Sua visita me deixou muito feliz...

Sua visita me deixou  muito feliz...

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Bate-papo...Momento de envolvimento íntimo e interpessoal!

Os bate-papos que travamos com pessoas com quem temos uma forte ligação, em que nos sentimos à vontade ou confortáveis para expressar livremente nossas ideias, pensamentos, convicções, erros, acertos, são muito gratificantes e estimulantes, geram um envolvimento íntimo e interpessoal de elevada grandeza, onde nos expomos, estamos nus diante daquele com quem conversamos e terminado o bate-papo nos sentimos bem, renovados, leves e descontraídos sem a menor preocupação ou receio por termos deixado o nosso interior falar.
Nesses bate-papos por vezes surgem temas que abalam as nossas estruturas internas e convicções, porém, apesar de nos deixarem desconfortados ou numa “saia justa” e porque nos deixam inquietos, são desafios que estimulam o nosso raciocínio de forma a encontrar uma resposta ou uma solução, não para mostrar que estamos certos ou com a razão e sim porque queremos realmente achar a verdade que nos devolva o equilíbrio e a serenidade interior de outrora.
Existem temas que são motivos de grandes debates polémicos e que dificilmente encontramos a verdade, encontramos sim verdades sob o ponto de vista de cada um, como o tema Deus ou religião.
Falar de Deus não é o mesmo que falar de religião, esta será a ponte que liga o ser humano a Deus, digamos que é como se nós estivéssemos diante do nosso computador e quiséssemos entrar em contacto com Deus, que está a frente do seu giga computador, para isso precisamos estar conectado, a religião seria a Internet que permite estarmos online com Deus. Existem várias religiões, não existe aquela que seja a melhor, assim como existem várias formas de acesso à Internet.. Porém, uma religião que difunda o mal, o terrorismo, que atente contra a vida do ser humano e contra a vida de uma forma global, não pode ser considerada religião. Religião é difusão do bem e não a proliferação do mal, é luz e não trevas, é geradora de bem estar pessoal e da comunidade onde estamos inseridos, é solidariedade, partilha, caridade e compaixão.
Num desses bate-papos emocionantes surgiu uma questão: Quando uma pessoa se diz ateu, está dizendo que não crê em Deus ou que não tem nenhum credo religioso? Porque crer em Deus não depende de ter uma religião, a pessoa pode crer em Deus e não necessitar da religião para estar ligado com ele. Dificilmente, ou até impossível, será encontrar alguém que tenha 100% de convicção de não crer em Deus. Esse alguém até pode estar convencido que não crê em Deus porque não professa nenhum credo religioso, mas se refletir sobre algumas passagens de sua vida, verá que bem lá no fundo acredita, mesmo que tente provar o contrário, através do raciocínio lógico e científico.

5 comentários:

dyanna disse...

Have a nice day end a great new year !

Igor Carneiro disse...

Ateísmo é uma religião, essa religião professa a crença de que Deus não existe. Já o não envolvimento com alguma religião caracteriza o agnosticismo.

Eu penso que essa questão de religião é relativa, até por ser uma questão cultural. Cada religioso pensa que ele está certo, que está com a verdade, não o outro. Por isso se deve o respeito às religiões.

No entanto, eu, como cristão, creio que o diferencial do cristianismo é a falta de necessidade de argumentos para converter alguém. O que convence ou não, na verdade, é o Espírito Santo.

Grande abraço.

Céu disse...

Obrigada dyanna para você e para todos que seja um próspero Ano Novo.
Obrigada Igor pelo seu comentário, por definir os termos. Não concordo com você que o ateísmo seja uma religião, porque a religião é a ligação do Homem com Deus ou uma entidade superior e não me parece que o ateu diga que acredite num ente superior, porém concordo quando diz:" O que convence ou não, na verdade, é o Espírito Santo"
Um grande abraço e que tenha um Ano Novo repleto de realizações e materialização dos seus sonhos, com saúde, paz, amor e sucesso.

Igor Carneiro disse...

É... etimologicamente é impossível considerar ateísmo como sendo religião. Por outro lado, tenho dificuldades para pensar que se trate tão somente de uma ideologia. Deve ser.

Céu disse...

Obrigada Igor,chegamos a um ponto concordante novamente em termos do Ateísmo não ser uma religião, porque da sua dificuldade em aceitar como uma ideologia? aproveito e pergunto se você considera o umbandismo uma religião?
Um abraço