Sua visita me deixou muito feliz...

Sua visita me deixou  muito feliz...

domingo, 18 de abril de 2010

A vida continua para além da morte

Uma questão inquietante por muito tempo pairava no meu horizonte, porque muitos que perderam os seus entes queridos sentiam-se confortados e amparados por esses mesmo entes queridos desencarnados, enquanto que com outros nada disso acontece, inclusive comigo? A sensação é de que a ligação, o fio invisível, foi cortado.
Será porque já não existiria uma ligação assim tão forte?
Será porque nos sentimos culpados e cheios de remorsos por não termos feito tudo que podíamos, sabíamos para aliviarmos o sofrimento daquele que se foi ou por termos causado lágrimas durante a convivência com o ente querido ou não termos sabido corresponder as expectativas que faziam de nós?
Por coincidência (será mesmo coincidência?) alguns dias atrás estava conversando com um amigo que perdeu a mãe há meses atrás e ele dizia que sentia a presença da mãe e isso o fortalecia interiormente, que a cumplicidade que tinha quando ela era viva permanecia. No dia seguinte a este “papo” fui ajeitar a campa da minha querida mãe e pela primeira vez dirigi-lhe um pedido “que me ajudasse a encontrar um objeto que o meu pai queria encontrar que o fazia recordar e sentir a presença dela”, 4 dias depois encontrei o tal objeto, no local que já tinha visto, mas que tinha um compartimento, que eu não notara.
Uma pequena prova de que a vida continua para além da morte, o corpo do ente querido que partiu morreu e foi enterrado, porém o seu espírito permanece vivo no Universo e dentro de nós.

4 comentários:

Experiencias de uma vida disse...

Oi Céu desculpe as falhas do comentário anterior,creio que foi a emoção causada por tuas palavras .Vou transcreve-lo novamente e por favor delete o anterior.


Oi cara amiga
Muito me emocionou o teu relato.
As vezes sinto a mesma falta que sentes ,pelos meus que já se foram.Creio firmemente que existe algo após o momento da entraga do nosso corpo.porque, senão seria o fim de tudo num abismo insondavel.
Eu tenho a certza que a sbedoria Divina não deixaria tanto conhecimento, tanto amôr,tanta progresso perdidos.
Creio sim que eles estão aqui perto de nós,e nós talvez ainda não consigamos ter a sensibilidade necessária para percebe-lo.
O amoôr não morre
Que Deus te abençoe
Alcione

Ps Eu ainda não sei deletar um comentário depois de publicado

Igor Carneiro disse...

Olha,é um negócio bem complicado. Confesso que esse texto soou um pouco esírita, e digo logo que afaste-se desse pensamento.

Quando morremos tornamo-nos tão somente espírito. Se estivermos na glória de Deus, sairemos da linha do tempo, das limitações materiais. O mundo físico não mais subsistirá. Por isso tantas realidades extraordinárias.

O espírito, todavia, não encontra-se no universo. Isto é, não encontra-se numa realidade material. Está lá para o além.

A vida continua além da morte, sim, já que somos eternos. Tanto a morte continua além da morte, quando se morre eternamente, como a vida continua além da morte quando se vive eternamente. Jesus tanto nos disse isso. Disse ao bom ladrão: "Ainda hoje estarás comigo no paraíso". O que temer, então?

Não devemos, entretanto, esperar por certas esperiências. A mente humana é muito complexa e, assim como se perde alguém para a vida, perdendo-se alguém para a morte ocasiona algumas experiências psicológicas bastante complexas.

Não se morre, isso é fato. Santa Teresinha mesmo disse: "Não morro, vou para a vida".

Deus te abençoe!

Céu disse...

Obrigada Alcione por seu comentário e a sua preocupação com a correção de possíveis falhas, a seu pedido eu apaguei o 1º comentário (Não tenho a certeza, mas penso que um comentário depois de publicado, só o administrador do blog é que possa apagar dentro de um limite de tempo).
Fiquei comovida por saber que você se emocionou com a minha experiência e o meu sentir, o que estreita os laços de amizade que se estabeleceu entre nós.Obrigada!
Concordo com você quando diz que a Sabedoria Divina não deixaria que o conhecimento e o amor vivido se perdesse com a morte, reforçando a idéia de que a vida continua para além da morte!
Que Deus lhe abençoe!
Um grande abraço

Céu disse...

Obrigada pelo seu comentário Igor.
Se o texto soou como espírita não foi essa intenção, pelo menos não no sentido de religião. Foi apenas o relato de uma experiência que vivi, sem que tenha questionado os fundamentos lógicos ou racionais da mesma.
Permita-me discordar de você, quando diz que o espírito não está no Universo, tudo está no Universo...upis! as idéias começam a brotar...dará um novo post, onde continuarei a partir do seu comentário. Obrigada por desencadear nova onda de reflexão!
Que Deus te abençoe!
Um forte abraço