Sua visita me deixou muito feliz...

Sua visita me deixou  muito feliz...

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Apagão...pausa para reflexão!

O apagão que houve no Rio de Janeiro e São Paulo, bem como as catástrofes naturais causadas pelos terremotos, maremotos, tufões, tornados, ciclones revelam toda e vulnerabilidade do Homem que se julga um ser superior, mas que não passa de uma criatura frágil, "como o cristal que se quebra quando cai".


Uma vez, em Niterói, Rio de Janeiro faltou, por breves momentos, a luz na rua, no lugar aonde tinha várias pontos de ônibus, por isso mesmo cheio de pessoas, ao passar, ouviam-se as vozes, mas não se viam as pessoas, isso gera uma sensação desconfortante de insegurança, de medo, até mesmo de pavor. É a mesma sensação quando se brinca de cabra-cega.


O apagão também mostrou toda a dependência do Homem em relação à tecnologia . Quando há falta de energia elétrica existem geradores ou baterias, em muitos locais, mas estes são limitados; Existem as velas, as lanternas, mas só para clarear a escuridão, nada mais, porque a vida doméstica gira em torno de eletrodomésticos (fogão, forno, máquina de lavar louça, máquina de lavar roupa, máquina de secar roupa, torradeira, frigorífico, arca, aspirador de pó, ferro de passar roupa, televisão, vídeo cassete), assim como a vida fora (e dentro) de casa basicamente gira em torno dos computadores.


O Homem está cada vez mais dependente do computador, o que o torna vulnerável, indefeso, perante os ataques dos hackers, que conseguem burlar a segurança e invadir todos os sistemas informáticos podendo causar desde a alteração de um programa, até a destruição do próprio sistema, sem contar que as máquinas são criadas pelo Homem e este, apesar da sua condição de ser divino, criado à semelhança de Deus, conforme a crença na Doutrina Católica, é passível de erro, aliás "errar é humano", consequentemente pode errar na programação e gerar danos sérios a um sistema, sem que esse tenha sido alterado de propósito por um hacker, exatamente como na matemática, se estamos resolvendo uma equação e nos esquecemos de alterar o sinal de "-", não conseguiremos achar a solução ou então chegaremos a um resultado errado. Assim como os programas são criados em função de outros: os antivírus foram criados em função da criação de vírus, mas será que os vírus não foram criados justamente para vender antivírus? A propósito de antivírus, ao instalar o antivírus Panda 2009, este detectou um vírus imediatamente, mostrando eficiência... se não mostrasse também a ineficácia da versão anterior, porque o ficheiro em que foi detectado o vírus havia passado desapercebido pelo Panda 2008.

O apagão terá ocorrido por falha da tecnologia (uma sobrecarga por exemplo)? Por uma força da natureza (tempestade, ventos fortes, etc.)? Por falha humana (algum erro de cálculo ou negligência) ou uma ação intencional ( interesse econômico financeiro de alguém ou de um grupo, acão criminosa, ato de terrorismo ou de puro vandalismo)?

Tudo isso é preocupante, principalmente quando percebemos a nossa total dependência da tecnologia e da energia eletrica, esta ameaçada, pelo estrago que o próprio Homem vem fazendo ao Planeta, pela poluição atmosférica, causando alteração na camada de ozônio, em consequência, um aquecimento global, pondo em risco os mananciais de água, de onde a energia elétrica é retirada. Aquela ameaçada pelo Homem, inescrupuloso, que busca o poder e a riqueza ou o terrorismo, não olhando os meios de alcançar os seus objetivos, invadindo, alterando e controlando o sistema informático ou tecnológico, empreendendo ações de grande magnitude, que muitas vezes saem fora do controle, gerando um blackout ou o caos global na Humanidade.

Nenhum comentário: