Sua visita me deixou muito feliz...

Sua visita me deixou  muito feliz...

quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Eremita...e Amor



O eremita é aquele que se isolou do mundo, por opção ou por condenação, para viver na sua própria companhia 24horas por dia.
O eremita não é necessariamente aquele que vive no alto de uma montanha, num deserto ou numa ilha isolada, pode estar no meio da multidão, mas sem fazer parte da mesma.
Quando acidentalmente "esbarra" no amor romântico ou erótico fica perdido num mar de sensações, emoções com muitas dúvidas e questionamentos...não sabe como agir, que atitudes tomar, perde a noção do que é certo ou errado, do que pode ou não fazer, acaba "metendo os pés pelas mãos", muitas das vezes "sufocando" ou "pegando no pé" do amor, fazendo declarações ou confissões inoportunas, fora do contexto do momento, não sabe lidar com esse mundo novo que se depara, em consequência afasta o amor ou se afasta dele, quer numa ou noutra situação, seu mundo fica estruturalmente abalado, se antes se isolava por opção, agora passa a ser por condenação, mas se antes já era por condenação, esta aumenta em dobro.
O que é simples de alcançar para uns, torna-se complicado para outros, pelos obstáculos que surgem pela frente. Contudo o maior dos obstáculos que muitos têm pela frente, nomeadamente o eremita, é o de "lutar" contra seus próprios pensamentos, que escrevem um "roteiro do filme"sobre o ocorrido e, vencer a si mesmo, ao possuir uma auto crítica severa, muitas das vezes "faz uma tempestade num copo d'água", chegando mesmo a sofrer profundamente e por vezes inutilmente, uma vez que pode ser apenas fruto da sua imaginação, e não ter ligação com a realidade, ou o outro pode não ter dado a mesma dimensão dramática ou catastrófica que a pessoa imagina.

Nenhum comentário: