Sua visita me deixou muito feliz...

Sua visita me deixou  muito feliz...

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Para olimpíadas 2016...Parabéns Brasil!


 As para olimpíadas  2016 no Rio de Janeiro reforçaram mais uma vez a grandeza do Brasil, esse "Gigante pela própria Natureza" não só em termos territoriais, recursos naturais, belíssimas paisagens como em termos de organização, garra, criatividade, energia positiva, alto astral, poder de superação nas adversidades. A cerimônia de abertura e a cerimônia de encerramento foi emocionante, Show de beleza,  cor, música, emoção, organização, união, harmonia. o coração pulsando no final da cerimônia de abertura demonstrou bem isso.






Os Parabéns vão para o Brasil, mas também para os atletas para olímpicos, medalhados ou não, todos são campeões na vida, são exemplos de superação,  que nos mostram que os obstáculos são para serem ultrapassados ou superados e que devemos encará-los como um desafio às nossas capacidades e não como desculpa para nos acomodarmos ou ficarmos "lambendo feridas" num canto. Em meio a tanta emoção e alegria pelas medalhas alcançadas (72 medalhas que colocaram o Brasil na 8ª posição em relação ao número de medalhas obtidas) há um incidente a lamentar, a morte do atleta iraniano Bahman Golbarnezha, de 48 anos,  depois de um grave acidente durante a prova do ciclismo de estrada na Paralimpíada Rio 2016, que Deus o tenha na Luz eterna. O minuto de silêncio que se fez, mostrou que o respeito pela vida que deixou de existir é capaz de unir todos, naquele momento todos os corações se uniram.


O encerramento da Pira olímpica acompanhada pelo canto da paz e da transformação poderia simbolizar  que a chama da Pira se apagou para que em todos os corações se transformem e mantenham acesa a chama do amor para que a paz  reine nos "4 cantos" da Terra.

domingo, 4 de setembro de 2016

Noite Branca...Canonização ...Despedida do Reitor... Pode traduzir uma Onda de Paz Emergente

"A Noite Branca é uma noite celestial, onde cada pessoa, de branco, assemelhando-se a uma estrela, representa uma coordenada que se move constantemente pelo Espaço. O Espaço (cidade) transforma-se, portanto, numa constelação radiante em constante mutação, devido ao movimento dos seus astros (pessoas), que se interligam.Pretende-se que a instalação proposta sirva de dispositivo “astral”, sendo o instrumento de conexão entre as redes celestiais (as pessoas) e o Espaço (cidade).A instalação proposta serve de mecanismo de contacto entre as pessoas e a cidade. .Mahjong é o jogo dos cidadãos que procura aproximar a cidade das pessoas e as pessoas de si mesmas.Uma instalação feita com caixas de fruta em plástico que se assemelha a um labirinto oriental. “Isto é um recreio para a cidade”, explica o seu autor, Tomé Capa. O jovem arquitecto fala da sua peça, Mahjong, criada no âmbito da Noite Branca de Braga, as caixas de fruta, brancas, são “autênticos legos” com que Capa pôde experimentar a construção desta instalação, que tem tanto de lugar de brincadeira como de encontro. O autor explica que quis construir um sítio onde fosse possível “ligar o espaço e as pessoas”, inspirando-se na utilização como oráculo que é feita das peças do jogo de mesa chinês que dá nome à sua criação"
O momento em que o evento ocorreu 2,3 e 4 de Setembro de 2016 coincide  com 2 outros momentos, a celebração da última Missa dominical/despedida do Reitor da Basílica dos Congregados na Cidade de Braga, Padre José Granja, que após 40 anos de vida sacerdotal, ingressará na vida Monástica, num Mosteiro Beneditino e a Canonização da Madre Tereza de Calcutá pelo Papa Francisco em Roma, ambos no dia 4 de Setembro.
Os três eventos interligam-se indiretamente pelo simbolismo que podem representar: Noite Branca=Paz;  Madre Teresa de Calcutá = Nobel da Paz, no dia 17 de outubro de 1979. Reitor José Granja, Monastério = Paz, embora os três eventos sejam divergentes sejam ao mesmo tempo convergentes: A contar pelas garrafas de bebidas alcoólicas espalhadas no dia seguinte á "noite branca" e conhecendo os efeitos maléficos do álcool e ao mesmo tempo reveladores do caráter de um Homem ("se quiser conhecer o caráter de um homem é embebedá-lo") dificilmente a paz reinaria, entretanto representam o mundo, mundo esse para o qual a Madre, agora Santa, canonizada pelo Papa devoto de São Francisco de Assis (exemplo de fraternidade e promotor da paz) Teresa de Calcutá, dedicou a sua existência, e do qual o Reitor José Granja ficará afastado quando for Monge Beneditino, mas como o próprio mencionou "mais próximo do mundo pelo coração através da oração.
Que esses três eventos distintos entre si, convergentes em seu simbolismo, possam originar uma onda branca  gigantesca que inunde o coração dos Homens para que a Paz na Terra seja uma realidade e não apenas um sonho ou um desejo e que todos possam entoar o canto" Paz, paz de Cristo! Paz, paz que vem do amor te desejo irmão! Paz que é felicidade de ver em você Cristo nosso irmão!
Se algum dia na vida, você de mim precisar, saiba que sou seu amigo, pode comigo contar.
O mundo dá muita voltas agente vai se encontrar, quero na volta da vida a sua mão apertar" Glorificando a Deus pela Sua magnífica "obra de arte inacabada" que é o Homem.