Sua visita me deixou muito feliz...

Sua visita me deixou  muito feliz...

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Almas perfumadas...um texto sob medida para você!


Existem mensagens, textos, como este que acabei de abrir na caixa do correio, que ao recebemos  imediatamente nos faz pensar em alguém, por este se encaixar num dos parágrafos, em mais do que um dos  parágrafos ou em todo o texto, por isso transcrevo, com o pensamento nesse alguém:

Tem gente que tem cheiro de passarinho quando canta. De sol quando acorda.De flor quando ri. Ao lado delas, a gente se sente no balanço de uma rede que dança gostoso numa tarde grande, sem relógio e sem agenda. Ao lado delas, a gente se sente comendo pipoca na praça.Lambuzando o queixo de sorvete.Melando os dedos com algodão doce da cor mais doce que tem pra escolher.O tempo é outro. E a vida fica com a cara que ela tem de verdade, mas que a gente desaprende de ver. 

Tem gente que tem cheiro de colo de Deus. De banho de mar quando a água é quente e o céu é azul. Ao lado delas, a gente sabe que os anjos existem e que alguns são invisíveis. Ao lado delas, a gente se sente chegando em casa e trocando o salto pelo chinelo. Sonhando a maior tolice do mundo com o gozo de quem não liga pra isso. Ao lado delas, pode ser abril, mas parece manhã de Natal do tempo em que a gente acordava e encontrava o presente do Papai Noel. 

Tem gente que tem cheiro das estrelas que Deus acendeu no céu e daquelas que conseguimos acender na Terra. Ao lado delas, a gente não acha que o amor é possível, a gente tem certeza. Ao lado delas, a gente se sente visitando um lugar feito de alegria.Recebendo um buquê de carinhos.Abraçando um filhote de urso panda.Tocando com os olhos os olhos da paz. Ao lado delas, saboreamos a delícia do toque suave que sua presença sopra no nosso coração. 

Tem gente que tem cheiro de cafuné sem pressa. Do brinquedo que a gente não largava. Do acalanto que o silêncio canta. De passeio no jardim. Ao lado delas, a gente percebe que a sensualidade é um perfume que vem de dentro e que a atração que realmente nos move não passa só pelo corpo. Corre em outras veias. Pulsa em outro lugar. Ao lado delas, a gente lembra que no instante em que rimos, Deus está conosco, juntinho ao nosso lado. E a gente ri grande que nem menino arteiro. 
Tem gente como você que nem percebe como tem a alma Perfumada!
Carlos Drummond de Andrade

domingo, 25 de novembro de 2012

Deus Rei do Universo_ no Ano da Fé!

Hoje é o dia consagrado pela Igreja Católica para  celebrar Sua Majestade, Rei do Universo, não é por acaso que o texto escolhido para o Evangelho, foi o trecho do diálogo entre Jesus e Pôncio Pilatos na Paixão, onde Pilatos pergunta "então és rei?" e Jesus responde "é por ti que dizes ou porque te disseram? e depois acrescenta "é como dizes eu sou rei, mas o meu reino não é este, se fosse teria um exército de soldados a brigar por mim".
Este ano litúrgico de 2012-2013 é o Ano da Fé, o logotipo escolhido mostra que no mar da vida Cristo vai connosco, nunca nos abandona mesmo que não O sintamos  presente!
Neste momento  surge a lembrança de uma das músicas que escolhemos para tocar no Culto Ecumênico da nossa Formatura:

1. Se as águas do mar da vida quiserem te afogar
Segura na mão de Deus e vai...
Se as tristezas desta vida quiserem te sufocar
Segura na mão de Deus e vai...
Segura na mão de Deus, segura na mão de Deus,
pois ela, ela te sustentará
Não temas segue adiante e não olhes para trás
Segura na mão de Deus e vai

2. Se a jornada é pesada e te cansas da caminhada
Segura na mão de Deus e vai...
Orando, jejuando, confiando e confessando
Segura na mão de Deus e vai...

3. O Espírito do Senhor sempre te revestirá.
Segura na mão de Deus e vai....
Jesus Cristo prometeu que jamais te deixará. 
Segura na mão de Deus e vai....

Alguns momentos em que precisava tomar uma decisão estando no meio de um "mar turbulento"  com as águas desse mar da vida querando me afogar, sem vislumbrar alternativas ou saída, lembro.me de cantar essa música, entregar nas mãos de Deus, logo a seguir tomar a decisão e as "águas serenarem" à minha volta. Entretanto nem sempre em situações semelhantes me vem a lembrança dessa música ou confiar e me abandonar nas mãos de Deus, muito pelo contrário, esta semana mesmo por 2 vezes não confiei na resposta Dele a  duas perguntas minhas, o raciocínio lógico fez com que duvidasse, isso me traz a lembrança um episódio do tempo da faculdade, existia uma disciplina que era um terror para todos que passavam por ela, para ir a exame teórico tinha  que primeiro passar no exame prático, era super difícil, depois de repetí-lo algumas vezes, na penúltima vez, quando fui olhar a lista dos reprovados não achei o meu nome e repetir três vezes "não acredito que passei", depois da terceira vez, quando fui verificar lá estava o nome. Podia ser que ele sempre estivesse lá  e não tivesse visto por querer tanto ser aprovada, mas fiquei co a sensação de que se tivesse louvado e agradecido a Deus ao invés de dizer que não acreditava, lembrando que para Deus tudo é possível e que Ele poderia ter me ajudado a alcançar se eu apenas tivesse confiado e segurasse na mão Dele. Tanto é que na última vez que tentei, olhei a lista só 1 vez, não encontrei o nome, as lágrimas vieram aos olhos olhei para o alto e agradeci, fui fazer o exame teórico, mas não esperei o resultado, um colega foi ver depois disse que havia passado, nesse momento novas lágrimas, novamente agradeci a Deus e perdi perdão por não confiar, assim como hoje também pedi perdão por não ter confiado e pedi também que me ajude a aumentar a minha Fé e confiança Nele.
Portanto não sei o que responder se me perguntassem o que vou fazer para ter mais Fé neste ano consagrado a Fé? Por mais que eu tenha exemplos (muitos exemplos se for fazer  uma pesquisa no recôndito do arquivo  minha mente)   para fortalecer a Fé de que Cristo/Deus está sempre comigo em todos os momentos, em especial nos mais críticos, que me ouve e me dá a resposta, não sei o que acontece, permito que essa Fé, essa sintonia, seja abalada,  sei que não é duvidar  de Deus é duvidar que seja Deus a "responder" e não que seja eu própria que esteja a "responder", seja o meu desejo e não a ação de Deus.

terça-feira, 20 de novembro de 2012

Onde está você?


Recados Para Orkut
Uma pergunta interessante, alguém apressadamente diria estou aqui, mas será que realmente està? Quantas vezes estamos fisicamente num sítio, mas mentalmente estamos noutro lugar. Quantas vezes  fazemos as coisas de forma tão autômata, que nem nos apercebemos, quantas vezes "ligamos o piloto automático" para executar tarefas rotineiras, quando  damos conta não nos lembramos como fizemos ou até mesmo se fizemos, por exemplo, diversas vezes vou conduzindo "no piloto automático" e quando dou por mim não lembro de ter passado num cruzamento, olhando para os lados, ou de ter visto o sinal de trânsito. Segundo  os chineses "hora do chá é hora do chá" significando que, enquanto se toma chá o pensamento está no chá, no seu aroma, no seu gosto, e nada mais. Quem diz o chá , diz qualquer ato ou gesto que façamos nossos pensamentos devem estar focados nesse gesto ou ato, para não perdermos o momento. Exatamente como está ressalto neste PPT que recebi ontem, mas que só consegui ler neste momento:
Onde está você com seus pensamentos nesse momento?
Será que está presente na conversa com os amigos, ou está longe, viajando por lugares distantes?
Onde está sua felicidade agora?
Será que está junto de você, ou está longe, em objetos distantes, em pessoas que se foram, em bens materiais que você ainda não tem?
Onde está seu sorriso agora?
Está em seu rosto, estampando a sua alegria e confiança na vida?
Ou será que foi levado por alguém que não está mais aqui?
Será que seu sorriso ainda depende dos outros?
Onde está a sua vontade de viver, agora?
Está aí mesmo dentro de você chamando-o, a cada minuto, para as oportunidades, para viver os dias, ou está nas mãos de outras pessoas, e você está perdido sem saber para onde ir?
Quem é o dono da sua vida, da sua vontade e da sua motivação?
O que você precisa para ser feliz agora?
Um emprego? Será que você não consegue procurar um pouco mais? Quem sabe mudar os rumos? Ou procurar em lugares onde você nunca havia procurado antes?
Não coloque para si mesmo obstáculos demais!
Será que a felicidade está apenas na conquista de um emprego?
Talvez você precise de um amor.
Então cultive novas amizades! Lembre-se de que a amizade é a fonte do amor verdadeiro!
Procure se aproximar mais das pessoas, quem sabe!
Antes de querer ser amado, ame!
Onde está seu Deus agora?
Será que você já o descobriu dentro de você?
Será que você já o descobriu nas leis maravilhosas que regem o universo? Na proteção que recebemos, nas chances, nos encontros, nas bênçãos da vida?
Será que você já o descobriu nas estrelas, nos mares, nos ventos, no perfume das flores?
Onde está você agora?
No curso mais seguro da vida, tendo sua embarcação sob controle? Ou está à deriva? Distraído pelas ilusões que encrespam o oceano todos os dias?
Onde está você agora?
Buscando um sentido maior para tudo, buscando o crescimento espiritual, ou está preocupado com coisas tão pequenas, incomodado com problemas tão simples?
É tempo de saber onde realmente estamos.
É tempo de repensar muitas coisas, de dar um novo sentido a tudo, de redescobrir as coisas mais simples e possíveis, e recriar a vida, colocando-a em seu curso seguro.
Como nos ensinou o Mestre de Nazaré, onde estiver seu coração, aí estará também o seu tesouro.
Pense nisso!
Por vezes nossos olhares se perdem no espaço à procura de algo que se encontra bem perto de nós.
Outras vezes permitimos que nosso sorriso siga atrelado ao passo de alguém que se afasta de nós...
Nossa alegria, tantas vezes, perde a força por causa de algo insignificante.
Às vezes permitirmos que a nossa vontade de viver se enfraqueça, vencida pelas ilusões e fantasias...
No entanto, para que não deixemos de viver o momento, intensamente, é preciso prestar atenção nas horas, no agora, no hoje, para que não deixemos escapar as mais excelentes oportunidades de construir nossa felicidade duradoura.

Pensemos nisso!

terça-feira, 13 de novembro de 2012

Honestidade é a base de sustentação das Relações Humanas

glitters
Que haja sempre uma melodia a tocar em teu coração - Recados e Imagens para orkut, facebook, tumblr e hi5

Uma pétala do canteiro virtual para refletirmos  sobre a base de sustentação das relações humanas, tanto profissionais como pessoais, a honestidade, que parece ter se perdido no tempo ou esquecido nos recônditos mais escondidos da mente dos Homens desta civilização  atual.
Vergonha de ser honesto?

O brasileiro Rui Barbosa (*), grande jurista e diplomata, notável escritor, além de extraordinário orador, deixou um escrito que nos faz refletir sobre a atual situação da nossa sociedade.

"de tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto..."

A indignação de Rui Barbosa, ainda que tenha sido há muito tempo, faz sentido e é digna de nossas reflexões.
Pessoas que se deixam levar pela opinião da maioria, facilmente se enredam na desonestidade com a justificativa de que "todo mundo faz".
Esse é um lamentável equívoco, fácil de perceber com algumas reflexões.
Considere que você é um espírito livre e independente, que sobrevive à morte do corpo físico, e que receberá das leis da vida, conforme suas obras.
Considere, ainda, que você chegou ao mundo só, e só retornará, quando chegar a sua hora.
Você, e somente você, responderá por suas ações, ninguém mais.
Mesmo que "todo mundo faça", cada um será responsabilizado, individualmente, diante da própria consciência.
Dessa forma, não permita que essa onda de desonestidade e corrupção, que assola grande parte da população, arraste você também para o lodaçal.
Lembre-se de que diante da sua consciência você estará sempre só, sem testemunha de defesa, a não ser seus atos nobres.
Não vale a pena abrir mão do único patrimônio que realmente lhe pertence, que é a honradez, por algum dinheiro ou benefício escuso, que terá que deixar na aduana do túmulo.
A dignidade é o patrimônio mais valioso que alguém pode ter. Não o desperdice com coisas efêmeras que pertencem à terra.E o que é mais interessante, é que até as pessoas desonestas preferem contar com pessoas dignas, em quem possam confiar... Estranho paradoxo! Por mais que se diga que a desonestidade está em alta, temos visto verdadeiros impérios desabando por causa da falta de ética.
Temos visto empresas e instituições de prestígio, bancos sólidos, vindo abaixo por forjar resultados, fraudar documentos, enganar, extorquir...
Empresas que não trabalham com transparência estão perdendo seus investidores, que preferem apostar numa relação de confiança.
Pode-se perceber que no meio econômico a confiança ainda é o capital que mais atrai e multiplica o dinheiro.
Ninguém, em sã consciência, investe em instituições ou empresas nas quais não confia.
E é importante lembrar que as empresas são dirigidas por pessoas. E são as pessoas que dão confiabilidade ou não aos negócios.
Portanto, é sempre o indivíduo o portador dos valores morais capazes de gerar confiança, a única base capaz de sustentar tanto os negócios quanto as amizades.
Sem dúvida essas reflexões são oportunas e devem nos fazer pensar a respeito.
Afinal, se a desonestidade se tornar regra geral de conduta, o que será da nossa sociedade?
Portanto, vergonha de ser honesto: jamais!
Pense nisso, e não contribua para turvar o lago da esperança com os detritos da desonestidade.



Fonte: www.momento.com.br 
Equipe de Redação do Momento Espírita (*)Ruy Barbosa de Oliveira (Salvador, 5 de novembro de 1849 — Petrópolis, 1 de março de 1923) foi um jurista, político, diplomata, escritor, filólogo, tradutor e orador brasileiro.


Um dos intelectuais mais brilhantes do seu tempo, foi um dos organizadores daRepública e coautor da constituição da Primeira República juntamente comPrudente de Morais. Ruy Barbosa atuou na defesa do federalismo, doabolicionismo e na promoção dos direitos e garantias individuais. Primeiro Ministro da Fazenda do novo regime, sua breve e discutida gestão foi marcada pela crise do encilhamento sob a proposição de reformas modernizadoras da economia. Destacou-se, também, como jornalista e advogado.


Foi deputado, senador, ministro. Em duas ocasiões, foi candidato à Presidência da República. Empreendeu a Campanha Civilista contra o candidato militarHermes da Fonseca. Notável orador e estudioso da língua portuguesa, foi membro fundador da Academia Brasileira de Letras, sendo presidente entre 1908 e 1919.

Como delegado do Brasil na II Conferência da Paz, em Haia (1907), notabilizou-se pela defesa do princípio da igualdade dos Estados. Sua atuação nessa conferência lhe rendeu o apelido de "O Águia de Haia". Teve papel decisivo na entrada do Brasil na Primeira Guerra Mundial. Já no final de sua vida, foi indicado para ser juiz da Corte Internacional de Haia, um cargo de enorme prestígio, que recusou.
"A liberdade não é um luxo dos tempos de bonança; é o maior elemento da estabilidade". 
— Ruy Barbosa
http://pt.wikipedia.org/wiki/Ruy_Barbosa



sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Em todos os caminhos...Se fazes teu dever, Deus faz o resto

Busquei o Senhor e Ele me respondeu (Salmos 34:4) Fale com Deus. Ele anseia ouvir algo de você - Recados e Imagens para orkut, facebook, tumblr e hi5

O Homem ao longo do tempo evoluiu (talvez fosse melhor dizer involuiu) para o lado da natureza humana e não para o lado da natureza divina, e assim ao invés de subir os degraus na ecada da espiritualidade, para se tornar um espírito superior, cada vez mais desce os degraus próximos dos espíritos inferiores, achando que é poderoso porque desenvolveu alta tecnologia, que é superior em relação aos demais seres da natureza e alguns até se acham superiores a outros seres humanos e que tudo gira em torno dele, por ser dotado de razão, inteligência, de capacidade, destreza manual ou ter alguma riqueza, por isso de vez em quando é bom ouvirmos, vermos ou lermos  textos que nos recordem que em todos os caminhos Deus  está presente ,  Ele deu-nos um dom (ou vários), que se traduz numa missão a ser realizada, portanto devemos fazer a nossa parte para que Ele faça a Dele, não nos esqueçamos que um dia haveremos de prestar contas da nossa missão  e da gestão dos nossos dons recebidos.
Seja qual seja a experiência, convence-te de que Deus está connosco em todos os caminhos. Isso não significa omissão de responsabilidade, ou exoneração da incumbência de que o Senhor nos revestiu.Não há consciência sem compromisso, como não existe dignidade sem lei. O peixe mora gratuitamente na água, mas deve nadar por si mesmo. A árvore, embora não pague imposto pelo solo a que se vincula, é chamada a produzir conforme a espécie.Ninguém recebe talentos da vida, para escondê-los em poeira ou ferrugem. Nasceste para realizar o melhor. Para isso é possível te defrontes com embaraços naturais ao próprio burilamento, qual a criança que se esfalfa compreensivelmente nos exercícios da escola. A criança atravessa as provas do aprendizado sob a cobertura da educação que transparece do professor. Desempenhamos as nossas funções com o apoio de Deus. 
Se o conhecimento da Onipresença Divina ainda não te acode à mente necessitada de fé, pensa no infinito das bênçãos que te envolvem, sem que despendas mínimo esforço. Não contrataste engenheiros para a garantia do Sol que te sustenta e nem assalariaste empregados para a escavação de minas de oxigênio na atmosfera, a fim de que se renove o ar que respiras. Reflete, por um momento só, nas riquezas ilimitadas ao teu dispor nos reservatórios da natureza e compreenderás que ninguém vive só. 
Confia, segue, trabalha e constrói para o bem. E guarda a certeza de que, para alcançar a felicidade, se fazes teu dever, Deus faz o resto. 

Texto: Em todos os caminhos
Francisco Cândido Xavier/Emmanuel

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Dia de Finados...sintonia com Deus!


Recados Para Facebook
O Dia de Finados é o dia escolhido para recordar nossos entes queridos que já partiram e pedir que Deus lhes perdoe algum pecado ou falta cometida para que possam alcançar a Luz Divina que nunca se extingue.
Nos últimos anos esse dia tem sido vivido de forma mais intensa e com uma profunda interiorização, neste ano  esse dia foi marcado por uma experiência que causou perplexidade, uma sintonia com Deus, parecia que as palavras do padre, antes de rezar o Terço, meditando sobre os Mistérios Dolorosos e a cerimônia em si, fora destinadas a mim, começa pelo local, costumava a ser feito no cemitério e não na Igreja (a não ser que houvesse chuva forte) desta vez foi na igreja (apesar de não estar chovendo no momento), as palavras do padre diziam para que perdoasse as atitudes erradas (parecia que ele sabia do clima desagradável que se formou por atitudes erradas que os primos tomaram em relação ao arranjo da campa comum aos entes falecidos, que culminou com um clima tenso, carregado negativamente, distanciado, mais marcante no encontro à beira da campa) e para aproveitar o momento para pedir perdão por falhas cometidas contra o ente querido ou por aquilo que deixamos de fazer aos entes queridos que partiram, para que eles se estivessem no purgatório pudessem ser perdoados também e fossem para o céu,  recordei de dois entes queridos (mãe e tia/madrinha) e de situações que  queria pedir perdão a elas (embora já o tivesse feito inúmeras vezes desde que partiram), o Terço seguiu, no final como de costume, o padre nomeou os  falecidos deste ano, cada nome tinha um vela depositada em volta da  Cruz no chão aos pés do Altar e pediu que um familiar direto se aproximasse para levantar a vela , quando fosse pronunciado o nome do falecido, na hora que nomearam o nome da tia/madrinha, nenhum dos  filhos se aproximou (não estavam presentes, um deles estivera pela manhã junto à campa, o responsável pelo clima tenso do relacionamento, mas não deve ter ficado) então me dirigi para  levantar a vela, sempre olhando para o chão porque não queria que se notassem as lágrima que rolavam desde antes do Terço e por achar que deveria ser um dos filhos, nesse momento foi como se fosse a resposta de Deus que ela seguiria para a Luz e isso faria com que o pedido de perdão fosse concedido.
Além de sentir essa "sintonia" com Deus, não sei se foi o fruto de um desejo profundo que fez com que, enquanto estava junto à Cruz aos pés do Altar com a vela erguida, nesse momento, sentisse (ou imaginasse sentir) que a minha mãe estava junto com a minha tia/madrinha, sua irmã, no alto sorrindo e a minha mãe dizia"nenhum filho teu levantou a vela foi a tua afilhada, minha filha", essa imagem das irmãs juntas já havia surgido, no regresso do enterro da madrinha, alguns meses atrás, quando no céu vi duas estrelas , uma num plano mais elevado e mais brilhante, mas com uma distância muito curta, com dimensões maiores do que as outras, destacadas, pareciam muito mais próximas e permaneciam no mesmo campo visual, independente da posição do carro na estrada, das curvas que surgiam e que nessa altura o pensamento foi justamente que as duas se reencontraram, depois que ambas partiram, e que viraram estrelas. Essas estrelas juntas ainda foram avistadas por mais alguns dias, quando estava noutra estrada, depois nunca mais tornaram a surgir.
Foi uma experiência incrível, não sei se real ou imaginária, que devolveu a sensação de paz e serenidade interior, depois de tanto tormento, desassossego espiritual e tantas lágrimas e sofrimento.