Sua visita me deixou muito feliz...

Sua visita me deixou  muito feliz...

terça-feira, 27 de novembro de 2007

Conhecer-se uma missão quase impossível


Será que alguém consegue se conhecer realmente? ou será que isso é impossível? como saber se aquilo que pensamos que conhecemos de nós mesmos, não serão as nossas projecções, as nossas ilusões, o nosso desejo ou como gostaríamos de ser?
Se nós não conseguimos nos conhecer, então como é que os outros podem achar que nos conhecem? ou nós acharmos que conhecemos os outros?
Quanto mais tento me conhecer, mais sinto que me distancio de mim mesma. é como se existissem 3 pessoas: Uma que é aquela que os outros pensam que conhecem, outra é aquela que pensamos que somos e a terceira é aquela que realmente somos. Se existirem essas três pessoas ou até mais, porque cada uma dessas pessoas podem conter outras pessoas: aquela que idealizamos, aquela que gostaríamos de ser ou que gostaria que fosse. Devido a essa complexidade de pessoas é que torna-se difícil chegamos a nos conhecer ou conhecer os outros como na realidade somos ou são.
Mas será que é realmente importante nos conhecermos? Em que isso nos tornará mais feliz? Será que não é preferível ficarmos com aquela pessoa que pensamos ser? que fomos construindo de acordo com nossas vivências, nossa interação com o meio que nos rodeia, nossos sonhos e ilusões, adquirindo assim mecanismos de defesa que nos proteja e impeça de nos tornarmos vulneráveis e frágeis, porque não seremos subjugados aos outros, não tentaremos corresponder às expectativas deles e sim às nossas próprias expectativas, nem tão pouco ficaremos escravizados de nós mesmos pela corrente da decepção, da frustração de queremos ser e talvez, não o sejamos. Assim não faremos comparações com os outros, seremos simplesmente nós mesmos, com qualidades, defeitos, sonhos e ideais, decepções, ilusões, realizações, frustrações, medos, sucessos e fracassos.
Conhecer-se é uma missão quase impossível, quase, porque acredito que tudo é possível nesta vida! porém é preciso muito esforço, perseverança e dedicação para tornar possível o impossível
O que pensa a respeito?

Nenhum comentário: