Sua visita me deixou muito feliz...

Sua visita me deixou  muito feliz...

sábado, 11 de dezembro de 2010

Não deixe o Amor passar...

O amor é o “pão nosso de cada dia” por isso tudo que se fala ou se escreve sobre ele nunca se esgota, recebi um texto de Carlos Drumond de Andrade que realça “os sinais” do Amor, na sua vertente romântica ou à dois:

NÃO DEIXE O AMOR PASSAR


Quando encontrar alguém e esse alguém fizer seu coração parar de funcionar por alguns segundos, preste atenção: pode ser a pessoa mais importante da sua vida.

Se os olhares se cruzarem e, neste momento, houver o mesmo brilho intenso entre eles, fique alerta: pode ser a pessoa que você está esperando desde o dia em que nasceu.

Se o toque dos lábios for intenso, se o beijo for apaixonante, e os olhos se encherem d’água neste momento, perceba: existe algo mágico entre vocês.

Se o primeiro e o último pensamento do seu dia for essa pessoa, se a vontade de ficar juntos chegar a apertar o coração, agradeça: Deus te mandou um presente: O Amor.

Por isso, preste atenção nos sinais - não deixe que as loucuras do dia-a-dia o deixem cego para a melhor coisa da vida: O AMOR.

Algumas pessoas passam a vida inteira à procura de encontrar o Amor, com letra maiúscula, conforme descrito por poetas ou apresentado nos romances e contos de fada. Porém no corre-corre da vida, nas loucuras do dia a dia nem se dão conta que, às vezes, esse amor tão sonhado encontra-se bem próximo, em alguns casos na casa ao lado, isso traz à memória a história uma amiga que na adolescência tinha um amigo, seu vizinho e que secretamente tinha uma “paixonite” por ela, mas ela nunca notara, quando brincavam juntos, passados alguns anos, esses dois se reencontraram, tornaram-se grandes amigos ele revelou-se ser sua Alma-gêmea complementar, só aí é que ela percebeu que deixou o Amor, que sonhara encontrar a vida toda (mas que acalentava esse sonho bem escondidinho no fundo do seu coração, para que ninguém soubesse, inclusive ela própria), passar… tal qual “Águas passadas não movem moinhos”, quando o Amor passa por nós, nada mais se pode fazer, porque a vida segue seu curso, exatamente como as águas de um rio em direção ao mar.

Nenhum comentário: