Sua visita me deixou muito feliz...

Sua visita me deixou  muito feliz...

sábado, 1 de setembro de 2012

Uma Pérola Oriental...Tai-Chi e "Jin Ji Du Li"

Recebi o exercício "Jin Ji Du Li" (uma prática que conduz a longevidade), procurei informação sobre os mecanismos ou fundamentos fisiológicos desse exercício que a priori parece ser simples (na prática não o é) os efeitos benéficos e maléficos no organismo, mas pouco  encontrei em termos de conhecimento científico, exato, preciso,  acabei chegando as artes marciais, nomeadamente o Tai-Chi Chuan, que tem como base o Tai-Chi (= meditação em movimento), por acaso, alguns anos atrás, encontrei o vídeo "Tai-Chi para a coluna vertebral", experimentei fazer os exercícios para ver se as pessoas teriam dificuldade em fazê-los,( na altura estava pensando na minha querida e saudosa mãe, que por vezes sentia dor na coluna), e se teria alguma consequência ou efeito negativo, antes de dar para ela fazer (as dores nas costas tem grande relação com as tensões emocionais, ou seja a lombalgia pode ser a manifestação do stress ou tensão nervosa acumulada na coluna vertebral lombar ou dorsal), eu me senti tão bem, que não só incentivei a minha mãe fazer, como passei a praticar diariamente, principalmente quando estava diante do mar, a sensação duplicava.Um aparte, para mergulhar na lembrança de um episódio relacionado com a prática do Tai-Chj: Num dia das minhas "férias de sonho" (a excursão partiu do Rio de Janeiro, Recife, Natal, Fortaleza, Manaus, Foz do Iguaçu, com parada em São Paulo, mais concretamente São José do Rio Preto) em Recife, estava fazendo os exercícios um senhor esperou que eu terminasse aproximou-se e disse "você já tem muita energia não precisa canalizar mais" e depois falou muitas outras coisas relacionadas que me deixaram fascinada, intrigada mas ao mesmo tempo em estado de alerta.
Continuando com esta "pérola oriental" resolvi transcrever os textos que se segue, para no fim para apresentar o exercício que dizem que conduzirá à longevidade:

TAI CHI CHUAN

O Tai Chi Chuan é conhecido por sua sequencia de movimentos, onde pode ser vista a união da consciência e dos movimentos do corpo, a lentidão, a flexibilidade, a circularidade, a continuidade, a suavidade e a firmeza; funcionalidades que transmitem uma sensação de harmonia e serenidade.
 Sua ação se desenvolve mediante movimentos circulares e conectados que seguem os do adversário e que recordam o símbolo do Tai Chi. Alguns princípios do Tai Chi Chuan: vencer o movimento com a quietude; vencer a dureza com a suavidade; vencer o rápido com o lento.
Benefícios do Tai-Chi
Físicos: aumenta a flexibilidade, fortalece os ossos e as articulações, tonifica os músculos, estimula a circulação sangüínea, normaliza a produção hormonal, melhora a respiração, corrige desvios posturais, beneficia o sistema nervoso central e revigora a energia vital.
Emocionais: acalma as emoções e promove o equilíbrio. Abre o coração, estimula a criatividade, disciplina, aumenta a confiança, desenvolve potenciais positivos, melhora o convívio social.
Espirituais: promove a paz interior. Facilita o discernimento dos verdadeiros valores da vida, eleva o espírito.
O objetivo do tai chi chuan ( luta de Tai-Chi) é evitar o confronto, o ataque, é fugir de brigas e confusões. Você passa a ter mais paciência e jogo de cintura. Ele serve para descarregar a tensão e recarregar as energias.
No espírito do tai chi chuan e da medicina chinesa, a base da saúde está diretamente ligada à energia interior chamada chi. Assim, os movimentos do tai chi chuan, que significa "suprema arte dos punhos", harmonizam e equilibram essa energia, aumentando o poder interior.
Há séculos observa-se que os praticantes de tai chi chuan apresentam características de saúde diferenciadas. Eles são mais tranqüilos, calmos, saudáveis, mais dispostos e felizes".
Essa constatação levou ao desenvolvimento de diversas pesquisas, que, ao longo do tempo, vêm comprovando cientificamente os benefícios terapêuticos do tai chi chuan na manutenção da saúde e da longevidade.
Já está comprovado que a prática desta arte é eficaz contra as artrites, a osteoporose, distúrbios dos rins, obesidade, problemas de coluna, complicações respiratórias e cardiovasculares. http://www.phu.org.br/tai_chi_chuan.html

PRINCÍPIOS DOS MOVIMENTOS DO TAI CHI 
1. Concentrar – Prestar atenção ao momento presente, mantendo a consciência do corpo e do que o rodeia. Observar cada movimento, respiração e posição do corpo. O Tai Chi o prepara para associar a concentração mental à ação correta.
2. Relaxar – Alcançar o estado mental de tranqüilidade enquanto se movimenta. Exige um uso mínimo dos músculos enquanto mantém um estado de descontração consciente de todo o corpo.
3. Manter uma postura natural – Conservar o corpo ereto, com a cabeça erguida, as costas retas, os ombros alinhados e os pés bem assentados. Os pés são as raízes do nosso corpo.
4. Reparar a respiração – Respirar naturalmente pelo nariz. Relaxar a barriga para que se expanda quando inspira e contraia quando expira. Não suspender a respiração quando se concentrar. Evitar respiração com boca aberta. No Tai Chi Chuan devemos manter todos os centros energéticos ligados, manter o vaso governador (controle) ligado pelo ponto renzhong e o vaso concepção (função).
5. Mexer-se devagar – O Tai Chi Chuan, ao contrário de outros exercícios, origina-se pela força e resistência através de movimento contínuo, lento e relaxado. Quanto mais lento e baixo for o movimento, mais se acentuarão a força e resistência.
6. Separar o peso – Devemos respeitar o movimento do corpo quando andamos para frente. Ao dar
o passo devemos nos certificar que o peso foi totalmente transferido, pois temos o hábito de querer usar os dois pés ao mesmo tempo, não dando a chance e a responsabilidade de um dos membros finalizarem a sua execução.
7. Deslocar do seu centro – Pense na cabeça, tronco e no quadril como uma única coluna, alinhada sobre a base estável das pernas e pés. Qualquer movimento do braço e da mão inicia-se com a rotação dessa coluna – sempre reta. Não há torção da coluna.
DEZ PONTOS IMPORTANTES PARA O TAI CHI CHUAN 
1 – A energia da cabeça deve ser leve e sensitiva “Energia do topo da cabeça” significa que se deve manter a cabeça ereta, para que o espírito (Shen) possa se elevar. Nenhuma força deve ser utilizada. Se a força for empregada, a nuca ficará tensa e o sangue e o Chi não serão capazes de circular. Deve haver uma sensação de leve Sensitividade e naturalidade. Sem esta energia leve e sensitiva, o espírito não pode ascender.
2 – Recolher o tórax e expandir as costas  “Recolher o tórax” é permitir um ligeiro recolhimento do peito, permitindo que o Chi baixe para o Tan Tien. Evite absolutamente expandir o peito, pois isso causa a paralisação do Chi no tórax, resultando em rigidez na parte superior do corpo. Isto tende a causar uma oscilação nas solas dos pés. “Expandir as costas” quer dizer que o Chi projeta-se pelas costas. Recolhendo o peito, as costas naturalmente se expandirão. As costas expandindo, a força será emitida a partir das costas, permitindo superar qualquer oponente.
3 – Relaxar o quadril (cintura).A cintura é o regente do corpo. Se a cintura está relaxada, nossos pés terão poder e nossa fundação será estável. Mudanças do “cheio” e do “vazio”, todas são provenientes da cintura. Por isto dizemos que ela é a área mais vital. Se perdermos potência, devemos procurar a causa na cintura.
4 – Distinção do “cheio” e do “vazio” Distinguir o cheio do vazio é o primeiro princípio do Tai Chi Chuan. Se o peso do corpo repousa sobre a perna direita, então ela é cheia e a esquerda é a vazia. Somente após distinguir entre o cheio e o vazio, nossos movimentos se tornarão leves, ágeis e sem esforço. Se não somos capazes de fazer tal distinção, nossos passos ficam pesados e rígidos; nossa postura será instável e seremos
facilmente tirados do equilíbrio.
5 – Baixar os ombros e dobrar os cotovelos para baixo “Baixar os ombros” quer dizer que eles são capazes de relaxar e de se manterem baixos. Se eles não podem estar relaxados e abaixados, conforme eles se elevam o Chi sobe também, e o corpo inteiro fica sem potência. “Dobrar os cotovelos para baixo” significa que eles devem relaxar, flexionados para baixo. Se os cotovelos sobem os ombros não podem abaixar. Não seremos capazes, então, de empurrar nosso oponente muito longe: estaremos cometendo o mesmo erro da
energia interrompida dos sistemas externos.
6 – Usar a mente, não a força. Isto é afirmado no “Tratado do Tai Chi Chuan”, e indica que devemos confiar exclusivamente na mente e não na força. Praticando o Tai Chi Chuan, todo o corpo deve estar relaxado. Se pudermos eliminar mesmo a mais leve inabilidade que cria obstáculos nos músculos, ossos e veias, restringindo nossa liberdade, aí então nossos movimentos serão leves, ágeis, circulares e espontâneos.
Alguns imaginam como podemos ser fortes sem usar força. Os meridianos do corpo são como cursos d’água da terra. Quando os cursos d’água estão desimpedidos, a água flui livremente; quando os meridianos estão livres, então o Chi pode passar por eles. Se a tensão bloqueia os meridianos, o Chi e o sangue serão obstruídos e nossos movimentos não terão agilidade; se até mesmo um fio de cabelo for puxado, o corpo inteiro será estremecido. Mas, se por outro lado, não usarmos força e sim a mente, aonde for a mente, o Chi a seguirá. Deste modo, se o Chi flui desobstruído, diariamente penetrando por todas as passagens do corpo sem interrupção, então, depois de muita prática, teremos adquirido o verdadeiro poder interior.
O “Tratado do Tai Chi Chuan” quer dizer que “somente a mais elevada suavidade pode vir à dureza”. Os braços daqueles que dominam o Tai Chi Chuan são extremamente pesados e são como “uma agulha” oculta no algodão. Quando os praticantes dos sistemas externos usam a força, ela é aparente; mas quando eles têm a força e não estão aplicando, eles estão leves e oscilantes. É óbvio que a força deles é um tipo de energia externa e superficial. A força dos sistemas externos é muito facilmente manipulada e não merece elogios.
7 – Unidade do corpo superior com o inferior.A unidade do corpo superior com o inferior é o que o “Tratado do Tai Chi Chuan” quer dizer com “a raiz está nos pés, é emitida pelas pernas, controlada pela cintura e expressa pelas mãos”. Dos pés para as pernas, e destas para o quadril, deve haver um circuito contínuo de Chi. Quando as pernas, o quadril e as mãos movem-se, o espírito (Shen) dos olhos move-se em uníssono.chamado de “união do corpo superior com o inferior”. Se apenas uma parte deixar de ser sincronizada com o todo, haverá confusão.
8 – A Unidade do externo com o interno.O que o Tai Chi Chuan treina é o espírito. Portanto, é dito que o “espírito é líder e o corpo está a seu comando”. Se fizermos o espírito ascender, nossos movimentos serão naturalmente leves e ágeis. As posturas não são mais do cheio e vazio, aberto e fechado. O que entendemos por aberto não é limitado apenas às mãos ou aos pés, mas deve-se ter uma idéia de emitir também na mente. Da mesma maneira, o fechado também não é limitado a mãos e pés; deve-se ter a idéia de receber na mente. Quando o externo e o interno estão unificados com um único Chi, não há interrupção por parte alguma.
9 – Continuidade sem interrupção.O poder dos estilistas externos é extrínseco e tosco. Podemos observá-lo iniciar e acabar, continuar e parar. A velha potência é exaurida antes que a nova possa nascer. Neste ponto, eles podem ser facilmente derrotados por outros. Usamos a mente no Tai Chi Chuan, não a força. Do princípio ao fim não há descontinuidade. Tudo é completo e contínuo, circular e interminável. A isto se referem os clássicos “moverse como um grande rio fluindo sem fim”, ou mover a energia como o “desenrolar da seda de um casulo”. Tudo isso expressa a idéia de unidade do Chi.
10 – Busque a serenidade no movimento. Praticantes de estilos externos consideram pular e agachar com destreza. Eles exaurem seu Chi, e depois da prática estão invariavelmente sem fôlego. Tai Chi usa a tranqüilidade para contrabalançar o movimento. Quando estamos em movimento, permanecemos calmos. Portanto, ao praticar as posturas, quanto mais lento melhor será. Quando diminuímos o ritmo, a respiração torna-se lenta e longa, o Chi pode descer para o Tan-Tien, e podemos naturalmente evitar os efeitos deletérios da pulsação elevada.

Bolinhas Tai Chi
"Chamadas jen-sen-chiu (保定健身球 - em pinyin: Jiàn shēn qiú), que em chinês significa “bolas para a saúde”,elas cabem na palma da mãoe estimulam a circulação de energia pelo corpo,contribuindo para o equilíbrio físico e emocional.Basta segurá-las juntas e fazê-las rolar entre os dedos durante alguns minutos.
“Existem 120 pontos energéticos distribuídos pelos dedos e pelas palmas das mãos”,explica Liu Chih Ming,
diretor do Centro de Estudos de Medicina Tradicional e Cultura Chinesa de São Paulo e presidente da Associação de Medicina Chinesa e Acupuntura do Brasil.As bolinhas ativam estes pontos, fazendo a energia circular e promovendo harmonia e bem estar.
“Ao mesmo tempo, seu suave tilintar induz ao relaxamento mental e ao equilíbrio emocional”, diz Liu Chih Ming.Além disto, as bolinhas ajudam a equilibrar a polaridade das energias yin e yang, respectivamente masculina e feminina, positiva e negativa.
“Para usufruir de todos estes benefícios, basta manipulá-las durante cinco minutos, duas ou três vezes por dia”, recomenda Mestre Liu. Feitas de metal, as bolas são encontradas em vários tamanhos."
http://aprendertaichi.blogspot.pt/2011_02_01_archive.htmlp://aprendertaichi.blogspot.pt/2011_02_01_archive.html

Uma prática para prevenir o envelhecimento e perda de memória."Jin Ji Du Li"
Parece fácil, certo?
Faça este exercício da cultura chinesa simples e eficaz... e verá. A essência é que seus olhos devem estar fechados quando você pratica "Jin Ji Du Li" ... preste atenção.
Eis o exercício:Fique sobre uma só perna, com os seus olhos abertos. É só isso.
Experimente agora fechar os olhos.Se você não for capaz de ficar em pé por pelo menos 10 segundos seguidos, isso significa que seu corpo se degenerou ao nível de 60 a 70 anos de idade. Em outras palavras, você pode ter apenas 40 anos de idade,mas seu corpo envelheceu muito mais rápido.
Ficar sobre um pé com os olhos abertos, é uma coisa e fazer o mesmocom os olhos fechados ... a história é outra! Não precisa levantar muito a perna. Se os seus órgãos internos estão fora de sincronia, mesmo levantando a perna um pouco vai fazer você perder o seu equilíbrio.
Os chineses estão bem avançados no conhecimento do corpo humano. A prática frequente e regular do "Jin Ji Du Li", pode ajudar a restaurar o sentido de equilíbrio. Na verdade, os especialistas chineses sugerem que a prática diária por 1 minuto, ajuda a prevenir a demência.
Primeiramente, você pode tentar fechar os dois olhos, não completamente. Na verdade, é isso que o especialista de saúde Zhong Li Ba Ren recomenda.
A prática diária de Jin Ji Du Li, pode ajudar na cura de muitas doenças, tais como: Hipertensão; Altos níveis de açúcar no sangue ou diabetes; O pescoço e doenças da coluna vertebral; também pode impedi-lo de sofrer de demência senil.
Zhong Li Ba Ren escreveu um livro intitulado:"A auto-ajuda é melhor do que procurar ajuda dos médicos", um best-seller que também foi o melhor livro de saúde à venda na Chinadesde que foi publicado pela primeira vez no ano passado. Seu sucesso pode ser medido pelo fato que rendeu mais de 1 milhão de cópias vendidas.
Diz-se que de acordo com o entendimento de médicos chineses, a doença pode aparecer no corpo devido a problemas surgidos na coordenação entre os vários órgãos internos, o que faz com que o corpo perca o seu equilíbrio.Jin Ji Du Li pode zerar esta inter-relação dos órgãos e como eles funcionam juntos.
Zhong Li Ba Ren disse que a maioria das pessoas não consegue ficar sobre um pé com os olhos fechados por 5 segundos, mas depois, praticando todos os dias, são capazes de fazer por mais de 2 minutos. Quando você conseguir ficar mais tempo, a sensação de peso desaparece.
Ao praticar Jin Ji Du Li, você vai notar que sua qualidade do sono fica melhor, a mente limpa e melhora a memória significativamente. A coisa mais importante é que se for praticado Jin Ji Du Li com os olhos fechados por 1 minuto todo dia, você não irá sofrer de demência senil (o que significa que o cérebro continuará saudável).
Zhong Li Ba Ren explicou que há seis meridianos principais que passam por entre as pernas.Quando você ficar em uma perna, você sente dor devido ao exercício e, quando isso ocorre, os órgãos correspondentes a esses meridianos e suas formas começam a receber os ajustes necessários. Este método é capaz de se concentrar a consciência e canalizar o corpo até os pés.Os efeitos benéficos da prática de Jin Ji Du Li em várias doenças como a hipertensão, diabetes, pescoço e coluna vertebral, começarão a ser sentido rapidamente. Problemas como a gota também poderá ser prevenido.
Cura doenças básicas como "Pés Frios"e também pode reforçar a imunidade do corpo.
Você não precisa esperar até que você tenha uma doença para começar a praticar Jin Ji Du Li. É adequado para quase qualquer tipo de pessoa e especialmente benéfico em pessoas jovens, se praticadas diariamente, a probabilidade de adquirir problemas naturais da idade, será menor.
Não recomendado para pessoas cujas pernas são fracas e não podem ficar por longos períodos em pé. 
Não sei se este exercício conduzirá aos benefícios que lhe são atribuídos em termos de saúde e longevidade, nem sei se terá consequências negativas sobre o organismo, iniciei fazê-lo porque achava que seria "moleza", mas estava enganada, é difícil, um desafio e eu não resisto a um desafio, a uma competição nem que seja comigo mesma, porém de dia para dia (comecei tem 4 dias) estou conseguindo ampliar os segundos, embora repita 2 ou 3 vezes em cada perna está sendo interessante, existe um lado que sustenta por mais tempo do que o outro e a sensação realmente é de leveza do corpo, durante o dia passei a estar sentada com a coluna mais reta, de forma automática, sem precisar pensar que devo utilizar uma postura correta, conforme recomendo, para evitar desconfortos e até mesmo as dores. Além disso sinto uma harmonia dentro e fora de mim, um equilíbrio, esta sensação talvez seja pelo conjunto: mexer no meu "jardim zen" (que noutra oportunidade aprofundarei ) com mais frequência, (esta semana foram 4 vezes, quando no final do dia senti a "energia" carregada negativamente) e recitar os 5 princípios do Reiki com as mãos em "Gassho" diariamente. Vamos ver se não é apenas "fogo de palha".

4 comentários:

Mariana disse...

Muitos exercícios parecem ser simples porque são lentos, mas quando um tenta praticá-los vê que são bastante difíceis porque se requer de muito equilíbrio e elongação.
Eu faço todas as semanas Tai-Chi depois de estudar o dia inteiro patologia bucal

Céu disse...

Obrigada Mariana, pelo seu comentário, que legal você praticar Tai-Chi, está inserida num grupo ou pratica individualmente?
Você estuda patologia bucal porque está se formando nessa área, ou por ser profissional e todo o dia aprofunda mais o conhecimento?
Namastê

Regina disse...

Bom dia!

Muito bacana entrar na sua página e encontrar " Sua visita me deixou muito feliz", isso faz um bem enorme para quem entra.Muito Obrigada !!!!

Céu disse...

Obrigada Regina! seu comentário foi uma brisa refrescante!
Obrigada também porque pude repor a imagem que deixou de aparecer a seguir a frase. Assim como substituir uma imagem deste post que desapareceu também.
Namastê