Sua visita me deixou muito feliz...

Sua visita me deixou  muito feliz...

sexta-feira, 30 de abril de 2010

Mãe...o papel mais relevante da mulher na sociedade!

A natureza é vaidosa, caprichosa, generosa, amorosa, rica, produtora, bela, sedutora, encantadora, acolhedora, misteriosa, poderosa e por vezes até vingativa. Não fosse ela do gênero feminino. Olhando para as árvores, as plantas, as flores, a própria primavera, todas do gênero feminino, compreende-se porque a mulher, igualmente do género feminino, exerce um papel social relevante:
É o esteio da família, embora o homem represente a figura do “chefe de família” e como tal tenha a obrigação de sustentá-la e assuma o “cargo” de prover financeiramente, porém a gestão financeira fica a cargo da mulher, que é naturalmente uma economista doméstica, sem ter curso de gestão ou economia.
É a responsável pela perpetuação da espécie, (sem ela como o bebê viria ao mundo? Embora em parceria com o homem, se bem que numa espécie de abelhas, ocorre a partenogênese) e por ensinar e educar os filhos. A cerca disso, outrora recebi uma mensagem em PPT, que transcrevo:
"Uma vez uma criança estava pronta para nascer.
Um dia a criança perguntou a Deus, “Disseram-me que me vais enviar amanhã para a Terra ”
“mas como vou viver lá sendo tão pequena e indefesa?”
Deus respondeu,
“De entre muitos anjos,
Eu escolhi um para ti.
Ele estará à tua espera e cuidará de ti".

“Mas” disse a criança,
“aqui no Céu eu não faço mais que cantar e sorrir.”
É o que eu preciso para ser feliz!"
Deus disse,
“O teu anjo cantará para ti todos os dias.
E sentirás o amor do teu anjo e serás feliz".
“E, disse a criança,
”como serei capaz de compreender as pessoas quando falarem comigo, se eu não conheço a linguagem que o homem fala?"
”É fácil ", disse Deus “O teu anjo te ensinará as mais belas e doces palavras que jamais ouviste,
e com muita paciência e carinho, o teu anjo te ensinará a falar".
A criança olhou para o alto e para Deus dizendo,
”E que farei quando eu quiser falar contigo?"
Deus sorriu para a criança dizendo,
“O teu anjo juntará as tuas mãos e te ensinará a orar".
A criança disse, “Ouvi dizer que na Terra existem homens maus.
Quem me irá proteger?"
Deus envolve com suas mãos a criança, dizendo,
“O teu anjo te defenderá – mesmo que arrisque a sua vida!"
A criança entristeceu dizendo, “mas ficarei muito triste porque nunca mais te irei ver".
Deus abraça a criança
“O teu anjo falará sempre acerca de mim e irá ensinar-te o caminho de volta para mim, além de que eu estarei sempre junto de ti".
Neste momento houve muita paz no Céu, mas as palavras da terra podem agora ser ouvidas.
A criança ansiosa, pergunta suavemente
"Oh Deus, Se eu tenho agora de partir por favor diz-me o nome do meu anjo!"
Deus respondeu,
“O nome do teu anjo não tem importancia… Tu irás simplesmente chamar-lhe
“MÃE!"


Na pré-história as mulheres eram sagradas; Todos os deuses eram femininos. Os homens não sabiam como as mulheres engravidavam e, por isso, acreditavam que elas recebiam, diretamente das divindades, a mensagem de uma nova vida, através de seus corpos. Nessa época, os homens eram nômades, saiam para buscar alimento, e as mulheres em bandos, ficavam cuidando dos filhos, em seu "lar pré-histórico".

Algumas mulheres que se destacaram ao longo da História:

Maria de Nazaré, que lutou e também foi uma grande mãe, exemplo de vida e mulher;
Cleópatra foi a última Rainha da Dinastia ptolomaica que dominou o Egito após a Grécia ter invadido aquele país. Tinha uma grande preocupação com o luxo da corte e com a vaidade. Costumava enfeitar-se com jóias de ouro e pedras preciosas ( diamantes, esmeraldas, safiras e rubis; Elizabeth I foi rainha da Inglaterra e da Irlanda de 1558 até sua morte. Seu reino é conhecido por período Elizabetano ou ainda Era Dourada. Foi um período de ascensão, marcado pela expansão do Império Britânico e pela produção artística crescente; Leopoldina Josefa Carolina Francisca Fernanda Beatriz de Habsburgo-Lorena. A mulher que posteriormente se tornaria a primeira Imperatriz do Brasil foi a verdadeira responsável pela Independência de nosso país; Dorotea Erxleben, 1ª médica na Europa, que obteve o diploma em 1754 na Universidade de Halle, na Alemanha; Maria Augusta Generoso Estrela, a primeira mulher a obter o título, no Brasil, que através de uma bolsa de estudos concedida pelo Imperador D. Pedro II estudou em Nova Iorque , obtendo o diploma de médica em 1879; Sofonisba Anguissola (Cremona, para 1532- Palermo, 1625) foi uma pintora italiana, a primeira mulher pintora de sucesso do Renacimiento;

Laura Maria Caterina Bassi (1711-1778) foi a primeira física a ensinar numa universidade. Ensinou a física newtoniana com extraordinário sucesso, tendo introduzido as ideias de Newton em Itália;

Diana Frances Mountbatten-Windsor, Princesa de Gales; Dian Fossey ,uma das mais destacadas pesquisadoras, abandonou a civilização para se embrenhar nas florestas africanas e viver entre o Zaire e Uganda, nos Montes Virunga, estudando os gorilas. Durante anos enfrentou os perigos da floresta, doenças, feitiçarias, caçadores nativos, caçadores brancos, mas nada a fez desistir de dedicar sua vida aos gorilas; Irena Sendler (destaque no Holocausto); Eva Perón, como ficou conhecida em seus últimos anos; Evita, como o povo a batizou, foi uma figura que rompeu todos os precedentes históricos e definiu uma modalidade política nunca vista até então; Florence Nightingale, Ana Neri (Primeiras enfermeíras); Francisca Edwiges Neves Gonzaga maior vulto de compositora popular brasileira contribuiu, inestimavelmente, para a formação nacionalismo musical e, tantas vezes pioneira, teve a coragem de viver, com intensidade e desassombro, tudo o que lhe ditava o coração de mulher adiante do seu tempo. Joana d'Arc, por vezes chamada donzela de Orléans, foi uma heroína da Guerra dos Cem Anos foi uma mártir francesa canonizada em 1920, quase 5 séculos depois de ser queimada viva. Madre Teresa de Calcutá (Ganxhe Bojaxhiu) nasceu em 26 de agosto de 1910, na cidede Skopie, capital da Macedônia, naturalizou-se Indiana é considerada, por alguns, a missionária do século XX, fundou a congregação "Missionárias da Caridade"; Mata Hari (7 de agosto de 1876 - 15 de outubro de 1917) era o nome artístico de Margaretha Geertruida Zelle, uma dançarina exótica holandesa que foi acusada, condenada e executada por espionagem durante a Primeira Guerra Mundial; Simone de Beauvoir , filósofa existencialista francesa , e seu feminismo famoso e militante; Rainha Vitória - O reinado de Vitória foi o mais longo, até à data, da história do Reino Unido e ficou conhecido como a Era Vitoriana. Este período foi marcado pela Revolução Industrial e por grandes mudanças a nível económico, político, cultural e social; Marie Curie- Foi a primeira mulher a ganhar o Prémio Nobel, de Física. "Inventou” a radioatividade surgindo interesse pelos fenômenos radioativos; OLGA BENÁRIO PRESTES - Jovem militante, de origem judaica, entregue para ser morta pelo regime nazista em campo de concentração. Veio para o Brasil na década de 30, para apoiar o Partido Comunista do Brasil. Destacada como guarda-costa de Luís Carlos Prestes; Margareth Thatcher foi a primeira mulher a ocupar o cargo de primeiro-ministro da Grã-Bretanha. Após assumir o poder, optou por fazer uma política de convicção e não de consenso ;
Maria Stuart foi uma das mais famosas rainhas do século XVI, e que teve contra si o ódio e a maldade de soberanos Ímpios; Valentina Tereshkova: A primeira astronauta feminina do mundo, a russa, aos 70 anos, diz que ainda sonha em ir a Marte - mesmo que seja só de ida.

Angela Merkel: chanceler alemã; Sheila C. Bair: presidente da Comissão Federal de Seguros de Depósitos (FDIC) dos Estados Unidos; Condoleezza Rice: Secretária de Estado dos EUA; Cristina Kirchner:presidente da Argentina;

Christine Lagarde: Ministra de Economia, Finanças e Emprego da França;Yulia Tymoshenko: Primeira-ministra de Ucrânia; Sonia Gandhi: presidente do Partido do Congresso da Índia; Sri Mulyani Indrawati : Ministra de Economia e Finanças da Indonésia; Dr. Julie Gerberding: diretora de Centros de Controle e Prevenção de Doenças nos Estados Unidos; Michelle Bachelet: presidente do Chile; Ellen Alemany: diretora executiva do Royal Bank of Scotland Americas; Hillary Rodham Clinton: Senadora por Nova York; Anne Sweeney: presidente do Grupo de televisão Disney-ABC; Valentina Matviyenko: governadora de St. Petersburg, na Rússia; Nancy Tellem: presidente do CBS Paramount Television Entertainment Group; Aung San Suu Kyi: primeira-ministra do Myanmar e Nobel da Paz ; Gloria Arroyo: presidente das Filipinas; Susan Decker: presidente do Yahoo! Tzipora Livni: vice-primeira-ministra e ministra de asssuntos estrangeiros de Israel; Ursula Burns: presidente da Xerox; Helen Clark: primeira-ministra da Nova Zelândia; Ellen Johnson-Sirleaf: presidente da Libéria; Janice Fields: diretora operacional de vice-presidente do Mc Donald’s; Yang Mian: presidente da Haier (China);Tarja Halonen: presidente da Finlândia; Ruth Bader Ginsburg: presidente do Supremo Tribunal dos Estados Unidos; Mary McAleese: presidente da Irlanda; Drew Gilpin Faust: presidente da Harvard University; Margaret Chan: diretora-geral da World Health Organization (Suíça); Christina Gold: diretora-executiva da Western Union; Rainha Rania Al-Abdullah: Rainha da Jordânia; Virginia Rometty: vice-presidente da IBM Global Business Services; Catherine Cesarsky é a primeira mulher a dirigir a União Astronómica Internacional.

É uma lista enorme e está longe de representar o universo das Mulheres que se destacaram na sociedade, porém não podemos esquecer a maioria das mães (em especial a minha querida) do mundo todo, o papel mais relevante da mulher na sociedade, que com seu exemplo de trabalho, dedicação, honestidade, educam com dignidade e civilidade, mostrando para seus filhos e filhas o melhor caminho, os verdadeiros valores de ética e cidadania, e que é preciso antes de tudo trabalhar para ser feliz e construir uma vida melhor.

quarta-feira, 28 de abril de 2010

Sexo é o prazer do amor e não uma obrigação conjugal

Ouvi hoje alguém dizer: "eu não tenho vontade de fazer sexo, mas cedo por obrigação, coitado do homem"? é caso para dizer:"Coitado é filho de rato que nasce pelado no mato",como é possível dizer isso, pois sexo é a expressão máxima do amor, é o prazer que o corpo sente quando se une ao corpo do ser amado numa união perfeita, formando um só corpo.
Está certo que outrora os casamentos eram arranjos entre as famílias e até mesmo uma espécie de negócio ou apenas para procriação, daí as mulheres submeterem-se aos seus maridos por obrigação, mas os tempos mudaram, felizmente, supostamente, um homem e uma mulher decidem viver sob o mesmo teto, dormir e acordar juntos na cama, porque se amam, se completam e se complementam, seus corpos se desejam mutuamente e estão sempre disponíveis, principalmente quando estão reunidas as condições, para uma entrega total, uma perfeita união que culmina num estado sublime de êxtase. Só deixa de acontecer quando um dos dois não está se sentindo bem e não porque falta o desejo.
Por vezes ouve-se o homem dizer "hoje queria fazer amor, mas minha mulher estava com dor de cabeça e aí não rolou" ou a mulher "não tenho vontade de sexo e por isso invento que tenho dor de cabeça". É claro que não temos condições para fazermos sexo na mesma proporção que desejamos, por vezes estamos alterados fisicamente e mentalmente, às vezes temos problemas e preocupações que impedem ou limitam esse desejo, o próprio ritmo de vida é fator condicionante, porém, não consigo aceitar que uma mulher arranje uma desculpa para não ter relações com o homem, a não ser que não ame esse homem, mas nesse caso não deveria arranjar desculpas, devia dizer claramente que não está afim, ou então se não estiver se sentindo bem. Assim como acho abominável uma mulher fingir um prazer que não sente, isso não é uma "mentira piedosa"como muitas podem afirmar, isso é uma espécie de traição, não acredito que um homem seja tão machão a ponto de preferir que a mulher quando não sinta prazer, finja sentir, para não ter o seu orgulho masculino ferido.
Acredito, pelo menos neste exato momento, que a chama do desejo mantém-se, quiescente, pronta a inflamar todo o corpo, ao menor estímulo, enquanto existir amor, é claro que a medida que os anos vão avançando a tendência dessa chama é modificar-se, tornar-se menos intensa, mas não se extinguir.Fingir sentir prazer para alcançar algum interesse nada mais é do que a expressão de quem nunca amou , da perda da oportunidade de ser realmente amado , de viver momentos felizes e alcançar o estado de êxtase que só o amor é capaz de realizar e de inflamar o desejo.




domingo, 25 de abril de 2010

A Natureza é vaidosa!

A Natureza é vaidosa, suas árvores e plantas enchem-se de adornos, as flores, formando verdadeiras obras primas quando captamos o cenário através de uma máquina fotográfica, mostrando a beleza instantânea estática, de uma máquina de filmar, mostrando a beleza viva em movimento, ou através da pintura, mostrando a beleza de acordo com a observação e a percepção do artista.
As árvores e as plantas são vaidosas, umas mais do que outras, uma mesma espécie pode ficar carregada de flores, exuberantes e vistosas e outras podem ser discretas com poucas flores.
Nunca tinha observado o quanto a mulher se assemelha a uma árvore com flores, ambas usam adornos, no caso das árvores são as flores e no caso das mulheres as jóias e as bijuterias. Algumas mulheres usam excesso de adornos para chamar a atenção, outras usam poucos adornos, justamente para não chamar a atenção. As folhas das árvores assumem tonalidades diferentes consoante a espécie e dentro da mesma espécie. Assim a mulher usa cores diferentes no seu vestuário dependendo do momento interior, da moda e da ocasião. Assim como tinge seus cabelos, por vezes com cores esquisitas ora para impor uma moda, ora para seguir a moda, ora para ser diferente e marcar presença.
A única diferença em termos de adornos entre a mulher e a árvore é que nesta não importa a quantidade de “adornos” (flores) espalhará sempre uma beleza, exuberante ou não, porém sempre delicada, que se torna um colírio aos olhos de quem a vê, na mulher quanto mais adornos colocar, mais artificial, vulgar e grosseira será a sua beleza, e por vezes será irritante aos olhos de quem a vê e ofuscará ou colocará em segundo plano a sua própria beleza natural.

Natureza...um equilíbrio dinâmico!

Uma fonte ou chafariz com os jatos de água jorrando num ritmo constante, sintetiza o equilíbrio que existe na natureza, dinâmico, constante, mas sempre em movimento, algumas fonte luminosas jorram numa tal cadência que parece que a água dança como se seguisse o compasso das notas de uma música.
Atingir o equilíbrio não é ficar estático, isso levaria a estagnação e não é olhar para baixo, porque se não há perda do equilíbrio, por exemplo, o equilibrista andando sobre uma corda esticada numa certa altura precisa atingir o equilíbrio, mas não pode ficar parado e nem olhar para baixo ou para cima, deverá ter os olhos postos no horizonte, caso contrário, sofrerá uma queda.
Na vida devemos caminhar com os olhos postos no horizonte, representando os nossos ideais, metas, sonhos, princípios, só devemos olhar para baixo quando nos sentirmos insatisfeito por algo que queremos e não temos, para que nos lembremos que existem pessoas que gostariam de estar aonde estamos, porque se reclamamos por não termos uma roupa de marca ou de uma comida que não esteja ao nosso agrado, quantos existem que não tem uma roupa para vestir ou algo para comer. Só devemos olhar para cima em duas circunstâncias para nos comunicarmos com Deus, principalmente para agradecermos por termos muito mais do que alguns têm ou para ampliar nossos horizontes e não para invejarmos ou cobiçarmos o que outras pessoas possuem em termos materiais.

O bom Pastor!

No 4º Domingo da Páscoa, a Igreja Católica celebra o dia do Bom Pastor.
Todos que estão a frente de um grupo são pastores: Pais, médicos, professores, empresários, políticos, padres, treinadores esportivos, comandante das forças armadas, além do pastor de um rebanho de ovelhas. Jesus foi o bom pastor consagrado através dos tempos e serve com inspiração, modelo e esperança como no cântico dominical:
Refrão: Vós sois meus Pastor, oh senhor! Nada me faltará se me conduzires.
1. Em verdes pastagens, feliz eu descansei, em Vossas águas puras eu me desalterei!
2. No vale das sombras o mal é vão temer, se Vos tenho ao meu lado por que desfalecer?
3. Puseste minha mesa para o festim real, ungiste-me a cabeça com óleo divinal!
4. Transborda em minha taça um misterioso vinho: consolo e alimento ao longo do caminho!
5. A luz e a graça Vossa, sem fim me seguirão. E o céu em recompensa um dia me darão!
Cada líder deveria ter noções de como conduzir bem o seu “rebanho” grupo, formando uma equipe coesa que seguiria o lema dos “Três Mosqueteiros” : 1 por todos e todos por 1” Se todos “vestissem a camisola do grupo”, se fosse necessário o líder daria a vida pelas suas “ovelhas” e as “ovelhas” dariam a vida pelo “pastor”

Cada líder deveria ter noções de como conduzir bem o seu “rebanho” grupo, formando uma equipe coesa que seguiria o lema dos “Três Mosqueteiros” : 1 por todos e todos por 1” Se todos “vestissem a camisola do grupo”, se fosse necessário o líder daria a vida pelas suas “ovelhas” e as “ovelhas” dariam a vida pelo “pastor”. Não basta ser um bom líder para que a equipe seja coesa, basta haver uma “ovelha ranhosa” para desestabilizar o grupo, inclusive por em risco a reputação do líder, espalhando boatos falsos que difamam e caluniam o líder, quer por inveja, ciúmes, ou por não conseguir os seus intentos, ou terem seus pedidos recusados, quando estes saem fora dos princípios seguidos pelo líder e/ou pelo grupo.
Exemplo disso encontramos na Crucificação de Jesus Cristo o maior exemplo de líder, "Bom Pastor", quem O pregou na Cruz não foram os Sumos Sacerdotes? As "ovelhas ranhosas" do "rebanho "Dele? Ele que só espalhou amor, paz e concórdia, deu bons exemplos, curou os enfermos, deu de comer a quem tinha fome, deu de beber a quem tinha sede, operou curas milagrosas, libertou os oprimidos, mostrou o caminho da luz, da Fé, da paz e salvação, por fim, dedicou sua vida ao seu "rebanho", e algumas ovelhas o que fizeram? Pregaram-no na Cruz e trataram-no como se malfeitor fosse.

7 ... número místico-esotérico

O comentário do Igor no post "A vida continua para além da morte", gerou discordância quando ele afirmou:" O espírito não está no Universo...", embora mais adiante ele próprio deixa transparecer quando menciona a imortalidade do espírito e de estar no "além", pois tudo está no Universo, só que existem várias dimensões dentro do Universo: A dimensão física aquela que conhecemos muito limitada, a dimensão emocional a dimensão espiritual mais ampla, para fundamentar essa afirmação contrária a afirmação dele, entrei, pé ante pé, num "mundo novo", quase totalmente desconhecido para mim, mas sobejamente conhecido pelos orientais e por civilizações antigas, a medicina esotérica e com ela a anatomia oculta do homem.

Antes de embrenhar, "pé ante pé", nessa aventura e por ser perigosa (se não estivermos bem estruturados internamente), recordo as Confissões de Sto Agostinho(354-430):"Amo uma certa luz, uma certa voz, um certo odor, um certo alimento e uma certa carícia, quando amo o meu Deus. Uma luz, uma voz, um odor, um alimento e um abraço do homem interior que tenho em mim, onde brilha para a minha alma, o que o espaço não contém, onde ressoa o que o tempo não comporta... Eis o que amo quando amo o meu Deus".



Na pesquisa em vários sites e compilação (de vários textos de filosofias e doutrinas) realizada, o número 7 (número da perfeição) é o que se encontra com mais facilidade ("O 7 também chamado o "setenário" é o número sagrado em todas as teogonias, em todas as filosofias , em todas as religiões, desde a mais remota antiguidade. Em todos os sectores da actividade humana tudo é composto pelo numero 7 Citemos alguns deles: os 7 dias da semana, as 7 cores do espectro solar (Arco-íris), as 7 notas musicais, as 7 maravilhas do mundo antigo, os 7 planetas da Astrologia exotérica, os chamados 7 pecados capitais, os 7 dias da Criação, os 7 Sacramentos da Igreja Católica, As 7 Obras de Misericórdia) ....... etc. ... etc. A Bíblia cita o 7 em muitos dos seus versículos: "Os sete Espíritos aos pés do Senhor", "Os 7 anos que Jacó teve que servir a Labão quando pediu Raquel em casamento", etc.") começamos pelas 7 Leis sagradas:

1-Amor; 2-Respeito; 3- Coragem; 4- Hoestidade; 5- Sabedoria; 6- Humildade;7- Verdade.

7 Chakras (meridianos energéticos) do Homem:


1-Sagrado; 2-Raiz; 3- Plexo Solar; 4-Cardíaco; 5-Laríngeo; 6- Frontal; 7-Coronal



No Universo há 7 planos denominados:
1-físico;
2-emocional;
3-mental;
4-intuicional;
5-monádico;
6-anupádaka;
7-ádi.
O ser humano só se manifesta até a 5ª dimensão.

Outros descrevem que no Universo há 7 corpos (do corpo tridimensional de carne e osso ao Espírito da Vida, as sete estruturas, ou corpos, do homem, à semelhança do Universo inteiro):1. Físico;2. Etérico (ou Vital); 3. Astral (ou de Desejos); 4. Mental; 5. Causal (ou da Vontade; Alma Humana); 6. Consciência (ou Alma Divina);7. Íntimo (ou Espírito)

O grande mestre e médico de almas Paracelso os designava assim:

1. Limbus; 2. Múmia; 3. Archaous; 4. Sideral; 5. Adech; 6. Aluech; 7. Corpo do Íntimo.

Segundo os pensadores e os rishis (sábios) da Índia "Jivatmam dispõe de 7“corpos” para se exprimir no Universo manifestado:

1. Corpo Átmico (ou Nirvânico) ;2. Corpo Búddhico; 3. Corpo Mental Superior (ou Abstrato) ; 4. Corpo Mental Inferior (ou Concreto); 5. Corpo Astral; 6. Corpo Físico Etérico (ou Duplo Etérico) ; 7 Corpo Físico Denso.

Tanto os hindús, como chineses, caldeus, egípcios e hebreus, referem a constituição humana em suas obras e textos, quer profanos quer esotéricos. Em muitas passagens registradas por hieroglifos pode-se constatar o conhecimento que tinham os sacerdotes faraônicos da real constituição humana.

Na ideologia islâmica Existem 7 "Eu"(s)
1 - Nafs ammara (O Eu que induz ao mal)A maior parte da humanidade está neste nível. Desconectada do resto do mundo, onde busca apenas a satisfação de seus desejos. Nos níveis mais elevados de Nafs ammara o mal está na mentira (tanto pra satisfazer ao ego, como pra levar vantagens), na fraude, na sonegação do imposto de renda, enfim, nesses "pequenos" defeitos que são justificados por nossa mente. Nos níveis mais baixos encontramos os assassinos, estupradores, assaltantes, etc.
2 - Nafs lawwama (O Eu acusador)A consciência interior do certo e do errado. A pessoa nesse nível assume como verdade interior o que aprendeu - seja através de tradições (familiares, ou de um grupo) ou religiões. O problema aqui é esse "censor" interno ser tão rigoroso que possa levar a pessoa à depressão, ou a julgamentos muito rigorosos consigo mesmo e com os outros. O que normalmente surge desse encontro consigo mesmo é o remorso, e é preciso ter muito cuidado pra não desmoronar de vez ao ver-se como realmente é.
3 - Nafs mulhima (O Eu inspirado)O conjunto ética/ação é o que caracteriza a pessoa nesse nível. O indivíduo passa a ter mais sonhos e visões, e a achar que coisas que não são válidas para os outros podem ser válidas pra ele. O risco nesse nível é a pessoa confundir paixão com inspiração, porque o coração ainda está dominado pelo ego. Pessoas em Nafs mulhima podem tornar-se líderes religiosos e, mesmo com a melhor das intenções, podem achar que "inventaram" ou descobriram um novo caminho pra Deus, que são enviados do Alto para a humanidade, e podem assim acabar inflando ainda mais o próprio ego, por se acharem os donos da verdade.
4 - Nafs mutmaina (O Eu tranqüilo)Neste nível a pessoa já aquietou o ego, e possui um bem-estar interior mais constante. Já começa a vislumbrar um efeito de integração entre todas as coisas.
5 - Nafs radiya (O Eu que está satisfeito com Allah)Neste nível a pessoa está liberta da inflência do ego no coração. A partir daí não há possibilidade de regressão. Ele olha o mundo e consegue compreendê-lo como um sistema perfeito, sem falhas. Mas isso não significa que essa pessoa não tenha falhas, que não fique triste nem condoída com o problema dos outros. Nao há arrogância.
6 - Rafs mardiya (Aquele com quem Allah está satisfeito)São os considerados "amigos de Allah". Jesus, além de ser considerado (pelos muçulmanos) um profeta para o povo hebreu, é também um "amigo de Allah".
7-Nafs saffiya (O Eu perfeito)O momento em que o ego se dissolve na consciência divina, no qual, simbolicamente, amado e amante se confundem.
7 poderes suprafísicos

Segundo encontrei o Homem possuiria ao todo 12 poderes, ou sentidos. 5 sentidos físicos (olfato, audição, paladar, tato e visão) e 7 suprafísicos, atrofiados na grande maioria de nós. Eventualmente um ou outro sentido suprafísico se manifesta, dando-nos a certeza de que eles existem
1.Clarividência ( a Terceira Visão.Com este poder, apresenta-se ante nosso olho interior todo o universo oculto, as dimesões superiores e inferiores, os elementais e os anjos, os corpos sutis, os desencarnados e as formas-pensamento)=> O mantra para seu despertar é INRI

2.Clariaudiência (é o chamado Ouvido Interno ou Oculto. Com este sentido podemos escutar a voz dos desencarnados, dos Mestres, a Música das Esferas, compreender cada palavra pronunciada, valorizar a virtude do amor à Verdade e compreender as Leis de Causa e Efeito. O mantra para o seu despertar é ENRE...

3.Intuição (é a voz divina que nos fala por meio do coração. Com este sentido captamos o profundo significado das coisas e ficamos sabendo com antecedência o que fazer. Os místicos afirmam que este chacra desenvolvido nos dá também o poder da levitação/Jinas). O mantra para o seu despertar é ONRO...

4.Telepatia (quando andamos pela rua, pensamos em alguém e logo passamos por ele; isso se chama captação de pensamento, e é despertado com as virtudes do respeito a tudo e a todos, a discrição, o não julgar a ninguém. O mantra para o seu despertar é UNRU...

5.Viagem Astral (Todos, sem excessão, saímos do corpo físico nas horas de sono. Nossos sonhos são vivências, quase sempre inconsciente, de fatos ocorridos no mundo astral, ou quinta dimensão. Quem de nós, em um dado momento, estando relaxados, de repente pensamos em alguma coisa e nosso corpo sente um leve choque, como que assustados? Na verdade, sem o saber, estivemos saindo gradativamente do corpo físico e voltamos bruscamente. Quando um indivíduo domina relativamente esse poder, consegue coversar com os mestres e todos os desencarnados, penetrar nos templos das igrejas elementais, viajar a qualquer lugar do mundo, acima e sob a terra. O mantra para o seu despertar é FARAON...

6.Recordação de Vidas Passadas (Essa função depende de um sistema nervoso equilibrado, ou seja, um cérebro e uma coluna vertebral carregados de energias transmutadas. A virtude requerida para o despertar desse centro é a Fé consciente e serena). O mantra para o seu despertar é ANRA...

7.Polividência (é a capacidade da nossa consciência, ou Essência, desligar-se completamente de seus sete corpos e penetrar na Realidade Única, na essência profunda e na razão de ser das coisas). O mantra sagrado para o despertar é TUM...

Os 7 princípios constituitivos do Homem
1-O corpo Físico
Quanto à sua fisiologia e anatomia o estudo do homem pertence à Medicina.Para o estudo esotérico não há necessidade de aprofundarmos nos termos médicos.
2-O Corpo Etérico: a Energia da Vida
O corpo etérico é o responsável pela conformação, estruturação e alimentação energéticas do corpo celular; é o veículo da bioenergia e do prana que flui pelos 72 mil canais ou meridianos energéticos que vitalizam todos os órgãos do corpo físico.
O conhecimento dos meridianos energéticos possibilitou, dentre outras coisas,a acupuntura, o do-in, o moxabustão, etc. Quem quer ter saúde perfeita deve aprender a trabalhar com a bioenergia e com o pranayama.Pranayamas combinados com mantras estimulam o trabalho dos chakras ou centrosenergéticos do homem. A cromoterapia também está baseada nesses mesmosprincípios energéticos.
O corpo vital ou etérico é o grande maestro, o arranjador, o organizador termobioeletromagnético que atrai e impulsiona energias dentro de um movimento de sístole e diástole.
A energia vital é derivada ou produzida pelos tatwas. Tatwas são vibrações do éter. Por trás dos tatwas estão os elementais do fogo, da terra, do ar, daágua e do éter. Sendo o homem um microcosmo obviamente seu Reino Interno épovoado por milhares e milhões de criaturas elementais atômicas como as quehabitam e trabalham no macrocosmo.
3-O Corpo Astral: a Emoção
Praticamente todas as escolas do nível de Jardim de Infância da Ciência Hermética falam do corpo astral. Eidolon era a denominação dada pelos gregosantigos ao corpo astral. Na Índia é o Linga-sharira.
O ser humano ainda não possui um verdadeiro corpo astral. Isso que chamamos de corpo astral é tão só um corpo de desejos - A alma e o espírito não vivem nos planos moleculares. A alma e o espírito vivem nos planos eletrônicos. Os planos moleculares são regiões deinconsciência. Os planos eletrônicos são regiões de consciência pura.
É preciso começar a alimentar nosso corpo emocional com impressões nobres,seletas e elevadas, colhidas no convívio familiar e social positivos onde não haja calúnias, difamações, invejas, fofocas, intrigas; na música erudita dos grandes mestres; na arte dos grandes expoentes da Arte Régia; nos passeios junto à mãe natureza e na prática de tarefas que atendam e preencham nossas necessidades e impulsos de crescimento e desenvolvimento internos
4-O Corpo Mental: o Pensamento
Cursos de desenvolvimento de poder mental fizeram e ainda fazem grande sucesso- e também grandes estragos. "Desenvolva o poder da sua mente e seja mais feliz" poderia ser o slogan de um desses cursos.
O homem possui potencialidades e capacidades desconhecidas - e sobre isso não há dúvida. Porém, não podemos dizer que a mente é o último estágio humano.Dedicar-se ao desenvolvimento mental é algo pobre, limitado e só acontece, em última análise, por causa da ignorância das pessoas e da esperteza dos vigaristas.
Tem-se dado muita importância à mente devido ao fato de que, com ela, podemos fazer planos, cálculos, raciocínios, projeções, especulações, ilações,desenvolver maravilhosamente a memória, etc.
Muitos ainda desenvolvem a capacidade de concentrar a mente numa única coisa ou objeto. Outros, sentem orgulho porque com a sua força mental podem mover objetos à distância - e de fato o conseguem. A própria ciência tem dedicado estudos e pesquisas acerca dos poderes e possibilidades da mente. Militares russos e americanos chegaram até a fazer experiências no sentido de usar a mente como detonador de armas teleguiadas. Porém, ainda que tudo isso seja maravilhoso e fantástico, representa apenas um estágio do conhecimento e do uso de nossas infinitas possibilidades - para o bem ou para o mal, para construir ou para destruir.
A inteligência é uma faculdade da Consciência. Quanto mais consciente for um homem mais inteligente ele será.
5-Manas: a Consciência
Manas é de natureza masculina. Manas é o perfeito reflexo da mente cósmica em nós. Manas é a Consciência, a verdadeira mente universal. A faculdade de Manas é a intuição. Manas é conhecida também como o Corpo da Vontade Consciente.
Simbolicamente, este corpo de vontade ficou estampado com o sangue do Divino Mestre no Lenço de Verônica quando o Drama Cósmico da Iniciação foi representado ao vivo nas ruas da antiga Jerusalém.
Manas é Tipheret na Cabala - o centro da Árvore da Vida. Manas, a alma humana,a Consciência, não é o corpo mental. Manas trabalha e atua de forma independente da mente, das emoções e do corpo. Manas está além da mente, dos afetos e das recordações.
A psicologia confunde a Consciência com o ego. Muitas escolas e ordens que atuam no Jardim de Infância do esoterismo da humanidade vão além, dividindo o ego em Eu Superior e Eu Inferior.
A Filokalia e a Cosmologia ensinam claramente que ego é ego e Consciência é Consciência. A Consciência é uma faculdade e um atributo da Alma e do Ser.
6-Buddhi: a Alma Divina
Atman possui duas almas gêmeas: Buddhi e Manas. Buddhi é a Alma Espiritual, de natureza feminina, denominada Beatriz na Divina Comédia de Dante Alighieri.Buddhi e Manas são os dois peixes do zodíaco que nadam nas águas negras e profundas da Eterna Mãe-Espaço. Buddhi e Manas são os dois opostos, masculino e feminino, que se conciliam na Mônada (Atman) para formar a tríada imortal -o segundo triângulo divino.
A imortal tríada de qualquer homem comum e corrente não está encarnada, não vive no homem, nem o homem a possui dentro de si. A imortal tríada vive livremente na Via Láctea espiritual e a única ligação existente com o homem terrestre se dá através do antakarana, o tênue fio da vida.
O homem tem uma alma mas não a possui.
7-Atman: o Espírito
Atman é o mais elevado dos 7 princípios constitutivos do homem. Atman é o Ser,o íntimo. O Ser é a síntese da Consciência, da Energia e da Substância. Atmantambém é a síntese do Ser Supremo . O cristianismo denomina o Ser de Espírito. Atman, em sânscrito, quer dizer"Alma"; "Mahatma" significa grande alma.
Atman possui duas almas, emanadas de si mesmo: Buddhi e Manas, alma espiritual e alma humana. Poucos seres humanos chegaram a encarnar Atman, o Íntimo. Quem encarna Atman torna-se, por direito próprio, um Mestre do Tempo e da Eternidade - toma-se um Ser Auto-realizado, um Ser Imortal.
O mundo do íntimo é totalmente eletrônico e espiritualizado, um mundo de infinita felicidade.

Na China antiga, ensinava-se que o corpo humano apresenta um complexo sistema de canais ou meridianos de energia, no qual circula a Força Vital ou Chi, responsável pela manutenção da vida e da saúde. A Medicina Tradicional Chinesa utiliza este sistema para tratar as enfermidades e os desequilíbrios orgânicos. Além desta força vital, acreditava-se na existência de uma energia ancestral (Tinh) associada à energia mental ou psíquica (Than), correspondendo ao conjunto dos sentimentos e pensamentos humanos. Como outras instâncias da individualidade humana, citam ainda a Alma inferior, a Alma Superior e o Espírito Divino.Na Índia dos brâmanes e budistas, entende-se que o corpo físico (Sthula Sharira) é envolto por um veículo composto pelo éter, denominado Linga Sharira. Estas entidades, corpo físico e corpo etérico, são energizadas pela força vital ou Prana, uma corrente do oceano de vitalidade (Jiva) ou fluido cósmico universal. Como princípios intermediários, temos o corpo das paixões, das emoções e dos sentimentos (Kama-Rupa), a mente ou alma humana (Manas), que se divide em Manas inferior (intelecto) e Manas Superior (consciência). Num nível acima teríamos a alma espiritual ou Buddhi, que é a manifestação da Sabedoria Celestial, intuindo o homem ao auto-aperfeiçoamento moral e espiritual. Como entidade máxima teríamos o Atma (Espírito), fonte primordial de onde emanam todas as demais manifestações.

No Egito dos faraós, a constituição humana era compreendida, além do corpo material (Kha; Chat), pela aura ou invólucro etéreo (Ba; Anch), pelo veículo das paixões e emoções ou corpo astral (Khaba; Ka), pela alma animal (Seb; Ab-Hati), pela alma intelectual ou inteligência (Akhu; Bai), pela Alma Espiritual (Putah; Cheybi) e pelo Espírito ou Alma Divina (Atmu; Shu).

Na Grécia antiga, Platão, elaborando as concepções de Sócrates, transfunde a idéia de que o homem era composto pela dualidade corpo e alma (Eu superior), intercalados pelos prazeres e pelas emoções (thumos ou coração). Aristóteles, seu grande seguidor, alterou a concepção do mestre, definindo a alma como o princípio vital e racional, material e espiritual, que habita o homem, misturando conceitos distintos (Aether, Quintessência, Alma), por não acreditar numa vida pessoal após a morte física .

Hipócrates, o “pai da Medicina”, define a força vital (vis medicatrix naturae) como uma força instintiva e irracional, que se esforça para manter o equilíbrio das funções orgânicas, sem qualquer relação com o conceito aristotélico.

Filosofia grega reconhece no homem:1- Corpo material (soma); 2- Força vital (vis medicatrix naturae); 3- Alma animal ou veículo das paixões e emoções (psyche); 4- Alma humana, mente ou intelecto (nous).
De Hipócrates até o século XIX, a Medicina foi influenciada pelo pensamento vitalista, que acreditava na existência de um princípio vital imponderável, ligado substancialmente à materialidade orgânica, responsável pela manutenção da saúde do corpo físico. Personalidades como Erasistrato, Rhazes, Paracelso, Sydenham, van Helmont, Stahl, von Haller, Claude Bernard dentre outras, defendiam o princípio vitalista, mas sem utilizarem um método terapêutico para equilibrarem a força vital orgânica em desequilíbrio.
No final do século XVIII, Samuel Hahnemann cria a Homeopatia, inaugurando uma etapa da terapêutica humana em que a unidade entre a doença e o doente passa a ser valorizada, atuando com seus medicamentos dinamizados nas distonias da força vital, transmitindo ao restante da individualidade humana (Mente e Espírito) um bem-estar indizível. Desta forma, disseminou-se a idéia geral de que o homem possui um corpo e uma Alma ou Espírito, sem levar em consideração as demais entidades imateriais da individualidade humana.
Na concepção cristã do Novo Testamento, encontramos conceitos como Alma e Espírito, utilizados indistintamente como sinônimos, representando a entidade espiritual e divina que habita o corpo humano. Em inúmeras passagens, a palavra “espírito” é utilizada com o significado de entidades obsessoras que perturbam os homens, causando-lhes doenças e outros tipos de perturbações psíquicas. São Paulo, na Primeira Epístola aos Coríntios (I Co. XV, 35-49), delega uma natureza corporal ao espírito, como as concepções orientais citadas anteriormente (“também há corpos celestiais e corpos terrestres”; “se há corpo natural, há também corpo espiritual”). Na Segunda Epístola aos Tessalonicenses (II Ts. V, 23), utiliza a divisão tríplice humana (corpo, alma e espírito): “e o vosso espírito, alma e corpo, sejam conservados íntegros e irrepreensíveis”; relaciona a alma às faculdades sensitivas e o espírito à mente ou razão, de acordo às concepções esotéricas orientais de corpo astral e corpo mental, respectivamente (Hebreus IV, 12). Apesar da concepção tríplice do homem ter sido admitida e ensinada pelos precursores da Igreja Católica (Irineu, Justino Mártir, Clemente, Orígines, Gregório e Santo Agostinho), não é ensinada atualmente pela mesma.
Segundo a Cabala hebraica, que corresponde ao conhecimento esotérico do povo judeu, o homem apresenta um Guph (corpo físico), unido substancialmente ao Nepesh (alma vivente), servindo de morada terrena às demais estruturas sutis em processo de evolução. Como entidades intermediárias temos a alma animal ou Tzelem (ou Nephesh) e o Ruach (alma intelectual). Constituindo uma tríade superior, temos o Neshamah (Alma Humana), o Chiah (Alma Espiritual) e o Yechidah (Espírito Divino). Como fruto deste “conhecimento iniciático oriental”, trazido por Christian Rosenkreuz e Helena P. Blavatsky, surgem, no Ocidente, a Rosa-Cruz e a Teosofia, apresentando um estudo pormenorizado da natureza imaterial humana.
Concepções rosa-cruz e teosófica:
1- Corpo vital e o duplo etérico (Linga Sharira); 2- Corpo de desejos e o corpo astral (Kama-Rupa); 3- Mente e o corpo mental (Manas inferior); 4- Espírito Humano e o Corpo Causal (Manas Superior); 5- Espírito de Vida e o Corpo de Beatitude (Buddhi); 6- Espírito Divino e o Espírito (Atma).
Rudolf Steiner cria a Antroposofia, trazendo contribuições às várias áreas do conhecimento humano. 1-Corpo etéreo ou vital; 2-Corpo anímico-sensitivo ou corpo astral; 3-Alma do intelecto ou organização do Eu; 4- Alma da Consciência, Personalidade Espiritual; 5- Homem-Espírito, em analogia às demais definições citadas.

A Doutrina Espírita de Allan Kardec apresenta uma visão ternária do homem, constituída pelo princípio vital (união entre corpo físico e força vital), perispírito e Espírito. Com o termo perispírito, une o corpo astral e o corpo mental das demais concepções filosóficas, em vista da dificuldade de separação entre os sentimentos e pensamentos humanos. concepção vitalista de Samuel Hahnemann, fundador da Homeopatia, apresenta um panorama universalista, com conceitos semelhantes aos citados em todas as épocas da Humanidade: força ou princípio vital, ligada substancialmente ao corpo físico, de caráter automático, instintivo e irracional, reagindo aos diversos estímulos no sentido de manter a homeostase interna; mente ou “órgão de mais alta hierarquia”, abrigando os sentimentos e pensamentos humanos, funcionando como elo de ligação entre a unidade físico-vital e a Alma ou Espírito(www.homeozulian.med.br)
Os 7 cosmos:
1º) PROTOCOSMO: SÓIS ESPIRITUAIS GIGANTESCOS O Protocosmo é o mesmo que Ain Soph Aur. É formado por uma infinidade de SÓISESPIRITUAIS. Não se trata do sol que nos ilumina ou algosimilar. É um sol transcendental, divino. O Protocosmo é oMundo 1. É a primeira lei: A VONTADE DO PAI. Toda “matéria”deste mundo está constituída por um átomo. É uma região onde reina a mais pura e absoluta liberdade e felicidade sem limites. Não há nenhum condicionamento ou mecanicidade. Tudo flui livremente. A nota que ressoa no primeiro cosmo é DÓ.
2º) AYOCOSMO: TODAS AS GALÁXIAS, Ayo significa santo, divino. É constituído pelos milhões de planetas e sóis que viajam pelo espaço infinito. Corresponde a TODAS AS GALÁXIAS existentes.“...são as três torças chamadas Pai, Filho e Espírito Santo. Estas três forças vêm a constituir a Sagrada Triamazikano. Toda “matéria” do Ayocosmo está constituída por 3 átomos do Absoluto. A nota que vibra no segundo cosmo é SI.

3º) MACROCOSMO: CADA GALÁXIAS Macro significa vasto. Está constituído pelas galáxias do imenso espaço. A VIALÁCTEA é a nossa galáxia, é uma entre milhares e faz partede uma família de outras vinte galáxias, dentre as quais citamos Andrômeda e as Nuvens de Magalhães, que são vizinhas mais próximas. O Macrocosmo Via Láctea é formado por 250 bilhões de estrelas, sendo que podem ser vistas a olho nu. O terceiro Cosmo corresponde a TODOS OS SÓIS. Macrocosmo. Este cosmo vibra com anota LA.

4º) DEUTEROCOSMO: CADA SISTEMA SOLAR . O nosso Deuterocosmo é o Sistema Solar de Ors, onde temos nosso Ser. Na Via Láctea existemilhões de sistemas solares. Toda “matéria” do Deuterocosmo estáconstituída por 12 átomos do Absoluto. Vibra com anota SOL.

5º) MESOCOSMO: CADA PLANETA , qualquer planeta é um Mesocosmo. A Terra é o nosso Mesocosmo. Vênus, Mercúrio, Marte, Júpiter, também o são.Toda “matéria” do Mesocosmo está constituídapor 24 átomos do Absoluto. O Mesocosmo ressoa com a nota FÁ.

6º) MICROCOSMO: CADA HUMANO O homem é um Microcosmo. Os bilhões de seres humanos que vivem no planeta Terra são Microcosmos. O homem está governado por 48 leis eternas. Nos 48 cromossomas queconstituem a célula germinal, está a comprovação das 48 leisregentes do ser humano. Toda “matéria” do Microcosmo está constituída por 48 átomos do Absoluto. Neste cosmo vibra anota Ml.
7º) TRITOCOSMO: INFERNOS ATÔMICOS. O Tritocosmo corresponde ao Mundo Mineral Submerso. O sétimo mundo é o próprio Abismo, Avitchi, Tártarus, Orcus, Averno, Suplicio Amarelo ou, como é popularmente conhecido, INFERNO. A palavra “Inferno” vem de Infernus que significa Inferior.Aqui não se trata do subsolo do planeta, com seus componentes minerais. O Tritocosmo ressoacom a nota RÉ. Depois de tudo, volta ao Absoluto, com a nota DÓ.
Depois desta viajem pelo Universo oculto surgiu uma inquietante dúvida, várias vezes foi mencionado a "consciência", como um dos corpos do Homem, mas em termos da Medicina existem os vários níveis de consciência, mas traduzindo um estado patológico, que relação existe entre a consciência referida pela filosofia ou religião e pela Medicina? Mas essa resposta terá que ser em outro post.

sábado, 24 de abril de 2010

Uma simples fragrância...e a fantasia desabrocha

Uma simples fragrância pode dar asas à imaginação e fazer desabrochar a fantasia, gerando sensações maravilhosas, principalmente quando é aquela que sentimos no ser amado, não precisa ser de um perfume de marca reconhecida, pode ser de um sabonete, como por exemplo da marca Lux, desde que tenhamos sentido ou imaginado sentir no ser amado.
É fascinante como o amor e a nossa mente são poderosos, uma experiência fantástica é estarmos sozinhos no nosso quarto, de repente sentimos a fragrância do ser amado, sem que este esteja presente, sem tocarmos em nada que pudesse exalar aromas, despertando sensações no nosso corpo como se recebesse uma carícia.
O que faz com que isso aconteça?
Será a saudade que sentimos de alguém e a nossa mente nos ajuda libertando as lembranças dos momentos vividos com esse alguém incluindo até a fragrância sentida? Esta seria a pergunta feita sob a luz da emotividade.
Será que foi alguém que passou na rua usando o mesmo perfume e sentimos mesmo estando a janela fechada e acabamos desencadeando as lembranças e deixando fluir a fantasia? Esta seria a pergunta feita à luz da racionalidade
Ou será que o nosso Bem-querer estaria pensando em nós e acaba sendo estabelecido uma sintonia mágica, uma comunicação à distância, por telepatia, mas percebida pelo corpo como próxima ou verdadeira e daí responder com reações reais que refletem as sensações e emoções sentidas, mas na realidade não vividas no plano físico? Esta seria a pergunta feita à luz do romantismo e da espiritualidade.
Seja qual for o detentor da verdade, a emotividade, a racionalidade, o romantismo ou a espiritualidade, o que fica são as emoções vividas no corpo e na mente, o prazer sentido sem que fisicamente houvesse algum contacto a não ser o estímulo olfativo surgido do nada.

sexta-feira, 23 de abril de 2010

Destino do corpo após o Crepúsculo da Vida

Dias atrás um amigo passou por uma experiência chocante, nem consigo imaginar o que sentiria se acontecesse comigo, embora pareça ser uma experiência pela qual muitos são obrigados a passar, principalmente aqueles que guardam respeito pelos seus entes queridos mesmo após a sua partida desta dimensão terrena: Ao final de 3 anos de estar enterrado, a Santa Casa da Misericórdia faz a exumação do cadáver e convoca a família para colocar os restos mortais no ossário (uma caixa menor), caso a família não compareça, os restos mortais são jogados no lixo… O amigo conta que sentiu-se muito esquisito, um vazio interior quando viu que não tinha mais carne, mas a roupa estava intacta e havia baratas a andar por cima. Não sei se teria força para olhar em que se transformou o ente querido depois que partiu, penso que seria uma dor insuportável, por outro lado talvez a dor fosse maior ainda se permitisse que fosse jogado no lixo...
Quando somos confrontados com essa situação parece que a primeira sensação deva ser de um profundo vazio existencial, parece que nada faz sentido, tudo não passa de uma ilusão, não há nada de concreto no nosso corpo a não ser os ossos, o que também não faz sentido, sendo um tecido (conjunto de células) como o é a pele, como são os órgãos (conjunto de tecidos), os sistemas (conjunto de órgãos) porque se mantém indestrutível. Tudo que vemos ao espelho na realidade não existe, será por isso que hoje em dia há um culto cada vez maior ao corpo, será a tentativa de evitar esse inevitável e perpetuar essa imagem? Ou será justamente por se saber o fim terá que leva a buscar-se a beleza e o prazer do corpo enquanto o fim não chega? E a nossa mente, os nossos pensamentos, a nossa energia para onde vão? Ficarão perdidas para sempre? Isso contraria o postulado de Lavoisier “Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma”.

Essa cena, que não vi, mas automaticamente formou-se a imagem na mente, através da imaginação, a todo o momento se apresenta, principalmente quando estou no meio de um aborrecimento, aliás foi em função de algo que outrora escrevi, sobre a decepção com o mundo, em especial no trabalho, que esse amigo lembrou-se de relatar sua experiência, ressaltando que não vale a pena nos aborrecermos, ficarmos chateados, brigarmos ou sofrermos, em particular, por coisas insignificantes, porque o destino de todos, nesta dimensão física, resume a ficar 7 palmas abaixo da terra por um período e depois passarmos para uma caixa pequena num buraco.

Por isso, proponho a mim e a todos, vamos amar mais, sermos mais solidários, sorrir mais, bater-papo descontraído com um amigo, brincar e não levar tudo tão a sério, rir de tudo inclusive de nós mesmos e dos problemas, principalmente quando errarmos, vamos comemorar mais, mesmo sem ter o que comemorar, simplesmente celebrar cada dia que nos é dado para viver, antes do Crepúsculo da Vida chegar.

domingo, 18 de abril de 2010

A vida continua para além da morte

Uma questão inquietante por muito tempo pairava no meu horizonte, porque muitos que perderam os seus entes queridos sentiam-se confortados e amparados por esses mesmo entes queridos desencarnados, enquanto que com outros nada disso acontece, inclusive comigo? A sensação é de que a ligação, o fio invisível, foi cortado.
Será porque já não existiria uma ligação assim tão forte?
Será porque nos sentimos culpados e cheios de remorsos por não termos feito tudo que podíamos, sabíamos para aliviarmos o sofrimento daquele que se foi ou por termos causado lágrimas durante a convivência com o ente querido ou não termos sabido corresponder as expectativas que faziam de nós?
Por coincidência (será mesmo coincidência?) alguns dias atrás estava conversando com um amigo que perdeu a mãe há meses atrás e ele dizia que sentia a presença da mãe e isso o fortalecia interiormente, que a cumplicidade que tinha quando ela era viva permanecia. No dia seguinte a este “papo” fui ajeitar a campa da minha querida mãe e pela primeira vez dirigi-lhe um pedido “que me ajudasse a encontrar um objeto que o meu pai queria encontrar que o fazia recordar e sentir a presença dela”, 4 dias depois encontrei o tal objeto, no local que já tinha visto, mas que tinha um compartimento, que eu não notara.
Uma pequena prova de que a vida continua para além da morte, o corpo do ente querido que partiu morreu e foi enterrado, porém o seu espírito permanece vivo no Universo e dentro de nós.

Deus precisa de Ti!

Deus precisa de ti. Uma ideia que a priori poderíamos pensar que alguém estaria fazendo onda com a nossa cara, isso seria pouco credível, sendo Ele Onipotente, Onipresente, Oniciente, criador do Universo e de todas as criaturas, que tem o poder da vida e da morte, precisaria de mim? sendo a mais imperfeita de suas criaturas. Porém ontem na Homília o padre citou alguns dos milagres que Jesus fez, em todos eles foi com a ação do Homem:
1- Bodas de Canã: disse:“trazei as tinas e enchei de água”, ele poderia simplesmente fazer surgir o vinho dentro das tinas, mas ele quis que nós nos esforçássemos para alcançar a Graça desejada ou pedida.
2- A ressuscitação de Lázaro: Ele disse: “Removei a pedra e retirem as ligaduras…” novamente os Homens agiram para que pudesse se manifestar.
3- A 3ª aparição depois da Paixão. Onde disse aos pescadores: “ lançai as redes à direita do barco” eles encheram as redes de peixe, quando haviam passado a noite sem conseguir pescar um único peixe.

4- A cura do cego: Jesus disse "vai lavar-te no lago...", mais uma vez Deus se manifestando, mediante a ação do Homem
Acrescento outra:
5- Pedro caminhando sobre as águas. Jesus lhe disse: “vem” e Pedro por breves segundos andou sobre as águas, mas depois duvidou e começou a se afundar. Este é o exemplo mais paradigmático de que os milagres de Deus dependem da nossa Fé e de darmos o primeiro passo para Deus realizar.


Dois cânticos nas Missas Dominicais


1-Deus precisa de ti, amigo
Deus precisa de ti, amigo

Deus precisa das tuas mãos, Deus precisa do teu olhar
Deus precisa da tua boca e do teu coração para amar
Deus precisa de ti amigo, deixa sonhos e ilusões
Deixa as redes vem comigo, vem conquistar corações

São muitas as mãos que não dão e maltratam.
Deus precisa das tuas mãos para repartir
São muitas as mãos que separam e que matam
Deus precisa das tuas mãos pr’abençoar e unir.

Há quem não dê aos olhos e chorando
Deus precisa também dos teus olhos para guiar
Há muitos olhares e ódio matando,
É preciso que os teus olhos saibam sorrir e brilhar.

2- A Barca
Tu, te abeiraste da praia Não buscaste nem sábios nem ricos,somente queres que eu te siga!
Senhor, tu me olhaste nos olhos,a sorrir, pronunciastes meu Nome,lá na praia, eu larguei o meu barco,junto a Ti buscarei outro mar...

Tu sabes bem que em meu barco Eu não tenho nem ouro nem espadas somente redes e o meu trabalho.

Senhor, tu me olhaste nos olhos,a sorrir, pronunciastes meu Nome,lá na praia, eu larguei o meu barco,junto a Ti buscarei outro mar...

Tu, minhas mãos solicitas,meu cansaço que a outros descanse,amor que almeja seguir amando.

Senhor, tu me olhaste nos olhos,a sorrir, pronunciastes meu Nome,lá na praia, eu larguei o meu barco,junto a Ti buscarei outro mar...

Tu, pescador de outros lagos,ânsia eterna de almas que esperam,bondoso amigo que assim me chamas.

Senhor, tu me olhaste nos olhos,a sorrir, pronunciastes meu Nome,lá na praia, eu larguei o meu barco,junto a Ti buscarei outro mar...

É através de nós que Deus realiza os milagres, se formos remexer nas nossas lembranças, encontraremos situações em que fomos instrumento de Deus para o milagre realizado. Com certeza todos já passaram pela experiência de chegar no momento exato em que alguém precisava e ouvir: "foi Deus que te enviou, chegou na hora certa" ou pela experiência de estar precisando de algo e de repente alguém lhe oferecer, por exemplo, estar triste, magoado, deprimido e sem esperanças e de repente receber uma mensagem de alguém com dizeres que te elevam e fortificam, como se soubesse exatamente como você estaria se sentindo, mas na verdade não sabia, foi Deus agindo através desse alguém.

Jesus disse: "Sede vigilantes", significa que precisamos saber ouvir as mensagens que Deus nos envia em todas as situações e compreender quando Ele está precisando do nosso agir, para que sejamos o instrumento pelo qual um milagre realizar-se-á, por mais simples e insignificante que possa parecer.

domingo, 11 de abril de 2010

Obras de Misericórdia!

O primeiro domingo a seguir à Páscoa, ficou consagrado, na Igreja Católica, como o domingo da Divina Misericórdia. Nesse dia é recordado Santa Faustina (Maria Faustina Kowalska), uma freira mística polaca, que ficou conhecida como “Apóstola da Divina Misericórdia”:

Em seu Diário, a religiosa relatou ter recebido instruções de Jesus, através de aparições, para que desse a conhecer ao Mundo a Sua Misericórdia:


"Às três horas da tarde implora à Minha Misericórdia, especialmente pelos pecadores, e, ao menos por um breve tempo, reflete sobre a Minha Paixão, especialmente sobre o abandono em que Me encontrei no momento da agonia. Esta é a hora de grande Misericórdia para o mundo inteiro. Permitirei que penetres na Minha tristeza mortal. Nessa hora nada negarei à alma que Me pedir em nome da Minha Paixão." .

Nunca é demais recordar (no passado era ensinado na Catequese) ou conhecer (para aqueles que não aprenderam na Catequese, como no meu caso que aprendi ouvindo a minha querida mãe dizer) as Obras de Misericórdia:

Temporais

1ª. Dar de comer a quem tem fome.
2ª. Dar de beber a quem tem sede.
3ª. Vestir os nus.
4ª. Dar pousada aos peregrinos.
5ª. Assistir os enfermos.
6ª. Visitar os presos.
7ª. Cuidar dos que partem pela morte.

Espirituais

1ª. Dar bom conselho.
2ª. Ensinar os ignorantes.
3ª. Corrigir os que erram.
4ª. Consolar os tristes.
5ª. Perdoar as injúrias.
6ª. Sofrer com paciência as fraquezas do nosso próximo.
7ª. Rogar a Deus por todos os necessitados, tanto vivos como já passados para além do véu da morte.

Além de praticar as Obras de Misericórdia, deveríamos rezar o Terço da Misericórdia, segundo o diário da Santa Faustina Eis a promessa que Jesus fez a Santa Faustina Kowalska:
"Minha filha, exorta as almas a rezarem esse Terço que te dei. Pela recitação deste Terço, agrada-Me dar tudo o que Me peçam. Quando aos pecadores empedernidos o recitarem, encherei de paz as suas almas, e a hora da morte deles será feliz. Escreve isto para as almas atribuladas: 'quando uma alma vir e reconhecer a gravidade dos seus pecados, quando se abrir diante dos seus olhos todo o abismo da miséria em que mergulhou, que não se desespere, mas antes se lance com confiança nos braços da Minha Misericórdia, como uma criança no abraço da sua querida mãe'. Essas almas têm primazia à Minha Misericórdia. Diz que nenhuma alma que tenha invocação a Minha Misericórdia, não se decepcionou, nem experimentou vexame. Tenho predileção especial pela alma que confiou na Minha bondade. Escreve que, quando recitarem esse Terço junto aos agonizantes, Eu Me colocarei entre o Pai e a alma agonizante, não como justo Juiz, mas como Salvador misericordioso" - (Diário nº. 1541).

Então porque não aprender a rezar o Rosário ou Terço da Misericórdia:

Usa-se o Rosário ou terço comum:

Reza-se primeiro um Pai Nosso, Ave Maria e o Creio.

Pai Nosso - Oração que Jesus Cristo ensinou aos discípulos. Pai Nosso que estais no céu, santificado seja o Vosso nome, Venha a nós, ao Vosso reino, seja feita a Vossa vontade assim na terra como no céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje. Perdoai-nos as nossas ofensas assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido. Não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Amém!

Ave Maria - Composta pelas palavras do Arcanjo São Gabriel na saudação a Maria no dia da Anunciação, e na saudação de Santa Isabel, quando recebe a visita de Maria. A Santa Maria foi rezada pela primeira vez em Éfeso, no ano de 431. Ave, Maria, cheia de graça, o Senhor é convosco; bendita sois vós entre as mulheres, e bendito é o fruto do vosso ventre, Jesus. Santa Maria, Mãe de Deus, Rogai por nós pecadores, agora e na hora da nossa morte. Amém!

Credo - Creio em Deus Pai Todo-Poderoso, criador do céu e da terra. E em Jesus Cristo, seu único Filho e Nosso Senhor, que foi concebido pelo poder do Espírito Santo, nasceu de Maria Virgem, padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado, desceu a mansão dos mortos, ressuscitou ao terceiro dia. Subiu ao céu, e está sentado à direita de Deus Pai todo-poderoso, donde há de vir a julgar os vivos e mortos. Creio no Espírito Santo. Na Santa Igreja Católica, na comunhão dos santos, na remissão dos pecados, na ressurreição da carne, na vida eterna. Amém!

Nas contas do Pai Nosso reza-se: " Eterno Pai, eu vos ofereço o Corpo e o Sangue, a Alma e Divindade de Vosso diletíssimo Filho, Nosso Senhor Jesus Cristo, em expiação dos nossos pecados e dos pecados do mundo inteiro".

Nas contas da Ave Maria reza-se: " Pela sua dolorosa Paixão, tende Misericórdia de nós e do mundo inteiro".

No final do terço reza-se três vezes: " Deus Santo, Deus Forte, Deus Imortal, tende piedade de nós e do mundo inteiro" .

Uma invocação que se pode dizer às três horas da tarde, Hora da divina Misericórdia é:

"Ó Sangue e Água que jorrastes do Coração de Jesus como fonte de Misericórdia para nós, eu confio em Vós."
Que todos nós procuremos praticar as Obras de Misericórdia, que sejamos misericordiosos e que alcancemos a Misericórdia Divina!

sábado, 10 de abril de 2010

As colheres de cabo comprido

A vida é feita de uma infinita variedade de momentos, alegres, tristes, tensos, descontraídos, de preocupação, de dor, de sofrimento, de alívio, de trevas, de luz, de amor, carinho, ternura, justiça, verdade, acertos, encontros, mas também de ódio, rancores, mágoas, inveja, injustiça, desencontros, erros. Momentos de tempestade e de bonança.
Atravessando um período de tempestade e escuridão, inclusive literalmente alguém trancou a porta, encontrei este trecho no Blogue da Alcione (uma antiga vizinha de muitos anos atrás):

"Se alguém lhe bloquear a porta, não gaste energia com o confronto, procure as janelas. Lembre-se da sabedoria da água: 'A água nunca discute com seus obstáculos, mas os contorna'.Que a sua vida seja cheia de vitórias, não importa se são grandes ou pequenas, o importante é comemorar cada uma delas.Quando você quiser saber o seu valor, procure pessoas capazes de entender seus medos e fracassos e, acima de tudo, reconhecer suas virtudes". ("Experiência de uma vida"- blog da alcione)

Nesse mesmo dia recebi esta mensagem por correio eletrônico:

AS COLHERES DE CABO COMPRIDO
Conta uma lenda que Deus convidou um homem para conhecer o céu e o inferno. Foram primeiro ao inferno. Ao abrirem uma porta, o homem viu uma sala em cujo centro havia um caldeirão de substanciosa sopa e à sua Volta estavam sentadas pessoas famintas e desesperadas. Cada uma delas segurava uma colher, porém de cabo muito comprido, que lhes possibilitava alcançar o caldeirão, mas não permitia que colocassem a sopa na própria boca. O sofrimento era Grande. Em seguida, Deus levou o homem para conhecer o céu. Entraram em uma sala idêntica à primeira: havia o mesmo caldeirão, as pessoas em Volta e as colheres de cabo comprido. A diferença é que todos estavam saciados. Não havia fome, nem sofrimento. "Eu não compreendo", disse o homem a Deus, "por que aqui as pessoas estão felizes enquanto na outra sala morrem de aflição, se é tudo igual?" Deus sorriu e respondeu: "Você não percebeu? É Porque aqui eles aprenderam a Dar comida uns aos outros."
Moral: Temos três situações que merecem profunda reflexão:

1. Egoísmo: as pessoas no "inferno" estavam altamente preocupadas com a sua própria fome, impedindo que se pensasse em alternativas para equacionar a situação;

2. Criatividade: como todos estavam querendo se safar da situação caótica que se encontravam, não tiveram a iniciativa de buscar alternativas que pudessem resolver o problema;

3. Equipe: se tivesse havido o espírito solidário e ajuda mútua, a situação teria sido rapidamente resolvida.


Conclusão: Dificilmente o individualismo consegue transpor barreiras. O espírito de equipe é essencial para o alcance do sucesso; Uma equipe participativa, homogênea, coesa, vale mais do que um batalhão de pessoas com posicionamentos isolados. E, lembre sempre: a alegria faz bem à saúde; estar sempre triste é morrer aos poucos. É graça divina começar bem.Graça maior persistir na caminhada certa. Mas graça das graças é não desistir nunca.

Dom H. Câmara

Mais uma vez tudo tem o momento certo de acontecer: Estava num dia carregado de nuvens negras, precisando de conforto e luz e eis que esses dois textos maravilhosos surgem no meu horizonte afastando as nuvens que nele encontravam-se, deixando uma brechinha de céu, reforçando a esperança, retemperando a força para seguir adiante.

Como sabemos que amamos alguém?

Como sabemos que amamos alguém?
Esta pergunta surgiu na sequência do post “saber amar” no Blog Linha de consciência, como é um tema muito rico, seria impossível fazer um breve comentário, daí surgir este novo post (um dos primeiros post de blog, abordou esse tema, saber amar).
Sabemos que amamos alguém quando...
...fazemos tudo por esse alguém sem nada exigirmos ou cobrarmos.
...fazemos tudo para que esse alguém se sinta feliz.
...sofremos se virmos esse alguém sofrer, choramos, se virmos esse alguém chorar; sorrimos se virmos esse alguém sorrir
...sentimos necessidade de respirarmos o mesmo ar, que esse algúem respira
...nos abrimos livremente a esse alguem sem reservas
...nos entregamos de corpo e alma a esse alguém
A propósito do tema, o grupo brasileiro, "Paralamas do Sucesso" e o grupo português "Os Delfins" interpretam uma música onde focam exatamente isso:

A crueldade de que se é capaz
Deixar pra trás os corações partidos
Contra as armas do ciúme tão mortais
A submissão às vezes é um abrigo
Saber amar Saber deixar alguém te amar
Há quem não veja a onda onde ela está
E nada contra o rio
Todas as formas de se controlar alguém
Só trazem um amor vazio
Saber amar Saber deixar alguém te amar
O amor te escapa entre os dedos

E o tempo escorre pelas mãos

O sol já vai se pôr no mar
Saber amar Saber deixar alguém te amar
Há quem não veja a onda onde ela está

E nada contra o rio

Todas as formas de se controlar alguém

Só trazem um amor vazio
Saber amar É saber deixar alguém te amar


Outra música, desta vez cantada por Guilherme Arantes

Agora

Que a garoa gelada já secou

que a madrugada estrelou

que a brisa quente anunciou o tempo de amanhã

que o silênciose transformou em música

Agora

Que a lenha na lareira crepitou

que a flor da noite perfumou

que as crianças viajam sonhos sob o cobertor

toda pressa adormeceu em paz

Eu vejo você e acredito em minha sorte que te fez me completar

quando eu mais precisava uma certeza assim ...

O seu olhar em mim é a janela pro futuro

e o melhor presente que eu pude ganhar :

O que é saber amar.

O que é saber amar

senão um caminho pra crescer nunca descuidar

que o outro também cresça por você .

Em resumo, sabemos que amamos alguém não quando se foi, mas em tudo que fazemos por esse alguém, do cuidado que temos para com quem amamos, que por vezes renunciamos a nós mesmo e somos capazes de sacrifícios, até de renunciar à própria vida, e até mesmo ao próprio amor, se disso depender a felicidade e o bem-estar de quem amamos.

sexta-feira, 9 de abril de 2010

Tragédia na Cidade Maravilhosa

O ano de 2010 está no 4º mês e quantas catástrofes naturais já aconteceram: Terremoto no Chile, inundação da Madeira, terremoto na Turquia, várias inundações em São Paulo e agora essa outra inundação da cidade e no Estado do Rio de Janeiro, mais concretamente Niterói. Centenas de mortos outros desabrigados. Essas vítimas já muito castigados pela pobreza, falta de bens essenciais e agora ainda ficaram sem o teto que os abrigava, embora fosse precário, perderam tudo, inclusive a própria vida!
Por um lado todos esses fenômenos poderiam levar a que começássemos a repensar que afinal as profecias ou previsões para 2012 teriam algum fundo de verdade. Por outro lado a História nos conta que há cerca de 40 anos atrás ocorreram semelhantes acontecimentos, o que contraria a profecia e sim demonstra que na natureza tudo acontece por ciclos, inclusive o ciclo das catástrofes naturais.

Sendo o inicio do fim como muitos acreditam, sendo um ciclo da natureza conforme a História revela, o que fica neste momento é uma profunda tristeza! e um desejo brota do fundo do coração, em forma de oração:

Cristo Redentor esteja com seus braços abertos para acolher todas as almas que desencarnaram nessa tragédia, fazendo com que o sofrimento que padeceram durante a vida apague os pecados que possam ter cometido. Que em seus braços abertos a família e os amigos daqueles que se foram encontre conforto, consolo e todos encontrem a força que necessitam para recomeçar a vida e reconstruir o que fora engolido pela terra ou levados pela enxurrada!

Paradigmas da Páscoa

A Páscoa é o momento mais marcante e com um significado de fundamental importância para aquele que é Cristão, onde se reafirma o Amor incondicional, recorda-se que o sofrimento faz parte da vida, que o ser humano, apesar de ser racional, por vezes toma atitudes irracionais, para além de revelar o lado negro do Homem: a falta de caráter em determinadas situações, a covardia em outras, a insensatez, irracionalidade, a indiferença e falta de sensibilidade para com o sofrimento alheio em muitas outras.
Na Paixão de Jesus Cristo encontramos os protagonistas que exemplificam os vários paradigmas da Páscoa, uns a ser seguidos e outros que deveriam ser rejeitados ou repudiados pelo cristão:
1-Jesus Cristo
Paradigma do amor incondicional…”…Prova de Amor maior não há que doar a vida pelo irmão…”;
Paradigma do sofrimento, que pode ser tão atroz, de forma a provocar gotas de suor com sangue. Esse é o modelo do sofrimento máximo que um ser humano pode atingir, mas também serve de força para supor o sofrimento que vamos encontrando na nossa jornada da vida, porque se compararmos ao sofrimento Dele, o nosso sofrimento é bem ligeiro, mesmo que para nós pareça atroz e insuportável.
Paradigma da obediência , quando se aproximava o sofrimento que teria“…Pai se puder afasta de mim este cálice, mas faça-se a Tua vontade e não a Minha”;
Paradigma da Compaixão, ao dirigir-se para o mal feitor que estava a seu lado e pediu-lhe para que não se esquecesse dele, “…Hoje mesmo estarás comigo no paraíso”;
Paradigma do amor filial, quando deixa sua mãe amparada, entregando-a ao seu discípulo: “…Eis a tua Mãe”;
Paradigma da misericórdia e perdão, mesmo padecendo de sofrimento atroz e depois de ter sido maltratado, ofendido, humilhado, ainda assim, eleva aos olhos e pede por eles: “…Pai! Perdoai-lhes porque não sabem o que fazem”.
2- Apóstolo Pedro
Paradigma da fraqueza e covardia do ser humano, quando por 3 vezes negou conhecer ao mestre, Jesus, de quem era discípulo;
Paradigma da predestinação, o que tem que acontecer acontecerá independente de sabermos ou não previamente, quando afirma a sua lealdade para com o seu Mestre e Este lhe diz: “…Hoje mesmo, antes do galo cantar, tu me negarás três vezes”;
Paradigma do arrependimento, que lhe conferiu ser o representante de Cristo na Terra a frente da Igreja Católica, tornando-se sua autoridade máxima, o PAPA.
3- Apóstolo Judas
Paradigma da traição: Entregou para que fosse crucificado, o Mestre, Jesus, de quem era discípulo e com quem, sentou-se à mesa e Dele recebera o alimento na última refeição, a Santa Ceia .
Paradigma da cobiça humana: Traiu o Mestre e amigo por 12 moedas de ouro;
Paradigma da fraqueza humana de não assumir as consequências do seu mal agir, cometendo um ato de covardia perante a vida, ao enforcar-se numa árvore, pondo fim a própria vida.
4- Pilatos
Paradigma da passividade e falta de coragem para tomar uma decisão, do “sacudir da poeira de cima dos ombros”, eximindo-se da responsabilidade das consequências que possam surgir: “…não encontro nada que possa culpá-lo…Lavo minhas mãos”
5- José de Arimatéia
Paradigma do Cristão fiel, que demonstrou sua fidelidade por atos e não por palavras (seguia Cristo sem que ninguém soubesse), ao pedir o corpo de Jesus para colocá-lo num túmulo novo e prestar-lhe as últimas homenagens, ungindo o corpo com óleo perfumado e envolvendo com lençóis limpo, que muitos atribuem ser o Santo Sudário (O Sudário de Turim, ou o Santo Sudário é uma peça de linho que mostra a imagem de um homem que aparentemente sofreu traumatismos físicos de maneira consistente com a crucificação. O Sudário está guardado fora das vistas do público, na Cappella della Sacra Sindone do Palácio Real de Turim (Itália). A origem da peça conhecida como Santo Sudário tem sido objeto de grande polémica. Para descrever seu estudo geral, os pesquisadores cunharam o termo "sindonologia", do grego σινδών—sindon, a palavra usada no evangelho de Marcos para descrever o tipo de tecido comprado por José de Arimateia para usar como mortalha de Jesus).
6-Verônica
Paradigma da Amizade e fraternidade ao limpar o sangue do rosto de Jesus e confortar Sua mãe: Verônica, separando-se do grupo de mulheres, bloqueia o cortejo para limpar o rosto ensangüentado de Jesus. Ao saber que Maria era mãe de Jesus, dirigiu-lhe a palavra, abraçou-a e mostrou o lenço que levava nas mãos: "Olhe!". E ali estava: o rosto de Jesus desenhado no pano.

terça-feira, 6 de abril de 2010

Acatar uma ordem superior injusta é covardia ou bom senso?

Os caminhos que Deus nos aponta por vezes são tortuosos quando observados através da nossa visão estreita, mas que na verdade são retos para Ele e que apesar de acharmos que estamos sozinhos ele está ao nosso lado. Hoje mais uma vez isso se confirmou, tinha que escolher entre 3 caminhos:
1- Ir ao encontro do superior, mas estava fragilizada pelos últimos acontecimentos e não estava preparada para mais aborrecimentos;
2- Ir para o lugar deixado recentemente, porém para ser humilhada;
3- Ir para o lugar que lhe fora destinado, embora significasse passar por cima de uma decisão, ter o orgulho e a dignidade ferida e ficar revoltada e ferida.

Parei o carro, tentei silenciar os pensamentos e nesse preciso momento surgiu a decisão de seguir o terceiro caminho e aceitar a vontade de Deus. Nesse momento a lembrança de Jesus na Cruz resignado surgiu na mente. Foi a decisão certa, apesar de chegar revoltada traduzida pelo mau humor tão intenso, com uma expressão dura no rosto, se bem que essa expressão também era pelo mal estar na cabeça acompanhado por um pequeno extravasamento de sangue num dos olhos, como não me lembro de ter tido, mas diante das contrariedades encontradas, um fato inusitado, consegui falar serenamente, sem "ferver em pouca água" ou "pavio curto" de outrora diante de situação semelhante. Inclusive o encontro com o colega, que era aguardado com receio, visto que algum tempo atrás fora extremamente rude, constrangedor e ofensivo, correu para além das expectativas, pois este sorriu como se estivesse contente por ver e como se nunca tivesse sido desagradável como o fora no passado. Para além deste sorriso, houve mais um de alguém que ficou contente de me ver no sítio aonde estava.

Tudo isso um dia depois de ter que decidir entre ser firme numa postura tomada em não acatar uma decisão superior arbitrária e injusta que implicaria ferir a dignidade profissional e pessoal, ou entre a razão que mostrava que seria uma insensatez e poria em risco a segurança no trabalho e quando esta prevaleceu, ou seja o bom censo, o som das badaladas do sino tocando às 3 horas, soavam como se dissessem "está tudo consumado", então os ombros se curvaram, a esperança (que Deus enviaria uma mensagem de que haveria mudanças e não precisaria acatar tal decisão) se desvaneceu para resignada, seguir como se estivesse indo para a forca ou como um carneiro que vai para o matadouro, novamente a imagem de Jesus na Cruz, no calvário, voltou à mente porque, segundo à Bíblia, coincidentemente foi às três horas da tarde.

Agora que esse momento de intensa vivência interior de sentimentos fortes está passando, vê-se com mais nitidez, que devemos, por vezes, deixar de "remar contra a maré/correnteza" e seguirmos o curso natural dos acontecimentos, tentando mudar o nosso interior, substituir a revolta, a mágoa, pela resignação ou aceitação de que nada podemos fazer no momento e tentar achar pontos positivos, que façam reacender a esperança de transformar a situação adversa em nosso favor, que nos dê forças para erguer novamente a cabeça e os ombros, olhar de frente para aqueles que ora nos prejudicaram, e mostrar que não fomos derrotados, que somos fortes, que escorregamos, mas levantamos, sacudimos a poeira e recomeçamos do zero, mas com a experiência vivida logo conseguir atingir um patamar mais alto. Temos que entender que, por vezes a vontade ou os planos de Deus é o extremo daquilo que seria a nossa vontade ou desejo, não havendo nada que possamos fazer, de que adiantaria sermos "super Homem", chocando de frente e mantermos a firmeza de nossa decisão, quando esta não faz parte do plano de Deus? é apenas "dar murro em ponta de faca", é nos debatermos como "peixe fora de água", sem contar que estamos retardando ou impedindo o plano de Deus que é muito superior à nossa capacidade de compreender.

Essa revelação faz com que desmoronemos, para logo em seguida, fortalecidos interiormente, deixamos de ligar para o que os outros vão pensar se somos uns tolos, um covarde ou que só temos "garganta", poderemos até ensaiar algumas respostas, quando nos provocarem: "Estou bem, principalmente por ter saído deste covil... se soubesse que encontraria ótimas condições de trabalho, eu não hesitaria em acatar tal decisão... até tenho que agradecer porque os profissionais são competentes, ao contrário daqueles que ficaram para trás", para as pessoas de índole duvidosa, nada as deixaria mais irritadas do que saber que o outro apesar da rasteira e cilada armada encontram-se bem, serenos e até sorridente como se não tivessem sido afetados, apesar da queda.