Sua visita me deixou muito feliz...

Sua visita me deixou  muito feliz...

sábado, 19 de setembro de 2009

Magia negra ...caminho das trevas longe do amor

Engraçado diversas vezes a palavra magia é utilizada, mas apenas o ramo que tem por alicerce o bem, porém nestes dias fui confrontada com o ramo que tem como alicerce o mal, alguém comentou: "...Fizeram magia negra em mim e a partir daí ..." continuou dizendo sobre os problemas que surgiram, inclusive afetando a libido.
É um tema complexo, há a tendência a fazer a dicotomia da magia: Branca, aquela em que alguns seres dotados de extrema sensibilidade e intuição, consegue entrar em sintonia com o Universo, invocando as entidades superiores que estão na esfera mais desenvolvida da espiritualidade e extrair deles uma energia que lhes confere poderes extraordinários, sobre naturais, para serem utilizados para o bem e guiar as pessoas no caminho da luz, tendo por base o amor universal, incondicional, que promove a ascensão espiritual daqueles que trilham esse caminho; Negra, aquela em que algumas pessoas invocam as entidades inferiores, que estão na esfera menos desenvolvida da espiritualidade, que vivem na escuridão das trevas porque se afastaram da luz, a partir do momento em que deixaram de ter como base o amor. Enquanto a primeira evoca as bênçãos e proteção de Deus, a segunda evoca a proteção do diabo/Satã/Satanás, que vive através dos tempos tentando ser mais poderoso do que Deus, como as escrituras revelam: "Certo dia, os anjos apresentaram-se a Deus, e entre eles foi também Satã "Job 1,6, ou como pode ser visto no Novo Testamento, onde o próprio Satanás tentou Jesus e este lhe respondeu "não Tentarás o teu Deus" e ele desaparecera.

Contudo o poder, quer de um ou do outro ramo da magia, para atingir outra pessoa precisa do consentimento desta. Quanto mais a pessoa viver na luz, no amor, mais deixará de ser vulnerável aos ataques vindo das trevas, não há maior poder no Universo do que o amor.

Quando Alguém afirma que "fulano fez um trabalho de magia negra" muitas das vezes significa que esse alguém fez algo contra outro alguém ou contra si mesmo e se por acaso o outro alguém for praticante de magia negra, isso vai penetrando na mente da pessoa ditado pela culpa ou pelo remorso, fazendo com que sem o perceber esse alguém comece a agir de forma a ter problemas e insucessos, quantos mais insucessos tiver, mais vai reforçar que lhe fizeram magia negra, mais insucessos terá. Neste caso a forma de cortar isso é meditar sobre todo o seu comportamento e tentar chegar ao momento em que feriu outro alguém ou a si mesmo e arrependido pedir perdão a quem magoou e a si mesmo.
É claro que, quando se lida com forças ocultas, há que ser muito cauteloso e cuidadoso, porque o mal está sempre a espreita a espera que lhe abram a porta, pode se apresentar das mais variadas formas, não devemos esquecer que Lúcifer/Satanás segundo é contado através dos anos, era um anjo, o mais bonito e inteligente, que um dia rebelou-se contra Deus, por considerar que tinha mais poder, desde então criou as trevas que tenta apagar a luz divina do Universo, gerando a eterna batalha entre o bem e o mal, que no mundo de hoje parece que as trevas estão levando vantagem em alguns campos, porém no fim a luz triunfará sobre as trevas, nada supera o poder divino do amor.




domingo, 13 de setembro de 2009

100 um número a ser festejado!

Todos os momentos que nos proporcionam prazer, bem-estar pleno, são motivos de comemoração. Porém nem sempre estamos voltados para esses pequenos detalhes de celebrarmos especificamente um acontecimento, para além dos eventos comuns e tradicionais (data do aniversário, Natal, Ano Novo, Carnaval, Bodas, Batizado), como por exemplo completar 100 momentos de felicidade onde a fronteira entre a realidade e a fantasia deixa de existir, o sonho torna-se realidade e a realidade transforma-se num lindo conto de fadas. Onde passamos a ser príncipes e princesas vivendo no paraíso, envoltos pela magia do amor, como se estivéssemos dentro de uma bolha mágica. Viver um momento assim já é motivo para comemorar, então que dirá 100 momentos desses…é muita emoção junta! O coração dispara num ritmo alucinado, como se a qualquer momento fosse explodir, mas curiosamente sentimo-nos muito bem, ao mesmo tempo cheios de energia, relaxados e em paz.. Completamente diferente de quando o motivo de alterar o ritmo do coração são sentimentos opostos ao do amor, como raiva, ódio, mágoa, vingança, que esgota a nossa energia, nos angustia e nos deixa em guerra permanentemente.
Devemos arranjar sempre um pretexto para festejarmos, para sorrirmos e fazer com que os outros, particularmente aqueles que amamos, sorriam também.


Cada sorriso que despertamos em alguém, retorna para nós, fazendo-nos sorrir também. Quando contribuímos um pouquinho para alguém ser feliz, estamos contribuindo em muito para sermos felizes. Quem nos proporcionar momentos de prazer, de felicidade, será duplamente feliz, então quanto mais momentos felizes e de prazer proporcionarmos a alguém, mais prazer teremos e seremos mais felizes.


Essa é a lei ou a matemática do amor: quanto mais se dá mais se recebe. Porém muitas das vezes acabamos por inverter egoisticamente essa relação, recebemos muito, neste caso 100, mas damos quase nada em troca, talvez não porque sejamos egoístas e sim porque não tenhamos condições ou não saibamos como o fazer.

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Uma simples palavra...uma cascata de emoção!

Uma simples palavra pode desencadear uma cascata de emoção, quando dois seres estão sintonizados na mesma onda.
Quando existe um profundo sentimento por alguém, basta esse alguém pronunciar uma palavra que literalmente é inofensiva ou inocente, mas se ambos estiverem no mesmo clima, essa mesma palavra assume outro significado, através da cumplicidade na interpretação da mesma, uma conotação erótico sensual capaz de inflamar o desejo que está quiescente, despertar o fogo intenso da paixão pelo outro, conduzindo ao máximo do prazer, outrora sentido, que estava hibernando, embora reprimido, mas na realidade a espera de ser despertado e culminar no estado sublime de êxtase.
Que deliciosa e fascinante sintonia! através de uma simples palavra, um furacão de emoções é despertado , fazendo trepidar toda a nossa estrutura, numa doce agonia que termina com a expulsão da larva criada pela erupção do vulcão inativo.
Que sensação maravilhosa, envolta de magia inexplicável é essa eclosão de emoções a partir de uma simples palavra dita por alguém especial, que no mínimo é o máximo! não existem vocábulos ou expressão que possam defini-lo, muito menos agradecer por momentos tão deliciosos que proporcionou.

Ahhh o Amor!!!...Esse misterioso sentimento

O ser humano experimenta dentro de si as mais variadas sensações e sentimentos, de acordo com o momento, com os acontecimentos, de toda essa gama e miscelânea de sentimentos, o mais misterioso, fascinante e maravilhoso deles é o amor, de uma beleza ímpar, cujo poder não se detém perante os obstáculos e não se esgota, quanto mais é vivido, praticado ou descoberto, muito mais tem para ser descoberto e vivido.
No Universo o amor é:
* Chave mestra que abre todas as fechaduras;
* Mola geradora e propulsora da vida;
* Chama que aquece nas noites frias de Inverno;
* Raio de Sol no horizonte carregado de nuvens negras;
* Feixe de luz no final do túnel escuro;
* Brisa refrescante nas noites de verão;
* Oásis no deserto árido da vida;
* Cor e brilho no Outono cinzento da vida;
* Sorriso de Deus expulsando as tristezas;
* Bálsamo nas tormentas;
* Água fria que atenua as labaredas do nosso interior;
* Anestésico que amortece o impacto dos problemas;
* Tranquilizante que adormece o stress do dia-a-dia;
* Ópio estimulante da vida;
* Analgésico que atenua as dores do corpo e da alma;
* Base neutralizadora do ácido que corrói a alma
* Lenço que enxuga as lágrimas que rolam pela face;
* Sal que tempera a vida;
* Mel que adoça as amarguras do espírito;
* Asa que permite voar ao paraíso;
* Ponte de ligação entre os mundos;
* Telefone sem fio que permite intercomunicação direta com Deus;
* Chama que aquece o coração e inflama o furacão do desejo;
* Fonte de prazer que conduz ao estado sublime de êxtase;
* Magia que modifica a realidade e transforma o nosso interior;


* Poder de vencer os obstáculos e transformar possível o impossível, atingir o inatingível, realizar o inimaginável.


*O sonho que dá sentido à vida


Sabedores de que o amor é tudo isso e muito mais, que nos transforma, que desperta o melhor do que há em nós, que carrega outros sentimentos igualmente bons e positivos, ficam algumas interrogações:


1-Porque então a nossa vida nem sempre é guiada e fundamentada no Amor?


2-Porque encontramos tanto desamor, violência, malediscência, intriga, inveja ao nosso redor?


3- Porque encontramos tanta injustiça ao invés de justiça?


4- Porque vivemos em guerra e não em paz?


5- Porque somos ofendidos, magoados, caluniados e desrespeitados ou então quando somos nós mesmos, porque ofendemos, magoamos, desrespeitamos ou caluniamos os outros?

sexta-feira, 4 de setembro de 2009

Fotografia...magia da tecnologia

Se existisse um portal do tempo que permitisse regressar ao passado, levando, por exemplo uma máquina fotográfica digital e uma impressora portátil de bolso (se existisse) antes da criação da fotografia, numa época onde magia, feitiçaria, bruxas estivessem presentes na cabeça de um povo, quando, tirássemos uma fotografia e a mostrássemos, logo seria considerado como magia, e nós seríamos acusados de sermos bruxos ou feiticeiros.
Mas não é preciso viajarmos no tempo para considerarmos a fotografia como a "magia" da tecnologia, com a máquina fotográfica gravamos momentos do tempo real percebido pela nossa lente (cristalino do nosso olho), muitas vezes sem que tenhamos a consciência do que foi percebido, ao mesmo tempo que registramos o exterior registramos o nosso momento interior também. Prova disso é que estando no mesmo cenários 2 ou 3 pessoas tirando fotografia, quando vamos ver as fotografias, teremos o mesmo cenário mas com detalhes diferentes em cada uma delas.
A magia está nas emoções que revivemos quando olhamos para uma foto. Cada foto que tiramos é um pedacinho de emoção que guardamos, principalmente quando tiramos uma foto de algo incomum, com um efeito diferente, ou simplesmente belo, que gostaríamos de partilhar com algum ente querido, que não está presente no momento para ver. É como que "emprestássemos" as nossas lentes para esse ente querido, ao mesmo tempo é como se esse ente querido estivesse presente, porque o nosso pensamento está dirigido a ele no momento do "click" ao tirarmos a foto.
A magia acontece quando ao olharmos para uma foto que tiramos conseguimos captar as emoções que sentimos no momento em que a tiramos, na nossa mente o cenário ganha vida, movimento, é como se de repente estivéssemos lá. Igual a magia da lembrança de uma cena que nossa lente captou e arquivou na memória, quando esta surge é capaz de reproduzir as mesmas sensações e emoções sentidas, às vezes até amplificando-as. Por exemplo se uma cena despertou uma onda de prazer dentro de nós, quando a recordamos em outro momento, voltamos a sentir uma onda de prazer até mesmo mais acentuada, porque está somada à saudade deixada.

A magia também acontece quando uma foto faz com que sintamos a presença forte de alguém muito querido dentro de nós, embora fisicamente não esteja.

Por tudo isso podemos afirmar que uma fotografia é a magia da tecnologia, que registra não só o palpável e visível, como também o invisível aos nossos olhos, que escapa a razão, mas que o coração sente ou percebe para além do que a foto mostra.
Obrigada ao inventor da fotografia ( "O primeiro inventor a obter a uma imagem fixada pela acção da luz (que é o princípio da fotografia) foi o francês Joseph Nicéphore Niépce (1765-1833) que, em 1827, demorou mais de oito horas para conseguir a primeira "fotografia". Captada numa lâmina de estanho e feita com a luz do Sol, a imagem mostrava parte de um celeiro e uma árvore, a visão que Niépce tinha da sua oficina", embora 350 a.C., aproximadamente na época em que viveu Aristóteles na Grécia antiga, já se conhecia o fenômeno da produção de imagens pela passagem da luz através de um pequeno orifício)

Obrigado querido amigo, abençoado seja, pela emoção dos momentos vividos ao tirar uma fotografia e após a partilha da mesma.

Imaginação...poder de concretizar o abstrato!

O ser humano, ser racional que é, necessita de lidar com imagens concretas, quando não as há, cria de acordo com o poder da sua imaginação de concretizar aquilo que é abstrato. A propósito disso, por vezes, quando se é mais jovem tenta-se retratar Deus, nesse campo várias imagens surgiram no banco da memória:
*Para os cenários dos dias => Um pintor sentado com uma tela em branco a frente, uma aquarela de cores numa mão e um pincel na outra, com o olhar no horizonte, que em cada dia pinta um cenário diferente para cada parte do planeta e automaticamente o dia se transforma conforme a tela vai sendo preenchida: Dias ensolarados, radiantes com céu azul, dias de Verão; Noutros dias nebulosos com chuvas ou com flocos de neve caindo, deixando um manto branco se sobre as árvores e os tetos das casas, dias de Inverno; Ora com jardins floridos, pássaros a cantar e borboletas flutuando sobre as flores, dias de Primavera; Ora com folhas caindo e formando um tapete amarelo acastanhado no chão a volta das árvores, dias de Outono.

*Para os dramas e as tramas dos relacionamentos humanos => um escritor, um romancista ou um dramaturgo, sentado a frente de uma mesa no seu local de trabalho com uma caneta de Pena numa das mãos, sobre a mesa um papel do tipo pergaminho e um tinteiro de tinta permanente, escrevendo um romance ou uma peça de teatro, com o título “Livro da Vida… destino traçado”, onde cria os personagens desde o seu nascimento, passando pelo seu desenvolvimento sua interação com outros personagens (família, amigos, amores) e com o meio (trabalho, lazer, hobbies, natureza) até a sua morte.
*Para a ciência => um cientista, com uma bata branca num laboratório com um microscópio a frente uma lâmina de vidro na mão e uma ansa na outra de onde recolhe material de uma placa de Petri, onde previamente “semeou” uma cultura de microrganismos e os coloca na lâmina para levar ao microscópio e observar seu desenvolvimento, de posse dos resultados, “sussurra” no ouvido do cientista, que está desenvolvendo o trabalho nesse campo, quais os passos a seguir para descobrir esse novo microrganismo, o que causa e o que os meios de combatê-los. Em outra parte do laboratório com tubo de ensaio na mão e noutra uma pipeta, sugando reagente para por no tubo de ensaio e levar no espectrofotômetro para classificar a reação química ocorrida e depois “sussurrar” no ouvido de um químico que esteja empenhado nessa descoberta, quais os resultados obtidos para poder fabricar um medicamento, um antídoto, uma vacina, um alimento, uma tinta, um comético, um desinfectante, etc…Para as máquinas, os prédios, os carros => Um engenheiro com o capacete na cabeça com um projeto, previamente elaborado no computador, nas mãos indo para um determinado local para verificação na prática dos cálculos efetuados para depois “sussurrar” ao ouvido de um engenheiro as fórmulas e os cálculos para cada prédio, ou máquina ou carro que irá projetar para ser construído ou fabricado.
E assim sucessivamente com todas as profissões, desde o profissional não diferenciado até ao técnico bem diferenciado. Como se tivesse vários estúdios onde pudesse criar os diferentes projectos, uma réplica de todos os cenários e campos profissionais.
Além da imagem de um homem vestido com uma túnica branca com fios dourados solta, larga, sem mostrar contornos de um corpo como se este fosse uma nuvem, com cabelo e barba branca longos, face rosada e serena, olhos cintilantes, observando tudo e todos através de vários monitores e écrans digitais, sintonizados em cada ponto do Universo, intervindo de acordo com a necessidade, criando e recriando os planos, porém sem interferir com o livre arbítrio do Homem.

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Nem tudo que se quer... se consegue!

Existem expressões que parecem traduzir verdades absolutas, mas na pratica verifica-se que não é assim tão simples. Por exemplo a frase "querer é poder" em parte é verdadeira, mas em parte não o é, porque nem tudo que queremos podemos...
...se eu quero um carro da marca Ferrari, mas eu não tenho dinheiro é claro que eu não poderei ter esse tipo de carro;

...Se eu quero ir à lua e não sou astronauta ou não pertenço a NASA por exemplo, é claro que não poderei ir;

...Se eu quero comer um bolo, mas não sei fazer, não tenho quem faça e nem pastelaria por perto, é claro que eu não poderei comê-lo;

...Se eu quero jogar volley, mas não tenho uma equipe, é claro que eu não poderei jogar;

...Se eu quero ganhar na loteria, mas eu não jogar, é claro que eu não poderei ganhar;

...Se eu quero ser oficial da Marinha e não tenho o limite de idade exigido, é claro que não poderei ser da marinha

Entre o querer e o poder existem muitos condicionantes, o que não significa que devemos desistir do nosso querer, pelo contrário, devemos "ir à luta" e lutarmos até esgotarmos todas as hipóteses, oportunidades e vermos todos os ângulos, só assim poderemos aceitar que nem tudo que se quer se consegue, porque não "está escrito nas estrelas"e não é para o nosso bem, já que tudo que é para o nosso bem, está "escrito nas estrelas" e mais cedo ou mais tarde, dependendo do momento certo, do Universo mostrar o caminho e do nosso empenho, nós conseguiremos.