Sua visita me deixou muito feliz...

Sua visita me deixou  muito feliz...

terça-feira, 14 de julho de 2009

3ª Inteligência ...um coeficiente não mensurável.

O coeficiente espiritual apresenta algumas dificuldades e até barreiras para ser mensurável. As pesquisas efetuadas apontam para um teste (http://www.ufrgs.br/Psiq/whoqol-100.html ) que não é específico para aferição do coeficiente espiritual, mas que algumas perguntas são direcionadas com essa finalidade.
Isto a propósito da 2ª pergunta deixada no comentário:" Da mesma forma que existem o QI e o QE e os seus respectivos testes de medição, também se pode encontrar testes para medir QS? (Por acaso já fui visitar uma página Web que permitia um desses testes, mas gostava de ver mais); será que existe?"

A dificuldade maior em mensurar o coeficiente espiritual reside no fato de que a vivência espiritual é única. Cada ser humano é único, suas impressões digitais, seu código genético assim o revela.

É louvável e de grande mérito quem pesquisou, estudou e conseguiu encontrar e revelar a existência a 3ª inteligência, este sim é dotado com os 3 coeficientes (intelectual, emocional e espiritual) superiores à média, arriscaria a dizer que alcançou ou estará próximo de alcançar um alto grau de desenvolvimento. Ao longo da História podemos encontrar isoladamente os dotados de coeficiente intelectual acima da média, "os gênios" ou os "crânios" (Einstein, Isaac Newton, Pasteur, Egas Muniz, Santos Dumont) que deixaram suas marcas ao longo dos tempos, aqueles que criaram, inventaram toda a parafernália tecnológica que conhecemos que muitas vezes nos deixam perplexos com a suas potencialidades, impulsionando todo o desenvolvimento tecnológico existente. Também podemos encontrar os "super dotados" em termos de coeficiente emocional, os artistas (nas diversas modalidades da arte: cinema (Harison Ford), teatro (Paulo Autran), música (Elvis Presley), dança (Freddy Asteir), pintura (Picasso), escultura (Miguel Ângelo), os vendedores que se destacam (aqueles que conseguiriam vender frigorífico a um esquimó). Ainda podemos encontrar os "super dotados" em termos de coeficiente espiritual, os Avatares, os líderes espirituais ( Buda, Gandhi, Dalai Lama, Papa João Paulo II).

É quase impossível encontrarmos o Homem Total, aquele "super dotado" nos 3 coeficientes de inteligência em simultâneo, a não ser o Mestre dos mestres, Jesus Cristo.

Talvez no futuro, embora não muito próximo, o Homem atinja um grau elevado de evolução dos 3 coeficientes de inteligência, em simultâneo onde o desenvolvimento do ser (espiritual) caminhe lado a lado com o desenvolvimento tecnológico (intelectual) envolvidos e de mãos dadas com desenvolvimento do filtro das emoções sentidas e expressas (emocional), aí neste caso talvez o coeficiente espiritual possa ser mensurável de forma objectiva, ou então até nem faça sentido haver aferição de nenhum dos coeficientes porque os 3 serão Uno, com valores indistintos.

4 comentários:

Pedro disse...

Olá Céu!

Li o este seu blog e concordo consigo. Penso que utilizar testes de medição de QS é uma forma de “burlar” a vaidade e alter ego de um qualquer ser humano. Penso que, nos dias de hoje, deve ainda ser precoce definir testes que meçam o QS com algum bom senso, sem tentarmos ludibriar e/ou depreciar o ser humano. Primeiro, devemos tentar percebermo-nos a nós próprios (análise introspectiva que poucos se assumem e/ou se propõem a fazer). Além disso, o cérebro humano, segundo Albert Einstein, só é usado em cerca de 12 por cento da sua funcionalidade), pelo que ainda há muito a sondar e a pesquisar.
Tal como a Céu disse, e bem, «Cada ser humano é único, as suas impressões digitais são únicas, seu código genético assim o revela», dando exemplos de personalidades da história contemporânea como Albert Einstein, Isaac Newton, Pasteur, Egas Moniz, Santos Dumont, entre outros não menos ilustres. No tempo destes grandes senhores, não havia QI, QE e QS (ou se haviam, não eram conhecidos ou divulgados), então como é que eles se tornaram famosos e importantes? Eis um teste QS que eles fizeram ao longo da vida. Um homem, tal como uma mulher, não se mede aos palmos. A “ medição” da sua personalidade/existência é caracterizada pela amplitude dos seus pensamentos, ideias, horizontes abertos e as suas acções, motivações.

Beijinhos.
Pedro

Céu disse...

Obrigada Pedro por seu comentário!
Desculpe não comentar antes, mas penso que havíamos trocado idéia a cerca por correio eletrônico ou através do messenger.
Concordo quando diz que "devemos tentar apercebermo-nos a nós", poré a dificuldade reside no fato de ser a nossa mente tentando estudar-se a si própria isso acaba gerando um círculo reverberativo, como a imagem do cachorro correndo atrás da sua cauda, que fica girando em torno de si mesmo.
Concordo que a medição da personalidade traduz-se pelos pensamentos e idéias(quando expostos)e por suas ações, estas são as que podem ser mensuráveis ou classificáveis.
Um abraço

Teste disse...

Espero nao ser ofensivo mas acho q Jesus Cristo tava mais para um Raul Seixas do que pra um Gênio em todas as areas até por que ele influenciou um dos livros mais ambiguos que trouxe exatamente o contrario de tudo que ele pregava.

Jesus era só + um maluco beleza!

Céu disse...

Obrigada pelo seu comentário "Teste"! Todos os gênios seja em que área for, sempre foram considerados por muitos "malucos", alguns deles podem ter sido até internados como tal ou receberam tentativas de aniquilamento pela sociedade da época, temerosa do conhecimento que eles detiam, mas desconhecido para ela.
A que livro você se refere? Com toda a certeza, Não pode estar se referindo, a Bíblia.
Penso que deveria refletir mais sobre as razões que o fazem pensar que "Jesus era só + um maluco beleza!"
Um abraço