Sua visita me deixou muito feliz...

Sua visita me deixou  muito feliz...

domingo, 7 de junho de 2009

Mensagem de Deus...uma comunicação codificada!

A Internet é veiculadora de informações, mas também de mensagens lindas que tocam o nosso coração, por vezes nos fazem refletir como esta mensagem recebida por mail em apresentação PPT, cujo autor não foi mencionado:

Você acredita no que ouve?
Eram aproximadamente 10 horas quando um jovem começou a dirigir-se para casa.Sentado no seu carro, ele começou a pedir:
- " Deus! Se ainda falas com as pessoas, fale comigo. Eu irei ouvi-lo. Farei tudo para obedecê-lo".
Enquanto dirigia pela rua principal da cidade, ele teve um pensamento muito estranho:
"Pare e compre um galão de leite".
Ele balançou a cabeça e falou alto:
"Deus? É o Senhor?"
Ele não obteve resposta e continuou dirigindo-se para casa. Porém, novamente, surgiu o pensamento:
"Compre um galão de leite".
O jovem pensou em Samuel e como ele não reconheceu a voz de Deus, e como Samuel correu para Eli. Isso não parece ser um teste de obediência muito difícil...Ele poderia também usar o leite. O jovem parou, comprou o leite e reiniciou o caminho de casa. Quando ele passava pela sétima rua, novamente ele sentiu um pedido:
"Vire naquela rua".
"Isso é loucura..." - pensou - e, passou direto pelo retorno.
Novamente ele sentiu que deveria ter virado na sétima rua. No retorno seguinte, ele virou e dirigiu-se pela sétima rua. Meio brincalhão, ele falou alto :
"Muito bem, Deus. Eu farei".
Ele passou por algumas quadras quando de repente sentiu que devia parar. Ele brecou e olhou em volta. Era uma área mista de comércio e residência. Não era a melhor área, mas também não era a pior da vizinhança. Os estabelecimentos estavam fechados e a maioria das casas estavam escuras, como se as pessoas já tivessem ido dormir, exceto uma do outro lado que estava iluminada. Novamente, ele sentiu algo:
"Vá e dê o leite para as pessoas que estão naquela casa do outro lado da rua".
O jovem olhou a casa. Ele começou a abrira porta, mas voltou a sentar-se.
"Senhor, isso é loucura. Como posso ir para uma casa estranha no meio da noite?".
Mais uma vez, ele sentiu que deveria ir e dar o leite. Inicialmente, ele abriu a porta... "Muito Bem, Deus, se é o Senhor, eu irei e entregarei o leite àquelas pessoas. Se o Senhor quer que eu pareça uma pessoa louca, muito bem. Eu quero ser obediente. Acho que isso vai contar para alguma coisa, contudo, se eles não responderem imediatamente, eu vou embora daqui".
Ele atravessou a rua e tocou a campainha. Ele pôde ouvir um barulho vindo de dentro, parecido com o choro de uma criança. A voz de um homem soou alto:
"Quem está aí? O que você quer?"
A porta abriu-se, em pé, estava um homem vestido de jeans e camiseta. Ele desconhecido em pé na sua soleira.
"O que é?"
O jovem entregou-lhe o galão de leite. - "Comprei isto para vocês".
O homem pegou o leite e correu para dentro falando alto. A mulher pegou o leite e foi para a cozinha. O homem a seguia segurando nos braços uma criança que chorava. Lágrimas corriam pela face do homem e, ele começou a falar, meio soluçando:
"Nós oramos. Tínhamos muitas contas para pagar este mês e o nosso dinheiro havia acabado. Não tínhamos mais leite para o nosso bebê. Apenas orei e pedi a Deus que me mostrasse uma maneira de conseguir leite"
Sua esposa gritou lá da cozinha:
"Pedi a Deus para mandar um anjo com um pouco... Você é um anjo?"
O jovem pegou a sua carteira e tirou todo o dinheiro que havia ela e colocou-o na mão do homem. Ele voltou-se e foi para o carro, enquanto as lágrimas corriam pela sua face.Ele experimentou que Deus ainda responde os pedidos.

Quantas vezes nos surpreendemos connosco mesmo ao tomarmos determinadas atitudes ou dizermos determinadas frases em determinado momento, ouvimos em resposta: "foi Deus que o enviou". Isso já aconteceu algumas vezes e o mais surpreendente é que não conseguimos perceber o que se passou realmente, no conto anterior, o jovem "ouviu" e seguiu as instruções, mesmo achando ser um absurdo, mas na maioria das vezes não é assim, é uma comunicação codificada, como no caso das pessoas que não embarcaram no voo 447 da Air France, o mais comum é ouvir que foi coincidência, provavelmente não o será. Por outro lado questiona-se, se Deus agiu de forma a impedir que uns não embarcassem, porque não teria impedido os outros?

Mas quem sou eu para levantar essa questão? A nossa visão é muito limitada comparada a ampla visão de Deus, devemos aceitar que o momento de partir chegou para aquelas 228 pessoas que estavam a bordo do Airbus, que cumpriram a missão deles aqui na terra. Podemos desejar que elas não tenham tido uma passagem com muito sofrimento e desespero, embora para o piloto e a tripulação deva ter sido terrível, muito angustiante, além de estar vendo o desenrolar da situação, de saber que não só a sua hora estava chegando como de todos que estavam a bordo e nada podiam fazer para evitar ou modificar o rumo dos acontecimentos.

Desejo:


Que todos descansem em Paz e alcancem a Luz Divina! como é dito no refrão do Hino 447 (nascer de novo)

"...Se o caminho é estreito, a porta é também,
Tudo está feito, não demores, vem!
No portal da vida Cristo acharás,
Ao findar a lida lá no céu tu estarás...".

Que as equipes de resgate possam encontrar e entregar os corpos das vítimas, com maior brevidade, aos seus familiares e amigos para que estes possam prestar a devida e merecida última homenagem.

Que todos saibamos descodificar as mensagens que Deus nos envia a todo o momento, mesmo nas tragédias como esta!


Nenhum comentário: