Sua visita me deixou muito feliz...

Sua visita me deixou  muito feliz...

domingo, 6 de maio de 2012

Semana da rainha do lar...

Hoje faz 5 anos que estivemos pela última vez almoçando com a nossa rainha do lar, por coincidência o calendário de 2012 é idêntico ao de 2007, o que faz com que a tristeza ressurja com muito mais intensidade e profundidade, tudo apontava para mostrar que a tristeza desaparecera, mas não ela está firme e parece inabalável como o fora na altura, apenas estava latente...mesmo acreditando que ela está na Luz Divina (estando em "ritmo alfa" por alguns momentos, um sussurro longínquo dentro de mim apontava  que ela estaria sem sofrimento, o que abrandou a profunda dor revivida) isso não impediu que as lágrimas rolassem pelo rosto, apesar de estar andando na rua sob os olhares de todos. 
Ao entrar na padaria, um bolo logo chamou a atenção e num impulso o comprei, por breve frações de segundo foi como se a minha querida mãe não tivesse partido, que chegaria em casa e entregaria o bolo a ela... mas foi apenas um lampejo de ilusão, uma ligeira distorção da realidade, talvez o desejo de recuar no tempo,  com certeza é o que todos sentem quando um ente querido cumpre o seu destino e parte...
De volta a realidade, ela se foi, o tempo não volta atrás, a vida segue seu curso nos atropela, não se compadece do nosso sofrimento, nada se pode fazer quanto a isso, apenas rezar e pedir a Deus que lhe dê a Luz Eterna, que esteja em Paz e que o "sussurro interior" seja verdadeiro e que ela esteja sem sofrimento aonde estiver..

4 comentários:

Alcione Sousa disse...

Oi CÉU
Deus te abençoe e proteja a ti e a todos que te são caros .
A saudade é suave sofrimento que nos acaricia e machuca ao mesmo tempo , e como recordar é viver duas vezes.procura recordar os bons momentos .
namastê

Céu disse...

Obrigada por suas palavras, que são um bálsamo refrescante, especialmente hoje.
Que definição bonita para saudade, realmente é isso mesmo é a carícia da rosa e a dor do espinho.
Nestes dias os momentos tristes impedem de recordar os bons momentos, principalmente porque este ano de 2012 é idêntico, em termos de calendário ao de 2007,(como já mencionei), que foi quando ela partiu, por exemplo hoje dia 14/5/2012, o dia está exatamente igual como esteve no dia 14/5/2007 em termos metereológicos, com a diferença que por esta hora eu estaria velando o seu corpo e não em frente ao computador, escrevendo sobre o "Crepúsculo da vida",pensando nela.
Namastê!

Alcione Sousa disse...

Oi Céu
Deus te abençoe
Acho que pensas como eu:
O computado é aquele amigo, em quem a gente confia nossos pensamentos,sofrimentos,revoltas e alegrias e... fica alí caladinho....
só revelando os nossos desabafos aqueles que como tu,eu e outras tantas pessoas que tenham a boa vontade de ouvir ,tomarem conhecimento ,sem terem a obrigação de repartir conosco estes desbafos
Namasté

Céu disse...

Obrigada amiga pelo seu comentário, sim penso da mesma forma, o computador (antes era o caderno) é o amigo que confiamos os nossos pensamentos, revoltas, sofrimentos. Atualmente tenho estado menos com "ele", pelo menos não com a mesma intensidade de antes. Assim como parece que você também tem estado mais afastada, não é mesmo?
Namastê