Sua visita me deixou muito feliz...

Sua visita me deixou  muito feliz...

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

Emoção...instabilidade temporal!

Emoção, emoção...mas o que é a emoção?
Uma instabilidade temporal do ser humano de acordo com a sua interação com o meio exterior e a sua reação interior a essa interação.
Porém, há que certificar se esta resposta ou tentativa de resposta pode ser uma hipótese viável ou não.
Etimologicamente, a palavra emoção provém do Latim emotionem, "movimento, comoção, acto de mover". É derivado tardio duma forma composta de duas palavras latinas: ex, "fora, para fora", e motio, "movimento, ação", "comoção" e "gesto". Esta formação latina será tomada como empréstimo por todas as línguas modernas européias. A primeira documentação do francês émotion é de 1538. A do inglês emotion é de 1579. O italiano emozione, o português emoção datam do começo do século XVII. Nas duas primeiras línguas, a acepção mais antiga é a de "agitação popular, desordem". Posteriormente, é documentada no sentido de "agitação da mente ou do espírito". http://pt.wikipedia.org/wiki
Como não haveria deixar de ser, visto que somos seres racionais, há que olhar para emoção com olhos da razão, buscando conhecimento fora de nós mesmos, daquilo que a nossa razão nos mostra, para não ficarmos girando em torno de um círculo vicioso, emoção levando a reflexão e esta gerando emoção, assim agindo, "navegando" por este vasto oceano de informações , a Internet, podemos encontrar alguns pontos interessantes, embora um pouco extenso, focados por aqueles que têm-se debruçado, de forma racional e objectiva, sobre a emoção:

"Emoção é um impulso neural que move um organismo para a ação. A emoção se diferencia do sentimento, é um estado neuropsicofisiológico. O sentimento, por outro lado, é a emoção filtrada através dos centros cognitivos do cérebro, especificamente o lobo frontal, produzindo uma mudança fisiológica em acréscimo à mudança psico-fisiológica. Daniel Goleman, em seu livro Inteligência Emocional, discute esta diferenciação por extenso:
- Emoção : É um estado temporário, marcado por modificações fisiológicas. Trata-se de uma reacção primitiva do organismo.
-Sentimento : É um estado mais durável que a emoção. As modificações fisiológicas são menos acentuadas e apresentam mais matize, mas as repercussões mentais são muito mais importantes. O sentimento apresenta-se como algo possuído uma significação muito forte para quem o experimenta, mas também como uma necessidade.
A palavra tem relação com o verbo latino emovere: deslocar-se, sair de. Uma pessoa emocionada, por exemplo, colérica ou em pânico é alguém que perdeu o domínio da situação, mas também de si próprio ("Está fora de si").
O psicólogos behavioristas distinguiram três fases no comportamento emocional:
- Reacção Imediata: A situação ou o estímulo desencadeia de imediato no individuo uma resposta global, de curta duração e acompanhada modificações orgânicas. Formas características destas reacções imediatas: surpresa, alegria, medo, cólera, vergonha, síncope, etc.
- Reacção Secundária: Nesta fase, o indivíduo prepara-se já para a adaptação às circunstâncias. Às reacções emotivas agradáveis, sucedem-se sentimentos de repouso, tranquilidade e satisfação; Às reacções desagradáveis, sucedem-se sentimentos de abatimento e depois de recuperação.
- Consequências permanentes: O organismo, nesta fase, perpetua apenas as emoções agradáveis sob a forma de sentimentos ou paixões anulando ou suprimindo as emoções desagradáveis.
Nesta perspectiva, a emoção aparece definida como uma resposta imediata a um estímulo inicial, do qual se acabam por originar posteriormente condutas estáveis, hábitos emocionais como sentimentos ou paixões.

As emoções produzem sempre modificações físicas como paragens ou aceleração da respiração, dos batimentos do coração, etc.
Nestas manifestações, em que indivíduo chora ou ri, por exemplo, liberta a tensão em que está a viver.

Ao longo da vida qualquer indivíduo aprende a lidar com uma enorme diversidade de situações emocionais, criando um conjunto de hábitos emocionais para as situações que se adapta melhor ou pior .Muitas reacções emotivas dependem da aprendizagem, da educação, do ambiente sócio-cultural e da idade de quem as experimenta.
A timidez desenvolve-se, por vezes, como resultado de uma conduta inadaptada que procura evitar os efeitos da ansiedade face a situações que o sujeito não sabe como reagir"
http://blog.kutova.com/2006/11/15/o-que-e-emocao/
"A emoção é uma reação neural provocada por estímulos psico-fisiológicos. A unidade responsável é chamada de sistema límbico que é constituída por neurônios e pelo lobo límbico. A emoção acontece quando o córtex cerebral recebe informações fisiológicas, ao término desses recebimentos, o organismo continua reagindo emocionalmente durante algum período fazendo com que se acredite no envolvimento de outros fatores relacionados à emoção. Há dois tipos de emoção: • Emoção-choque: caracterizada por um curto período, relacionada a um imprevisto. • Emoção-sentimento: caracterizada por períodos duradouros e intensos designados apenas por sentimentos. ". http://www.brasilescola.com/psicologia/emocao.htm

Depois de tanta objectividade, a sensação é que emoção fica reduzida a um processo neurofisiológico estudado e comprovado cientificamente, porém é conveniente ter sempre presente que a emoção é subjetiva e que cada ser humano apesar de ser constituído pela mesma matéria orgânica e das mesmas reações orgânicas, é único e como tal, o que é verdade científica para uns, não o será para outros, além do que, as emoções muitas vezes transcendem à própria razão, como alguém já disse um dia: "A emoção tem razões que a própria razão desconhece". Prova disso é o vulcão de emoções que o amor provoca, causando uma explosão de sensações permanentes, mesmo que não esteja presente fisicamente no momento, como reflexo das emoções, outrora ,vividas a dois.
Portanto, há somente que senti-la, não importando se é negativa ou positiva, se causa lágrimas ou sorrisos, o importante é encará-la como a música do Roberto Carlos: "...são momentos que eu não esqueci...Amigos eu ganhei, saudades eu senti partindo, ...não importa se chorei ou se sorri, O importante é que emoções eu vivi......"


Nenhum comentário: