Sua visita me deixou muito feliz...

Sua visita me deixou  muito feliz...

terça-feira, 26 de julho de 2011

um pequeno gesto, uma palavra pode transformar vidas!

Recebi estas duas "lições" em separadas, porém interligadas, complementares, através do correio eletrônico, porém nenhuma das duas vinha com autor, pesquisando na "escola" Internet encontrei, porém não posso afirmar que realmente sejam os respectivos autores, se não forem peço desculpas pelo erro cometido!

Tem pão velho?
Era um fim de tarde de domingo, a pessoa estava molhando o jardim da casa quando foi interpelada por um garotinho com pouco mais de Nove anos, dizendo:

- Tem pão velho?
Essa coisa de pedir pão velho sempre me incomodou desde criança. Na adolescência descobri que pedir pão velho era dizer:

- me dá o pão que era meu e ficou na sua casa.
Olhei para aquela criança tão nostálgica e perguntei:

- Onde você mora?

- Depois do zoológico. - Bem longe, hein!

- É... mas eu tenho que pedir as coisas para comer.

- Você está na escola?

- Não. Minha mãe não pode comprar material.

- Seu pai mora com vocês?

- Ele sumiu.
E o papo prosseguiu, até que eu lhe disse:

- Vou buscar o pão, serve pão novo?

- Não precisa não, a Senhora já conversou comigo!
Esta resposta caiu como um raio. Eu tive a sensação de ter absorvida de toda a solidão e a falta de amor desta criança.Deste menino de apenas Nove anos, já sem sonhos, sem brinquedos, sem comida, sem escola e tão necessitadode um papo, de uma conversa amiga.
Que poder tem o gesto de falar e escutar com amor! Alguns anos já se passaram e continuam pedindo "pão velho" na minha casa e eu dando "pão novo", mas procurando antes compartilhar o pão das pequenas conversas, o pão dos gestos que acolhem e promovem.
Este pão de amor não fica velho, porque é fabricado no coração. Este pão de amor não fica velho, porque é fabricado no coração de quem acredita Naquele que disse: "Eu sou o pão da vida!"

Verifique quantas pessoas talvez estejam esperando uma só palavra sua. ("pequenos gestos, em pequenas palavras, no amor generoso, no amor doação, você transforma vidas".).

Ana Luzia Tocafundo


O mundo inteiro está cheio de pessoas.
Há pessoas caladas que precisam de alguém para conversar.
Há pessoas tristes que precisam de alguém que as conforte.
Há pessoas tímidas que precisam de alguém que as ajude vencer a timidez.
Há pessoas sozinhas que precisam de alguém para brincar.
Há pessoas com medo que precisam de alguém para lhes dar a mão.
Há pessoas fortes que precisam de alguém que as faça pensar na melhor maneira de usarem a sua força.
Há pessoas habilidosas que precisam de alguém para ajudar a descobrir a melhor maneira de usarem a sua habilidade.
Há pessoas que julgam que não sabem fazer nada e precisam de alguém que as ajude a descobrir o quanto sabem fazer.
Há pessoas apressadas que precisam de alguém para lhes mostrar tudo o que não tem tempo para ver.
Há pessoas impulsivas que precisam de alguém que as ajude a não magoar os outros.
Há pessoas que se sentem de fora e precisam de alguém que lhes mostre o caminho de entrada.
Há pessoas que dizem que não servem para nada e precisam de alguém que as ajude a descobrir como são importantes.
Leif Kristiansson

Nenhum comentário: