Sua visita me deixou muito feliz...

Sua visita me deixou  muito feliz...

domingo, 8 de novembro de 2009

Homem um ser divino...por vezes estúpido!

Na sala de cinema uma cena mostrando o quanto um homem pode ter atitude estúpida por estar em grupo: Um casal chega ao lugar dos seus bilhetes e depara-se com os lugares ocupados por 2 homens, na verdade 4, o homem reclama seu lugar, o usurpador dissera algo como o dele estar ocupado para sentar em outro, mas o dono do bilhete não concorda, o outro em tom provocador diz para ir chamar que o tirem, o homem hesita, mas depois coloca-se na frente e diz que vai sentar no colo dele, mas depois diz que vai assistira ao filme ali (em pé na frente do usurpador), nisto na fila ao lado um casal se levanta (provavelmente estariam ocupando o lugar do usurpador), os 4 se levantam, entretanto o usurpador investe para agredir ao dono do lugar, este encara, porém o que estava ao lado, "comparsa do usurpador" dá uma "gravata" no homem do lugar, segurando-o enquanto o usurpador investe contra ele ainda o tocando, para depois os 4 dirigirem-se para supostamente os seus lugares reais. Ao sair da sala ainda iam falando entre si depreciando o homem de antes.
Quanta estupidez pode existir dentro de um homem, por um lado um que está errado, se acha com razão e porque tem o calor dos amigos investe e o amigo não só apoia como neutraliza o outro para poderem bater se fosse o caso, uma atitude de covardes, estando 4 e ainda segurando o outro. Por outro o homem estava com a razão, porém não pensou que estava em minoria e que aqueles seriam covardes, a sua atitude deveria ter ido chamar os "porteiros", para que chamassem o segurança e fizesse com que o direito fosse respeitado. Esta seria a atitude mais sensata. A cena terminou sem maiores incidentes, felizmente eram estúpidos"galos de briga" e não marginais armados, caso contrário de um incidente banal, poderia haver uma tragédia, alguém sair ferido, principalmente alguém que não tivesse nada com a questão, visto que a sala estava repleta.


O pior é que o tema do filme também mostrava outra estupidez, desta vez ao nível da ficção científica: Um homem cria robots, cópias da rede neuronal de cada individuo para substituir o ser humano no dia-a-dia, este fica em casa protegido dos riscos, tele comandando os seus "substitutos" com a mente conectados através do computador. Se um dia a ficção virasse realidade seria catastrófico para a humanidade que em última instância seria escrava de uma máquina, totalmente indefesa, porque sua mente estando conectada a um computador, poderia facilmente ser dominada pelos hackers, indivíduos peritos em modificar software e hardware, até agora o homem programa a máquina, sua criação, depois passaria a ser por elas, máquinas, além do que, os sentimentos deixariam de existir, a consequência disso, sem sombra de dúvida, seria o fim da Humanidade.

Nenhum comentário: