Sua visita me deixou muito feliz...

Sua visita me deixou  muito feliz...

terça-feira, 10 de agosto de 2010

A falta de sinceridade origina revolta

Hoje foi um dia onde a revolta marcou presença justamente pela falta de sinceridade das pessoas. Duas cenas que concorreram para surgir a revolta: a 1ª houve a encomenda de um objeto com uma empregada e os detalhes foram tratados por telefone, mas com a patroa que garantiu que hoje seria entregue, quando na verdade nem anotou a encomenda, ao chegar lá...decepção e revolta, o objeto não estava lá; a 2ª um vestido encomendado há muito tempo, na última prova ficou faltando uns detalhes e a costureira afirmou que estaria pronto hoje, quando na verdade nada fez desde a última prova e inclusive o que disse que iria acrescentar não o fez...nova revolta. 2 episódios no mesmo dia é um pouco a mais para quem promessa é dívida e fez sempre por cumprir, por isso cobra ou para quem quando se compromete a fazer algo, cumpre no prazo estabelecido, nem que para isso tenha que "mover céus e terra" "virar noites", daí surgir uma revolta difícil de calar.
Como as pessoas hoje em dia são mentirosas, não são sinceras, são falsas! Até mesmo nos relacionamentos de maior proximidade as pessoas não são sinceras, autênticas e nem verdadeiras. Usam subterfúgios, usam máscaras, tudo muito artificial, ora dizem algo e no momento a seguir dizem tudo ao contrário. Quantas vezes as pessoas afirmam nada saber, quando na verdade sabem de tudo e mais um pouco... por vezes chega a causar náuseas de tão revoltante e repugnante que é.

Parece que há meio mundo tentando enganar outro meio mundo, em todos os níveis da sociedade, como a notícia recente do falso oftalmologista, dos políticos que prometem tudo e não cumprem nada, com o agravante de alguns serem corruptos.

A impressão que fica é de que, quem é sincero não tem lugar no mundo de hoje, facilmente é enganado ou prejudicado, uma vez que confia, como se todos fossem igualmente sinceros, quando na verdade não o são.

2 comentários:

Igor Carneiro disse...

É o admirável mundo novo das aparências!!!

Grande abraço!

Igor.

Céu disse...

Obrigada, Igor, pelo seu comentário! prefiro mudar o "admirável" por "lamentável"
Um grande abraço