Sua visita me deixou muito feliz...

Sua visita me deixou  muito feliz...

domingo, 19 de abril de 2009

Esporte promove a saúde, mas pode provocar a doença

O esporte é promotor da saúde e bem estar físico e psíquico, mas também pode ser gerador de lesões e consequentemente de doenças.
Promotor da saúde, desde que bem praticado, ou melhor praticado corretamente, porque...

...ativa a circulação;

...fortalece e tonifica a musculatura;

...alivia o stress e as preocupações do dia a dia

...possibilita integração social

...desenvolve a auto estima

...incentiva à competitividade, mas de forma saudável

...estimula a ultrapassar os próprios limites.
...é fonte de prazer

Porém torna-se gerador de doenças, quando...

...praticado de forma incorreta, negligente ou displicente, que abre caminho para o acometimento de lesões de vários tipos, desde um ferimento ligeiro na pele (abrasão, escoriação) até lesões mais profundas: tendinites, entorses, luxações, fraturas. Como por exemplo quando se inicia a modalidade sem o devido aquecimento das articulações e da musculatura, estando a temperatura ambiente fria ou aquecida.

...ultrapassa o limite, não por aumento da performance, pelo treino gradativo e persistência e sim por exaustão quando o organismo, principalmente, a musculatura já estiver em fadiga e ainda asim exigir-se dela.

...exclui os menos bons, ao impedir de se desenvolverem, justamente porque de imediato não mostrou ser um "as" naquela modalidade.

...a performance ou desempenho é conseguido através de químicos (drogas lícitas ou ilícitas) que dão a falsa ilusão de que quem as utiliza ser o melhor, porém nada mais está fazendo do que enganar-se a si próprio e causando danos por vezes irreversíveis ao próprio organismo. Como dos anabolizantes ou estimulantes do sistema nervoso. Em relação a enganar-se é igual ao toureiro, armado frente a um touro desarmado. O que provou ao matar o touro nessas circunstâncias? que sabe manejar uma arma contra um ser indefeso? Provaria ser o melhor se usando sua força, sua inteligência, estando desarmado conseguisse vencer o touro. Da mesma forma que diante de um teste ou de uma prova (embora questionável enquanto forma única de avaliação), que suspostamente seria aferição de um conhecimento ensinado e aprendido ou apreendido, o aluno, principalmente um universitário, "cole" do colega, dos apontamentos, do livro ou utilize "cábulas", conseguindo obter notas altas. Isso provaria que é capacitado? não parece que seja por aí, teria sim notas brilhantes que lhe abririam as portas, onde o requisito seria ter notas altas em detrimento do conhecimento ou capacidade que possua.

... o querer ser o melhor tornasse uma obessão e não pelo espírito de desenvolver sua performance e ultrapassar seus limites, como brio pessoal de vencer os desafios, levando a que empregue meios menos lícitos para o conseguir ao invés de esforço, disciplina e dedicação.

... numa equipe a pessoa se considera a "estrela" "o tal", (até pode ter habilidade técnica para o ser), não dando oportunidade aos demais membros de se aperfeiçoarem, inclusive anulando-os quando em jogo. Mostrando-se superior, quando na verdade talvez tenha tido mais oportunidades, gerando assim um clima desagradável na equipe, um desesistímulo aos demais participantes , inclusive podendo ocasionar uma baixa da auto estima que leve ao isolamento e a desistência destes , embora "apaixonados" pela modalidade em questão, caso estejam mais vulneráveis.
A pratica do esporte ou desporto que gostamos, faz com que a frase quem corre por gosto não cansa faça sentido e seja aplicada em outras situações que não o desporto, mostando que é necessário gostar e depois treinar com afinco e perserverança para ultrapassar os limites, inclusive os próprios limites, aumentar a performance, sem olhar obstáculos, como chuva, frio, vento, sol, se tem vível técnico inferior, inclusive vencendo o cansaço como se ele não existe, porque estamos envolvidos de tal forma, temos "garra"e vontade de ter bom desempempenho aplicando corretamente a técnica ou os fundamentos pertinentes à modalidade, que vai além do ganhar ou perder uma medalha no fim do torneio ou campeonato. Por exemplo num jogo de volley onde os " craques" dão os 3 toques permitidos e finalizam com uma cortada espetacular em termos de força e velocidade e o adversário está bem posicionado e consegue defender, com uma manchete correcta levando a um contra ataque igualmente espetacular, não desistem da bola, nem que esta vá para muito longe praticamente fora de alcance e assim sucessivamente até que a bola acabe por cair, isso sim é super estimulante e gratificante para quem está jogando e proporcionando um espetáculo maravilhoso de performance individual e de equipe, que prende a atenção daqueles que estão assistindo.

Nenhum comentário: