Sua visita me deixou muito feliz...

Sua visita me deixou  muito feliz...

sexta-feira, 13 de julho de 2012

O amor nunca acaba...muitas vezes adormece para sempre!

Mensagens Para Orkut - MensagensMagicas.com
Heart
Hoje não sei porque surgiu essa frase, que ouvi já não me lembro de quem, "o amor Eros nunca acaba fica adormecido", pensando bem, é isso mesmo que acontece, vive-se o auge do amor, uma entrega total de corpo mente e alma/espirito, o mundo gira em tornos dos dois, parece que nada mais existe, 24 horas pensando no outro (porque enquanto se dorme os respectivos espíritos passeiam de mãos dadas), apesar de paralelamente as atividades de ambos continuarem, só que são realizadas com "piloto automático" ligado, uma sintonia tão forte que se é capaz  até de "fazer amor por telepatia", de sentir a presença do outro através da distância, claro que isso tudo com a cumplicidade do Universo, aí começa lenta e gradativamente o declínio desse apogeu, porque começa a roda da vida a girar de forma  a causar turbulências obrigando que assumamos o controle por um momento, desligando o "piloto automático", de turbulência em turbulências, cada vez mais nos envolvemos na vida, assumindo total controle, o "piloto  automático" passou a ser acionado não para as atividades  de antes e sim para as "coisas" do amor de antes: um aroma, uma lembrança, um pensamento, uma música, etc.. tudo que fez parte do momento áureo do amor, então quando a roda da vida começa atingir uma velocidade alucinante e as reservas energéticas estão prestes a se esgotar, esse novo "piloto automático" dispara, com ajuda e cumplicidade do Universo e, aí por breves momentos, parece que a roda da vida que girava freneticamente abranda e sentimos a brisa refrescante do amor, o tempo suficiente para recarregar a "bateria" e novamente a roda começar menos lentamente do que antes a girar até atingir a velocidade mais estonteante do que antes.
Alguns conseguem contra balançar a roda da vida com o piloto automático do amor, renovando no dia dia, não permitindo um afastamento ou distanciamento muito grande de ambos, mantendo acesa a chama, mas outros não conseguem, estes acabam por desligar o "novo piloto automático" e o amor adormece, quanto mais tempo o amor ficar adormecido, maior será a dificuldade em encontrar a chave para ligar o "novo piloto automático" havendo um distanciamento cada vez maior entre ambos, que pode ser de tal ordem, que o auge que viveram fique aprisionado no passado, pela rotina e habituação,  que vai criando uma barreira difícil de ser ultrapassada ou vencida, a sintonia deixa de existir e assim, o que antes era uma chama ardente colorida, passa a ser uma cinza apagada,  quando o amor adormece para sempre.
Há ainda a situação em que se vive o a plenitude do amor, mas um dos dois se distancia levado pela engrenagem da roda da vida, mas o outro não permite (ou tenta não permitir) que esse distanciamento seja total, de tempos em tempos "atira uma pedrinha"(não com a mesma frequência, para não se tornar inconveniente e de acordo com o ritmo da sua própria roda )  para obrigar a roda a parar, nem  que seja por breves segundos, o suficiente para que surja uma fagulha no meio das cinzas e impeça que o amor adormeça para sempre.

Nenhum comentário: