Sua visita me deixou muito feliz...

Sua visita me deixou  muito feliz...

terça-feira, 6 de janeiro de 2009

Internet veiculadora de emoções ...e de armadilhas também!



A troca ou partilha da informação que se pode ter hoje em dia é muito rápida e numa quantidade astronômica graças ao advento da Internet.

Com a Internet as distâncias são encurtadas, ganha-se muito tempo, as notícias do mundo todo são divulgadas em tempo real, pode-se "bater papo" através dos "chats", expor ideias num blog, debater opiniões ou tirar dúvidas num fórum, formar redes de contactos como no orkut, soltar a criatividade através de "web sites", trocar correspondência nos correios eletrônicos, divulgar imagens nos fotlog, tudo isso a distância de um "click".


Tudo isto mostra a Internet como veiculadora de emoções, mas...cuidado! porque também é geradora de armadilhas e potencialmente perigosa, porque sofre influência das artimanhas da mente humana, que por vezes é muito ardilosa, principalmente no domínio das emoções, especialmente no "papo" online, quando só se conhece o outro virtualmente. Neste caso quando a pessoa começa a se envolver mais profundamente, apesar de ser à distância e justamente por isso, fica vulnerável e a mercê de pessoas que por vezes possam ter mentes distorcidas, doentias que "vestem" a pele de cordeiro, mas que na verdade são lobos maus esperando a oportunidade de atacarem as suas presas, deixado-as desfeitas.


Infelizmente, além das armadilhas emocionais, existem as armadilhas que arruínam financeiramente quem nelas caiem desprevenidas e também existem pessoas com mentes perversas ou pervertidas, porém inteligentes, que conseguem "entrar" nos computadores de grandes empresas ou instituições financeira, militares, quebrando a segurança existente, conseguem alterar programas, resultados ou criam "cavalos de Tróia" que no interior possuem artefactos (software), os vírus , que podem danificar o hardware e com isso perder tudo que nele estava armazenado.


Esses "génios do mal" deveriam canalizar essa inteligência para a construção e não para a destruição para que a Internet fosse apenas veiculadora de emoções, informações e não de armadilhas.

Nenhum comentário: