Sua visita me deixou muito feliz...

Sua visita me deixou  muito feliz...

sábado, 2 de janeiro de 2016

Natal Mágico 2015...Pescaria e Correio de Natal


O Natal de 2015, apesar de muito trabalhoso, exigir um grande esforço, dedicação, empenho em adquirir capacidades para executar a criatividade e preparado com alguns meses de antecedência, deu muito prazer realizá-lo, a magia residiu na harmonia, na paz e serenidade que acompanhou o convívio da família, e nas brincadeiras:
1- "Pescaria do Natal"/amigo oculto: Cada elemento "pescou" o nome para quem entregaria a "bota do Papai Noel"--o "peixe" com um imã na boca, no verso tinha o nome do amigo oculto, colocado no "Lago" com flocos de isopor, para pescar, a "vara de pesca" cujo anzol era um clip de metal na ponta de um canudo/palhinha gigante, preenchida por espeto de churrasquinho para dar firmeza.
2- "bota do Papai Noel" feita em feltro contendo um livro personalizado místico (conteúdo: origem do nome de cada pessoa, planetas no dia do seu nascimento, seu signo zodiáco e curiosidades , Asteca, dos Maias, horóscopo Chinês, numerologia, lua do nascimento-Xamã, entre outros) foto na capa + um DVD contendo o livro caso a pessoa queira acrescentar mais alguma coisa, Exercícios de Tai-Chi e meditação + 1 "botinha de Papai Noel" em papel presa à bota com um bilhete -- um duplo "amigo oculto" (primeiro a pessoa "pescou" o nome, depois pegou numa "bota" e entregou a pessoa que "pescou", segundo, a pessoa que recebeu, ao desembrulhar o presente que estava dentro da bota, notou que não lhe pertencia, portanto teve que entregar ao "dono". Foi divertido pela confusão instalada.
3- "Correio de Natal"- Uma "caixa de correio" para que as pessoas pegassem na "botinha do Papai Noel" fizesse um pedido ao Papai Noel para 2016 e colocassem dentro da caixa do correio --para que os adultos voltassem ao tempo de criança, para criar o clima de magia para o Léozinho, o caçulinha da família com 2 anos. Mas não houve adesão, somente 2 entraram no "espírito".
4- Presentes dentro da lareira  da chaminé deixado pelo Papai Noel para o caçulinha e dentro de um saco grande saindo da lareira, o caçulinha pegou os que estavam dentro do saco que eram para ele, mas ao invés de abrir entregou para a tia avó e para a avó,espontaneamente, dando exemplo do verdadeiro espírito do Natal, partilha, repartir com quem não tem.
Valeu todo o trabalho, o esforço, o cansaço, os dedos picados,Graças a Deus foi um Natal abençoado: Família reunida em harmonia, paz, serenidade, com uma mesa farta, presentes para todos, num clima de magia. 

2 comentários:

Pedro disse...

Olá Céu!

As palavras que agora escrevo podiam ser escritas em qualquer altura do ano; em qualquer dia dos 365 dias de qualquer ano! Porquê? Porque Natal é sempre o Homem desejar!

O Natal é a quadra festiva da Família e dos Amigos. Significa união, partilha, Amor! E ao ler o seu texto, fiquei contente por saber que a Céu, bem como a sua Família, partilham e vivem o espírito de Natal! Mais importante que os símbolos que edificamos nos nossos lares (isto é, montar a árvore de Natal, “construir” o presépio, a troca de prendas), mais importante do que isso, será a comunhão, a partilha dessa alegria no seio da família; sentir toda essa a harmonia nos nossos corações! Isso sim, é viver o Natal no coração de cada Homem, de cada ser humano (neste caso, para quem seja Cristão)!

Namasté! Beijinho! :)

Céu disse...

Obrigada pelo seu comentário, Pedro!
Realmente Natal é partilha, amor, harmonia,alegria, união, ou deveria ser, mas nem sempre é assim, por vezes se torna triste pela ausência da "Estrela da nossa vida" para alguns, ou porque não há nem o mínimo necessário para sobreviver(uma família, um teto, um agasalho ou um pedaço de pão) para outros, ou outras inumeráveis situações ou circunstâncias que retiram a paz, a serenidade ao espírito e afasta a magia do Natal.
Namastê