Sua visita me deixou muito feliz...

Sua visita me deixou  muito feliz...

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Calma...Paciência, incompatível com a pressa!

Calma… paciência… Duas qualidades ou virtudes incompatíveis com a pressa, cada vez mais se torna difícil as desenvolvermos no dia-a-dia, vivemos correndo de um lado para o outro, sempre apressados, até mesmo quando oramos ou fazemos um pedido a Deus, como retrata a mensagem que recebi no correio eletrônico, enviada do site do padre Marcelo Rossi:
Em alguns momentos temos a impressão de que Deus está muito distante, como se estivesse indiferente ás nossas necessidades, sem pressa alguma em nos atender.
Surge, a partir daí, uma tensão entre a nossa pressa e a aparente demora de Deus.
O resultado é a sensação de abandono, de agonia e de impotência total.
A vida desenvolve uma contínua construção, sempre inacabada, que exige repensar valores, vivenciar novos sentimentos, aprender novas lições, conquistar novos espaços e vislumbrar novos horizontes. Deixemos que cada dia dê conta de si mesmo e que despeje suas águas turvas, cheias de mazelas e tensões, sempre ao pôr do sol.
Tenhamos sempre em mente que Deus está no controle de tudo inclusive do tempo.
Porque, então apressar o rio?
Siga o conselho de Jesus, o Mestre da vida:
"Não andeis ansiosos pelo amanhã; basta cada dia o seu cuidado."
Deus não tem pressa! Nós é que não sabemos viver.
Tudo tem seu tempo.
O nosso tempo não é igual ao tempo de Deus!
Devemos repensar e redescobrir a forma de cultivar ou desenvolver a calma e a paciência, abrandarmos o nosso ritmo, reduzir a nossa ansiedade e sabermos esperar pelo tempo ou momento certo de acontecer.

2 comentários:

Experiencias de uma vida disse...

Oi amiga
Os antigos já diziam (mais antigos do que eu até)
"Devemos dar tempo ao tempo"
Creio que é de grande sabedoria esa afirmativa

Namastê

Céu disse...

Obrigada amiga pelo seu comentário!
Concordo com a sabedoria dos antigos "dar tempo ao tempo", contudo, isso requer uma grande dose de calma e paciência, o que nem sempre conseguimos, em virtude termos o espírito acelerado que leva a que tenhamos muitas vezes pressa em obter a resposta ou solução.
Namastê!