Sua visita me deixou muito feliz...

Sua visita me deixou  muito feliz...

segunda-feira, 6 de julho de 2009

Manipulação genética...é o Homem tentando ser Deus

O conhecimento científico auxiliado pelo desenvolvimento tecnológico está de tal forma avançado que o Homem vem desenvolvendo projetos de investigação na área da Genética, surgiu a Engenharia Genética, um dos seus príncipios baseia-se no pressuposto que todos os seres vivos utilizam os ácidos nucleicos para guardar e transmitir a informação genética. Justamente, através da recombinação do ADN, atua-se sobre o material genético, manipulando-o de forma a obter-se vantagens sobre os modelos iniciais.
Cerca de 2 décadas para cá os engenheiros genéticos criaram em laboratório enzimas e proteínas idênticas às do Homem e modificaram geneticamente microrganismos, plantas e animais, originando formas que nunca haviam sido vistas sobre a face da Terra.

A partir da recombinação genética , várias aplicações foram postas em prática na indústria:

1- Industria Farmacêutica:
*Vacinas
*Reagentes de diagnóstico
*Agentes anti-tumorais
*Novas drogas

2-Agro-pecuária
*Animais e plantas resistentes a doenças
*Aumento do valor nutricional de animais e plantas
*Plantas resistentes a pragas
*Produção de espécies raras

3-Industria Alimentar:
*Novos ingredientes
*Novos processos de manufactura.
*Novas enzimas

Em consequência da manipulação genética surge a Biotecnologia, este ramo da ciência compartilha, limites ténues com a Engenharia Genética e a Tecnologia ADN recombinante, que é o uso, alteração celular ou modificação das moléculas biológicas, para um fim especifico, por exemplo a síntese de proteínas aplicadas como drogas/fármacos:


*Activador plasminogeneo tecidular =>Dissolve coágulos sanguíneos em caso de ataque cardíaco ou obstrução arterial ;
*Eritropoetina =>Estimula a produção de glóbulos vermelhos, no tratamento da anemia

*Factor de crescimento da epiderme =>Acelera o processo de cura de feridas e queimaduras usado também no tratamento de ulceras gástricas

*Factor natriuretico atrial =>Vasodilatador e diurético

*Factor VIII =>Promove a coagulação sanguínea no tratamento da Hemofilia

*Hormonio do crescimento humano =>Promove o crescimento ósseo e muscular no nanismo pituitário

* Hormonio de fertilização (Estimulação folicular, Luteinina, goanadotrofina corionica) =>Tratamento de infertilidade

*Inibidor da renina =>Baixa a pressão sanguínea

*Insulina =>Permite a absorção da glucose no tramento de diabetes

*Interferon =>Destrói alguns tipos de células tumorais e vírus

*Proteina surfactante do pulmão =>Ajuda os alveolos do pulmão a expandir nas crianças com o sindrome de stress respiratório *Somatostatina =>Dimimui o crescimento dos musculos e ossos no gigantismo pituitário *Superóxido dismutase =>Previne sequelas no músculo cardíaco após ataque cardíaco

Além disso a biotecnologia está sendo utilizada:


1- Animais:
Sabe-se que os animais de espécies diferentes não se podem cruzar, mas existem excepções. A fecundação artificial rodeou este obstáculo, construindo puzzles zoológicos que agrupam num só corpo os traços de espécies diferentes. A técnica embryo transfer permitiu, por exemplo, a junção dos óvulos fecundados de uma cabra e uma ovelha, combinando-os entre si. O embrião daí resultante foi transferido para o útero de uma ovelha que levou a gravidez até ao fim, tendo um filho quimera (ovabra ou cabrelha)Esta técnica permitiu também a exploração comercial de óvulos e esperma de animais de raça; os óvulos depois de fecundados in vitro são congelados e vendidos para todo o mundo onde são implantados em vacas comuns que farão progredir a gravidez. O público indirectamente e os produtores pressionam os biólogos; querem novos modelos de animais, mais férteis, maiores, com carnes mais refinadas. Querem incrementar a produção de raças exóticas como o novilho charolês ou a ovelha angora. E assim nascem as galinhas resistentes a doenças, os super porcos ou os coelhos com genéticas especiais. Nem sempre as experiências são bem sucedidas ou bem fundamentadas e as imagens de animais transgénicos monstruosos, tornam-se do conhecimento público, alarmando-o. Existem outras potencialidades: animais em vias de extinção, como o tigre da Sibéria ou o panda, podem perpetuar-se no útero emprestado de outra espécie, que não rejeite o embrião.Os animais transgénicos também são úteis para que se compreenda como é que os genes funcionam no organismo, sendo estas informações fundamentais para a compreensão da dinâmica de certas doenças como o cancro ou a SIDA.


2-Plantas
A introdução nas plantas um gene conferindo resistência a determinado herbicida, permite que, quando se espalha o herbicida, se extermine apenas a vegetação nociva e não a portadora do gene resistente. Podem criar-se plantas mais resistentes a certos tipos de insectos, introduzindo-lhes o gene de uma bactéria que produz uma proteína (protoxina) que em condições normais é inócua, mas uma vez digerida pelo insecto transforma-se num veneno mortal.A fixação do azoto necessária para o crescimento das plantas é aumentada por certas bactérias (Rhizobium) presentes nas raízes de leguminosas, capazes de fixar o azoto do ar. Espera-se que se incorpore, no genoma das plantas que têm necessidade de adubos azotados para o seu crescimento, os genes que lhes permitam fixar o azoto. Se estas experiências tiverem sucesso, a adição de adubos tornar-se-á desnecessário sendo este um grande contributo para a ecologia e para os problemas da fome (os custos da agricultura decrescerão significativamente, e a produção aumentará).O melhoramento genético das plantas permite-lhes adicionar características nutricionais, que de outra forma não seriam produzidas pela natureza.

3-
Ambiente
Por vezes pretende-se fazer crer que a biotecnologia pode libertar para atmosfera microorganismos capazes de alterar o equilíbrio biológico. No entanto, esta pode ser usada para despoluir o ambiente: produzindo-se bactérias cujos enzimas são capazes de degradar produtos poluentes, como o tolueno e o tricloroetileno.

Os benefícios da manipulação genética, sem dúvida algumas, são muitos, porém os riscos que essa manipulação acarreta são grandes e perigosos para o próprio Homem, podendo trazer, por vezes, consequências graves não só para Humanidade, como para o Universo.

O surgimento de estirpes de vírus de uma determinada espécie com velocidade de replicação cada vez mais aumentada ou o surgimento de estirpes resistentes aos antivíricos ou ainda o surgimento de novas doenças ou viroses, não estará relacionado com essa manipulação genética?

Será que o Homem ao fabricar vacinas contra determinados vírus não estará desenvolvendo novas doenças? Os vírus tem o poder de sofrer mutações com velocidade maior ou menor de acordo com as condições do meio, será que com a manipulação genética não se está acelerando essa velocidade de mutação?

Essas perguntas não são de forma nenhuma uma apologia contra a ciência ou contra os produtos produzidos pelos cientistas que em princípio são para ajudar e beficiar ao Homem, é apenas uma reflexão originada na certeza de que o Homem tem sede de poder ilimitado, de conhecimento que lhe dê projeção e destaque perante a Humanidade e permita ser superior a Deus, mas não parece ter sede de sabedoria, que é o fiel da balança Homem/mundo de um lado e Deus/Universo do outro.

A preocupação e o receio maior é que o Homem, através da manipulação genética, não esteja tentando se tornar o próprio Deus encarnado ou personificado nele.

Nenhum comentário: