Sua visita me deixou muito feliz...

Sua visita me deixou  muito feliz...

sábado, 24 de abril de 2010

Uma simples fragrância...e a fantasia desabrocha

Uma simples fragrância pode dar asas à imaginação e fazer desabrochar a fantasia, gerando sensações maravilhosas, principalmente quando é aquela que sentimos no ser amado, não precisa ser de um perfume de marca reconhecida, pode ser de um sabonete, como por exemplo da marca Lux, desde que tenhamos sentido ou imaginado sentir no ser amado.
É fascinante como o amor e a nossa mente são poderosos, uma experiência fantástica é estarmos sozinhos no nosso quarto, de repente sentimos a fragrância do ser amado, sem que este esteja presente, sem tocarmos em nada que pudesse exalar aromas, despertando sensações no nosso corpo como se recebesse uma carícia.
O que faz com que isso aconteça?
Será a saudade que sentimos de alguém e a nossa mente nos ajuda libertando as lembranças dos momentos vividos com esse alguém incluindo até a fragrância sentida? Esta seria a pergunta feita sob a luz da emotividade.
Será que foi alguém que passou na rua usando o mesmo perfume e sentimos mesmo estando a janela fechada e acabamos desencadeando as lembranças e deixando fluir a fantasia? Esta seria a pergunta feita à luz da racionalidade
Ou será que o nosso Bem-querer estaria pensando em nós e acaba sendo estabelecido uma sintonia mágica, uma comunicação à distância, por telepatia, mas percebida pelo corpo como próxima ou verdadeira e daí responder com reações reais que refletem as sensações e emoções sentidas, mas na realidade não vividas no plano físico? Esta seria a pergunta feita à luz do romantismo e da espiritualidade.
Seja qual for o detentor da verdade, a emotividade, a racionalidade, o romantismo ou a espiritualidade, o que fica são as emoções vividas no corpo e na mente, o prazer sentido sem que fisicamente houvesse algum contacto a não ser o estímulo olfativo surgido do nada.

2 comentários:

Igor Carneiro disse...

Nem me fale. Tem lembranças boas que não são boas de lembrar. :P

Deus abençoe!

Céu disse...

Obrigada Igor por seu comentário, pelo jogo de palavras penso que o texto o fez recordar algo bom!;)
Um abraço