Sua visita me deixou muito feliz...

Sua visita me deixou  muito feliz...

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Natal Mágico 2011

O chamado Natal Mágico surgiu em tempos quando quis aplicar o verdadeiro sentido do Natal, preparar o caminho para que o Menino Deus possa encontrar em nosso coração um cantinho acolhedor, livre das tensões, frustrações, mentiras invejas, ciúmes, maledicências, revolta, angústias, toda a energia negativa que vamos acumulando no dia a dia, que vão roubando a paz, a serenidade, a alegria e gratidão que tornam o coração menos acolhedor, amigo, solidário, e generoso, batendo fora do ritmo do amor.


Então foi divido em várias sessões:


1- "Pinheiro do coração" onde as pessoas teriam 2 "Árvores de Natal" de cristal com um bauzinho contendo bolas de enfeite e velas perfumadas com fragrância de baunilha, onde as pessoas (os familiares) iriam colocando uma bola em cada árvore, representando um pedido, um agradecimento pela bênção recebida ou uma promessa para o ano, isso diante do presépio e depois colocariam a vela no castiçal colocariam a ampulheta do tempo(para não esquecer de apagar a vela evitando possíveis acidentes, como incêndio) para que ficassem "conversando" com Deus olhando para a chama da vela.


2- "Pinheiro da Sabedoria" onde se alguém tivesse alguma coisa incomodando uma dúvida, pedisse o esclarecimento, através de formular uma pergunta que não implicasse uma resposta sim e não, depois girasse a "tômbola do bingo" contendo 64 bolas e visse o número, depois iria noutro bauzinho contendo o "baralho do I Ching" com os 64 hexagramas que compõe o I Ching" e fosse ver a resposta no hexagrama correspondente ao número saído.


3- "Pêndulo Mágico" (aplicação de alguns conhecimentos de radiestesia), um pêndulo pousado sobre uma base com um círculo dividido em metade Sim e metade Não, (ativado para essa finalidade e que poderia funcionar pelo deslocamento para o lado sim ou não consoante a resposta e/ou de acordo com o sentido horário para o não e anti horário para o sim, conforme a sua programação, caso fosse necessário a minha ajuda na interpretação da resposta), onde a pessoa faria uma pergunta cuja a resposta seria sim ou não.


4- "Chocomensagem dos anjos" uma fonte jorrando água (a água em movimento acalma é relaxante e ao mesmo tempo propicia uma maior interiorização) em volta da fonte, tabletes de chocolate, contendo anexado "mensagens dos anjos" (mensagens relativas aos diversos anjos, encontradas na Internet), onde a pessoa tiraria à sorte uma mensagem que os anjos teria para ela nesse momento, enquanto apreciava o "manjar negro dos deuses", o chocolate que segundo a história revela estimula o prazer e a sensação de bem estar e felicidade por conter ou desencadear a libertação do neuro transmissor serotonina que provoca esse efeito no organismo)


Apesar da intenção não parece ter surtido efeito, a família parece que "não entrou no clima". Foi feito para a família, mas quem se beneficiou fui eu, quer nos preparativos que foi motivante, que deixou um clima interior alegre, festivo, sereno, entusiasmante) quer na hora de participar (participação em todas as "estações").


Além disso no dia de Natal houve uma programação diferente: "Tarde de Lançamento" do livro "retrospectiva D'Alma: o Passado Presente, onde cada familiar que recebeu o livro como presente de Natal viria com o livro para que fosse feito a dedicatória, parecia realmente uma seção de autógrafos, no presente continha por fora o convite "a autora convida para o lançamento do livro no dia 25/12/2011 no "Salão Vip Natalício" das 16:45 às 17:15 ( a intenção era servir um "Chá Colonial" (cuja a bebida seria chocolate quente, outrora minha especialidade, com um bolo misto de pão de ló e folheado com recheio de chocolate, coberto com chocolate preto mesclado com chocolate branco, raspas de chocolate branco com a imagem da capa do livro que mandara confeccionar assim dessa forma personalizado, único), mas ficou só na intenção porque o almoço de Natal terminou muito próximo), tinha um poster (criado por mim) sobre o cavalete anunciando o evento, na hora marcada estava trajando o vestido que havia criado para o casamento da afilhada, mas que não fora aprovado e tirei a caneta de prata bordado em ouro que os pais me deram no final do curso e que utilizei para assinar o diploma (do curso que fora o sonho de uma vida) para assinar, foi só para fotografia, porque a dedicatória já estava escrita e fora transcrita mais tarde para que não demorasse muito, a família "entrou no clima" e foi muito legal, descontraído, acabando de vez com o clima pesado do almoço, em nada clima de Natal, que se formou causado pela decepção do assado não ter ficado como o desejado e a conta disso um familiar, ficou o tempo todo provocando, criando com isso um clima pesado.


Apesar dos pesares, foi um Natal Mágico... Entrei no "Reino da Fantasia" e por breves momentos transformei-me numa escritora célebre, na tarde de autógrafos do seu "Best Seller"

Nenhum comentário: