Sua visita me deixou muito feliz...

Sua visita me deixou  muito feliz...

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

A ORAÇÃO QUE CAUSOU CONTROVÉRSIA....  

Oração de abertura no senado de Kansas.


Talvez você queira ler esta oração que foi feita em Kansas na sessão de inauguração da 'Kansas House of Representatives.'
Quando se pediu ao reverendo Joe Wright que fizesse a oração de abertura no Senado de Kansas, todos esperavam uma oração ordinária, mas isto foi o que todo escutaram:
"Senhor, viemos diante de Ti neste dia, para Te pedir perdão e para pedir a tua direcção. Sabemos que a tua Palavra disse: 'Maldição àqueles que chamam "bem" ao que está "mal“, e é exactamente o que temos feito. Temos perdido o equilíbrio espiritual e temos mudado os nossos valores.
Temos explorado o pobre e temos chamado a isso "sorte". Temos recompensado a preguiça e chamámo-la de "Ajuda Social". Temos matado os nossos filhos que ainda não nasceram e temo-lo chamado “a livre escolha". Temos abatido os nossos condenados e chamámo-lo de "justiça".
Temos sido negligentes ao disciplinar os nossos filhos e chamámo-lo “desenvolver a sua auto-estima”. Temos abusado do poder e temos chamado a isso: "Política". Temos cobiçado os bens do nosso vizinho e a isso temo-lo chamado "ter ambição". Temos contaminado as ondas de rádio e televisão com muita grosseria e pornografia e temo-lo chamado "liberdade de expressão".
Temos ridicularizado os valores establecidos desde há muito tempo pelos nossos ancestrais e a isto temo-lo chamado de "obsoleto e passado". Oh Deus!, olha no profundo dos nossos corações; purifíca-nos e livra-nos dos nossos pecados.


Amen.


A reacção foi imediata.
Um Parlamentar abandonou a sala durante a oração. Três outros criticaram a oração do Padre classificando a oração como “uma mensagem de intolerância”.
Durante as seis semanas seguintes, a Igreja 'Central Catholic Church‘ onde trabalha o sacerdote Wright recebeu mais de 5.000 chamadas telefónicas, das quais só 47 foram desfavoráveis
Esta Igreja recebe agora petições do mundo inteiro, da Índia, África, Ásia, para que o pároco Wright ore por eles. O comentarista Paul Harvey difundiu esta oração na sua emissão de rádio ' The Rest of the Story ', (O Resto da História), e recebeu um acolhimento muito mais favorável por esta emissão, que por qualquer outra.
Com a ajuda de Deus, gostaríamos que esta oração se derramasse sobre a nossa nação, e que nasça em nossos corações o desejo de chegar a ser uma ''Nação debaixo do olhar de Deus".
Se não temos o valor de nos mantermos firmes nas nossas convicções, então caíremos diante de qualquer outro argumento, ou inimigo.


Ainda bem que de tempos em tempos surgem pessoas, como esse reverendo (com a oração que proferiu causadora de controvérsia) que através das suas atitudes, gestos ou palavras, nos fazem parar e repensar na forma como estamos na vida, que abalam a nossa estrutura interna, que nos dão uma sacudidela para acordarmos para a realidade que nos cerca e reflitamos qual a nossa parcela de culpa ou responsabilidade pela sociedade em que vivemos, estar do jeito que está, pela crise global não só financeira que é a que deixa todos transloucados, mas principalmente a crise de valores humanos e princípios ético, moral e cristão, a ausência destes, permite toda a erva daninha que mina a dignidade humana, como a ganância, a inveja, a cobiça, a sede de poder não importando o preço que se tenha que pagar (para muitos "os fins justificam os meios"), a corrupção espalhada pelos quatro cantos do mundo, a brutalidade e violência com que os seres humanos são tratados, oprimidos e "esmagados" por quem detém o poder (político, econômico, militar ou armado), como mostra a história, o mais marcante desse repudiável, vergonhoso e lamentável, exemplo é o Holocausto que ocorreu há mais de 60 anos com 2ª Guerra Mundial, mas no presente temos exemplos igualmente reprováveis, como os terroristas informáticos, que além de invadirem a privacidade, quebrarem a segurança, tornando público o que é de domínio privado, espalham o "terror" com os vírus que disseminam por toda a Internet, causando estragos pessoais, ou comprometendo todo o trabalho de milhões de pessoas, ou ainda lesando entidades quer a nível financeiro , quer a nível de credibilidade.


Porque será que algumas pessoas privilegiadas dotadas de inteligência e capacidade fora de série, não se dedicam a prática do bem comum, pelo contrário, optam por destruir ao invés de construir? talvez porque nunca ninguém lhes tenha ensinado, ou tenham aprendido, que a maior riqueza que uma pessoa possa ter não está nos bens materiais, estes são facilmente destruídos e sim nos bens espirituais, que nunca serão destruídos, acompanharão a pessoa aonde ela for, nada e ninguém nunca conseguirá removê-los nem mesmo a morte.

Nenhum comentário: