias a comemorar ele também as tem, ou então tem derrotas que precisa desabafar
Se prestamos mais atenção às nossas necessidades, acabamos por não prestar mais atenção às necessidades do amigo.
Há que equilibrar os dois pratos da balança, através da troca de experiências e sensações, porém devemos tentar nos colocar no lugar do outro, antes de fazer "cobranças" ou expressarmos emoções e sentimentos fora do contexto e do momento, que possam vir a causar embaraço ou deixar o amigo numa posição desconfortável e até mesmo numa "sinuca" sem saber o que fazer ou dizer para não nos magoar.
"Procura-se um amigo":
"Não precisa ser homem, basta ser humano, basta ter sentimentos, basta ter coração. Precisa saber falar e calar, sobretudo saber ouvir. Tem que gostar de poesia, de madrugada, de pássaro, de sol, da lua, do canto, dos ventos e das canções da brisa. Deve ter amor, um grande amor por alguém, ou então sentir falta de não ter esse amor.. Deve amar o próximo e respeitar a dor que os passantes levam consigo. Deve guardar segredo sem se sacrificar.
Não é preciso que seja de primeira mão, nem é imprescindível que seja de segunda mão. Pode já ter sido enganado, pois todos os amigos são enganados. Não é preciso que seja puro, nem que seja todo impuro, mas não deve ser vulgar. Deve ter um ideal e medo de perdê-lo e, no caso de assim não ser, deve sentir o grande vácuo que isso deixa. Tem que ter ressonâncias humanas, seu principal objetivo deve ser o de amigo. Deve sentir pena das pessoa tristes e compreender o imenso vazio dos solitários. Deve gostar de crianças e lastimar as que não puderam nascer.
Procura-se um amigo para gostar dos mesmos gostos, que se comova, quando chamado de amigo. Que saiba conversar de coisas simples, de orvalhos, de grandes chuvas e das recordações de infância. Precisa-se de um amigo para não se enlouquecer, para contar o que se viu de belo e triste durante o dia, dos anseios e das realizações, dos sonhos e da realidade. Deve gostar de ruas desertas, de poças de água e de caminhos molhados, de beira de estrada, de mato depois da chuva, de se deitar no capim.
Precisa-se de um amigo que diga que vale a pena viver, não porque a vida é bela, mas porque já se tem um amigo. Precisa-se de um amigo para se parar de chorar. Para não se viver debruçado no passado em busca de memórias perdidas. Que nos bata nos ombros sorrindo ou chorando, mas que nos chame de amigo, para ter-se a consciência de que ainda se vive". (Vinicius de Morais)

Eremita...e Amor



O eremita é aquele que se isolou do mundo, por opção ou por condenação, para viver na sua própria companhia 24horas por dia.
O eremita não é necessariamente aquele que vive no alto de uma montanha, num deserto ou numa ilha isolada, pode estar no meio da multidão, mas sem fazer parte da mesma.
Quando acidentalmente "esbarra" no amor romântico ou erótico fica perdido num mar de sensações, emoções com muitas dúvidas e questionamentos...não sabe como agir, que atitudes tomar, perde a noção do que é certo ou errado, do que pode ou não fazer, acaba "metendo os pés pelas mãos", muitas das vezes "sufocando" ou "pegando no pé" do amor, fazendo declarações ou confissões inoportunas, fora do contexto do momento, não sabe lidar com esse mundo novo que se depara, em consequência afasta o amor ou se afasta dele, quer numa ou noutra situação, seu mundo fica estruturalmente abalado, se antes se isolava por opção, agora passa a ser por condenação, mas se antes já era por condenação, esta aumenta em dobro.
O que é simples de alcançar para uns, torna-se complicado para outros, pelos obstáculos que surgem pela frente. Contudo o maior dos obstáculos que muitos têm pela frente, nomeadamente o eremita, é o de "lutar" contra seus próprios pensamentos, que escrevem um "roteiro do filme"sobre o ocorrido e, vencer a si mesmo, ao possuir uma auto crítica severa, muitas das vezes "faz uma tempestade num copo d'água", chegando mesmo a sofrer profundamente e por vezes inutilmente, uma vez que pode ser apenas fruto da sua imaginação, e não ter ligação com a realidade, ou o outro pode não ter dado a mesma dimensão dramática ou catastrófica que a pessoa imagina.

terça-feira, 16 de setembro de 2008

Sol&Mar...Estado de Êxtase!

O conjunto sol & mar proporciona um estado de excitação (desejo sexual) e de êxtase porque, segundo alguns relatos, estimula a produção de vários hormônios, entre eles a testosterona, hormônio predominantemente masculino, mas que também é produzido no organismo feminino=>responsável pelo desejo sexual;
Prolactina, que inibe a produção de testosterona e estrogênio, é libertada durante o orgasmo e permanece na fase de resolução que conduz ao estado de êxtase, diminuindo o impulso sexual após o orgasmo ( no homem os níveis aumentados de prolactina diminui o desejo sexual e causa sonolência, nas mulheres mantém o nível de excitação, por isso algumas podem atingir orgasmos múltiplos.
Talvez essa seja a "explicação científica" porque os românticos apaixonados desenham na areia da praia um coração com o nome do ser amado, expressando esse amor e a sensação de êxtase que parece os acompanhar.
Talvez não haja nenhum postulado científico e seja seja apenas uma forma de expressar o eclodir da emoção de estar vivendo o amor em toda a sua plenitude e ao mesmo tempo é como se quisesse enviar uma mensagem ao ser amado, ou ainda uma maneira de sentir e estar mais próximo do ser amado distante.
Desenhar um coração na areia da praia é uma experiência gratificante de liberdade, entretanto , se houver um nome para ser escrito dentro dele, é uma experiência mágica,maravilhosamente indescritível de leveza. de bem estar, de felicidade, é a sensação de estar livre, leve e solto, flutuando sobre a realidade, indo ao encontro do ser amado, embora o corpo permaneça sem sair do chão.
Desenhar um coração, na areia da praia num dia de sol é a consolidação de duas forças poderosas: o amor e a natureza, que regem ou direcionam a vida do ser humano.

domingo, 14 de setembro de 2008

Uma Simples Frase ...


...Pode gerar muita emoção, aquecer o coração e fazê-lo transbordar de felicidade.
...Pode transformar a realidade circundante
...Pode gerar uma cascata de emoções tanto no emissor quanto no receptor, embora neste seja com mais intensidade.
...Pode ser um carinho
...Pode fazer a diferença num momento da vida
...Pode originar uma transformação interior
... Pode despertar sentimentos adormecidos
...Pode ser um marco importante na vida
...Pode ser a libertação do eu reprimido
...Pode ser o reacender da chama do amor ou da amizade
...Pode representar a luz no fundo do túnel escuro
...Pode ser o conforto que o espírito ansiava
...Pode ser o remédio para o espírito doente
...Pode elevar a auto estima
...Pode ajudar a transpor obstáculos
Uma simples frase dita por um amigo, principalmente se este tiver uma energia maravilhosa, é revestida por um mágico poder ilimitado que chega no momento certo, na hora certa, de acordo com a necessidade do momento, num total sincronismo, expressando a sintonia estabelecida, que só um sentimento belo, profundo e misterioso como amor, em toda a sua expressão, nomeadamente a amizade, é capaz de realizar.

sexta-feira, 12 de setembro de 2008

Amizade....Equilíbrio: Emoção&Razão


A amizade é o fulcro que mantém o equilíbrio harmonioso: Razão / emoção, consequentemente, gerando o equilíbrio entre:
* A realidade e sonho
* A loucura e a lucidez
* O impulso e a contenção
* A sabedoria e a estupidez
* A tempestade e a bonança
* A guerra e a paz
* A serenidade e o sobressalto
* O querer e o poder
* A fantasia e a alucinação/delírio
O Amor faz com que haja um certo desequilíbrio, porém harmonioso,entre a razão e a emoção, a favor desta, se somado à paixão, acentuando mais ainda esse desequilíbrio, porque torna-se "cego", irracional, capaz de atitudes passionais de graus variados, podendo mesmo ser extremas.
A amizade, uma vertente do amor, tem como função, justamente dosar esse desequilíbrio que o amor associado à paixão gera, reconduzindo ao desequilíbrio harmonioso que o amor origina quando não está associado à paixão e/ou ao erotismo.

terça-feira, 9 de setembro de 2008

Encontros e desencontros...caprichos da vida!


A vida tão depressa promove encontros, como desencontros...
No momento aproxima, no momento seguinte afasta.
Ao longo do tempo e da história, muitos encontros e desencontros foram retratados em filmes: "Romeu e Julieta", "Love Story", "o Feitiço de Aquilá", "Irmão Sol Irmã Lua", na Biblia também há encontros e desencontros tão depressa o Apóstolo Pedro aproxima-se de Jesus, como tão depressa afasta-se Dele ao negá-Lo por 3 vezes.
Tudo isso serve para ressaltar um dos ensinamentos de Deus "não vos preocupeis com o amanhã" e apontar que o caminho se constrói no aqui e agora, subir um degrau de cada vez. O presente é a dádiva de Deus a cada dia, por isso deve-se viver um dia de cada vez, sem grandes expectativas para o amanhã, porque o hoje é certo o amanhã sendo incerto poderá vir ou não. O lema deve ser "eterno enquanto dura" e "viver cada dia como um milagre que jamais se repetirá", viver intensamente cada dia como se fosse o último da vida, sem pensar no amanhã, que pode não mais surgir. Não deixar para amanhã o que pode ser feito hoje, não adiar as coisas importantes da vida, porque a própria vida encarregar-se-á de adiar para sempre.
Quantas amizades diluíram-se no tempo, porque em determinado momento, na vida, ficaram adiadas para o amanhã, que nunca mais surgiu!
Quantos relacionamentos não chegaram a acontecer, porque foram deixados para o dia seguinte, que não veio!
Quantos planos ficaram esquecidos no cantinho, porque foram adiados dia após dia!
Quantos amores deixaram de existir porque os desencontros os afastaram até que foram levados nas asas do tempo.
A única coisa que todos tentam adiar para o amanhã, na esperança de que esse amanhã nunca chegue, é a morte, única certeza que se tem na vida, só não se sabe, onde, como e quando ela surgirá.
Todos nascem com um "prazo de validade", chegando esse prazo não adianta barganhar, tentar ludibriar, lutar contra, porque é inútil, é inevitável! a vida cessa! Tudo fica para trás!
Então porque tanta guerra? tanta cobiça pelo poder e riqueza?, tantas brigas por um pedaço de terra?, porque tanto desamor? Para que tantas intrigas? Para que tantas vinganças? Porque tanta inveja? Para que tanta violência e ganância? Para que tanta falsidade e mentira? Porque tantos desentendimentos? Se de um momento para o outro o amanhã poderá não mais surgir?

segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Tempestade / bonança...ciclo de Eros

"O Eros verdadeiro é o deus do amor no seu sentido integral, que engloba corpo e alma. Comunhão de sentimentos que transcende o aspecto corporal. O erotismo, que realmente e de uma forma mais duradoura estimula o desejo, supera o nível do real e penetra no mundo da fantasia, do sonho, do vago sentimento do inacessível".

O ciclo de Eros começa com a chama ardente do desejo que gera tempestades de emoções e sensações por todo o corpo até atingir o máximo da vibração do prazer, para depois surgir a bonança, a calmaria, o êxtase que permite a recuperação do corpo, tornando-o leve e deixando-o apto a recomeçar o ciclo.

Assim como no ciclo de Eros, a vida é composta pela harmonia do binómio tempestade-bonança. a tempestade representa tudo aquilo que gera vibrações, porém nem sempre positivas ou geradoras de prazer e satisfação como nas vibrações geradas no ciclo de Eros, também é tudo que gera movimento e até por vezes desconforto, contudo são as tempestades que geram energia, motivação, criatividade e a própria vida.

As tempestades abalam as estruturas internas e externas e fazem com que haja um repensar ou um reestruturar da vida.

Logo a seguir à tempestade, surge a bonança, para o retemperamento das forças e da energia, para reconstruir o que foi destruído pela tempestade e criar condições ou preparar para enfrentar novas tempestades.

A certeza de que após a tempestade vem a bonança, deveria ser inspiradora para que atravessemos com serenidade um momento de tempestade menos prazerosa, que a despertada no ciclo de Eros, com a confiança de que logo ele será resolvido ou chegará ao fim.

sexta-feira, 5 de setembro de 2008

Amor...um caminho difícil!



O caminho do amor é difícil de ser percorrido...
O mandamento de Deus "Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a ti mesmo" já mostra a dificuldade para se percorrer o caminho do amor, principalmente porque para muitos amar ao próximo é mais fácil do que amar-se a si próprio, para estas pessoas, ás vezes, é justamente o amor ao próximo que as faz amarem-se a si próprias, porém, para outras pessoas o difícil é conseguir amar ao próximo, pois amam-se de forma egoísta.
Outro aspecto da dificuldade de trilhar o caminho do amor reside na presença ou não: Enquanto presente fisicamente é fácil, pois existem os vários estímulos que geram emoções e despertam sensações que se retroalimentam e não exige nenhum esforço adicional, tudo é belo, tudo são flores, tudo dá certo, tudo brilha, os pensamentos são positivos, estimulantes e por vezes excitantes, que por sua vez, despertam novas sensações e uma cascata de emoções.
Porém, tudo torna-se mais difícil, enquanto ausente fisicamente, porque requer um esforço adicional para não nos deixarmos levar pelos sentimentos mesquinhos e egoísta de pensarmos somente na nossa tristeza, nas nossas carências,pelos pensamentos negativos que o vão corroendo ou erguendo muros cimentados com as pedras da dúvida e desconfiança, da mágoa e do ressentimento por nos sentirmos sozinhos e abandonados ou pela dor da saudade que a ausência dele nos faz. E sim por sentimentos altruístas de pensarmos que a ausência também está doendo no outro, o está deixando triste, carente, sofrendo pela dor da saudade.
É na distância que os caminhos do amor são difíceis de serem percorridos, é onde o amor muitas vezes é posto à prova: Sem estímulos físicos continuar a ver o brilho em tudo, sentindo-se em harmonia com o universo, conservando os pensamentos positivos que geram emoções e despertam sensações, de tal forma que, quando voltar a estar presente fisicamente, seja como se nunca tivesse havido a separação ou a ausência.
Alimentar a chama do amor, mesmo na presença de obstáculos e barreiras e amar ao próximo como a nós mesmos, é a verdadeira prova de fogo do amor.

O Feitiço do Amor



O amor tem poderes ilimitados, um deles é a magia que encerra como se um feitiço fosse lançado sobre a pessoa, ela vive num mundo diferente, em outra dimensão paralela a dimensão física, parece que não existe mais nada além da pessoa do seu amor, porém continua na sua realidade, só que a sua mente parece mais límpida, tudo surge com mais nitidez, o raciocínio fica mais apurado, a criatividade intensifica-se, a razão fica mais flexível, tolerante, menos "carcereira", há a sensação de liberdade incondicional, sem limites, barreiras ou entraves, como se não houvesse o impossível, até as crenças modificam-se, aquilo que antes achávamos que não existia, passamos a dar pelo menos o benefício da dúvida da existência ou passamos mesmo a acreditar. Sentimos-nos integrante do universo e como tal mais próximo de Deus, e surge a necessidade de preservarmos tudo que existe na natureza e no universo, seja um ser vivo ou não. A nossa sensibilidade se torna mais apurada, o sofrimento e a dor alheia nos "tocam" mais, surge o desejo de que todos estejam bem e felizes, até mesmo as nossas dores ou sofrimento parece algo sem importância maior que passará logo, acabamos por prestar menos atenção a nós mesmos, os nossos defeitos parecem ser pequenos.
Só nos apercebemos que estivemos sob o feitiço do amor ou de que esse feitiço existe, quando o amor se distancia de nós, nesse momento tudo a nossa volta perde o brilho e o encanto de antes, voltamos a estar mais pensativos e prestamos mais atenção a nós mesmos e menos ao mundo que nos rodeia. Sem que nos demos conta, estamos reclamando por tudo e por nada, intolerantes, coisas insignificantes assumem proporções catastróficas. Passamos a olhar mais para nós mesmos e os nossos defeitos assumem proporções muitas vezes super dimensionadas.

quinta-feira, 4 de setembro de 2008

Saudade...é o que resta!

Uma amizade profunda, expressão do amor, dá origem a mágica sintonia que gera a beleza de um novo mundo misterioso, o mundo encantado da fantasia através do romance, despertado pelo desejo, sustentado pela paixão, o frenesi que acaba numa explosão de prazer despertando o estado sublime de êxtase...Esse ciclo se repete inúmeras vezes, porém, o tempo e a realidade da vida se encarregam de fazê-lo diminuir até extinguir-se...
Quando um ciclo de emoções extingue-se, o que resta? a saudade, que inicialmente se torna insuportável, gerando uma dor profunda, aliviada pelas lembranças dos momentos felizes.
Com o passar do tempo, a rotina do dia a dia encarrega-se de mandar a própria saudade para o passado, juntamente com as emoções vividas e sentidas e a vida retorna ao seu rumo inicial , até que algo faz com que o passado torne ao presente e por momentos a vida muda de rumo novamente, porque "recordar é viver", as emoções são despertadas, o ciclo recomeça e termina por gerar a saudade e, depois a vida continua seguindo o seu curso normal.

quarta-feira, 3 de setembro de 2008

Amizade é a chave...



...o amor é a fechadura do coração, em conjunto, formam a essência da vida, a fonte geradora de energia, motivação, emoção, alegria, bem-estar e felicidade, é também a fonte de inspiração para fabricar os sonhos e ideais que dão sentido ao caminhar pela vida.
A frase:"Quando dói olhar para trás e estás assustado demais para olhar em frente, podes olhar para o lado que o teu amigo estará lá" (autor desconhecido) realça a importância do amigo pelos caminhos da vida.
Que beleza!...que maravilha é poder olhar para o lado e encontrar o amigo que muitas vezes caminha ao nosso lado em silêncio, ouvindo com atenção nossas queixas, lamurias, desabafos, ou nos diz aquilo que precisamos ouvir, às vezes correndo o risco de não nos agradar, porque a verdade nem sempre nos é favorável, ser amigo não implica em dizer "amém" a nós se não concordar connosco, é ter coragem de nos apontar os erros cometidos para que os possamos corrigir ou não voltarmos a cometê-los.
A amizade é a chave que abre as correntes que mantém aprisionada as nossas emoções, sensações, o próprio eu interior.
Que deliciosa sensação termos ao nosso lado um amigo para compartilhar nossos momentos sejam eles de alegria ou de tristeza, de sucesso ou de fracassos, podermos ser nós mesmos sem reservas, censuras ou críticas, estarmos perfeitamente à vontade. Porém melhor sensação é o nosso amigo sentir-se à vontade connosco, compartilhar seus momentos, seus sonhos, seus projetos, suas realizações, suas alegrias ou tristezas e saber que pode contar connosco sempre, mesmo que a distância nos separe.
O amor é a fechadura e a amizade é a chave que abre às portas da magia, da fantasia, portanto, da felicidade.