Sua visita me deixou muito feliz...

Sua visita me deixou  muito feliz...

quinta-feira, 23 de junho de 2011

A Morte não é Nada segundo Santo agostinho

Uma pétala de esperança colhida no "Jardim" Internet, através do coreio eletrônico, um bálsamo para um coração amargurado, gerando atenuação da dor provocada pela ausência do ente querido que partiu!


"A morte não é nada.

Eu somente passei para o outro lado do Caminho.
Eu sou eu, vocês são vocês.
O que eu era para vocês, eu continuarei sendo
Me dêem o nome que vocês sempre me deram,
falem comigo como vocês sempre fizeram.
Vocês continuam vivendo no mundo das criaturas,
eu estou vivendo no mundo do Criador.
Não utilizem um tom solene ou triste, continuem a rir
daquilo que nos fazia rir juntos.
Rezem, sorriam, pensem em mim.
Rezem por mim.
Que meu nome seja pronunciado como sempre foi, sem ênfase de nenhum tipo.
Sem nenhum traço de sombra ou tristeza.
A vida significa tudo o que ela sempre significou,
o fio não foi cortado.
Porque eu estaria fora de seus pensamentos,
agora que estou apenas fora de suas vistas?
Eu não estou longe, apenas estou do outro lado do Caminho...
Você que aí ficou, siga em frente,
a vida continua,
linda e belacomo sempre foi
."
Santo Agostinho

(Aurélio Agostinho nasceu em Tagaste, atual Argélia, no ano de 354 d.C. Membro de uma família que desfrutava de certo prestígio social, seu pai chamava-se Patrício e era pagão. Porém, sua mãe, que posteriormente ficou conhecida como Santa Mônica, era muito devota ao cristianismo, e após a morte do marido, dedicou-se totalmente à conversão do filho Agostinho. Em 370 d.C. ele foi para Cartago, na Tunísia, com o propósito de estudar direito, mas sua vocação falou mais alto, e acabou estudando literatura. Devido à sua enorme inteligência, ganhou vários prêmios com suas poesias, e tornou-se muito conhecido no meio filosófico.Durante 9 anos Santo Agostinho teve uma vida herege, onde viveu amasiado com uma mulher de identidade desconhecida, com a qual tiveram um filho chamado Adeodatus. Além disso, juntamente com alguns amigos, freqüentava uma seita religiosa local.Por volta de 383 d.C. Agostinho foi para Itália, onde conheceu Santo Ambrósio, que lhe ensinou a vida do celibatário. Decorrido algum tempo, Santa Mônica foi ao encontro deles. Juntamente com São Alípio, foram viver num vilarejo próximo, onde dedicavam-se unicamente ao estudo das escrituras.Santo Agostinho analisava a vida levando em consideração a psicologia e o conhecimento da natureza. Porém, o conhecimento e as idéias eram de origem divina)

Nenhum comentário: