Sua visita me deixou muito feliz...

Sua visita me deixou  muito feliz...

sábado, 30 de abril de 2011

A distância faz com que o véu da ilusão se desfaça

A distância faz com que a realidade aflore , o véu da ilusão se desfaz. É sempre bom tirarmos um tempo para observar a nossa vida de fora de nós, por vezes o Universo nos dá uma ajudazinha, embora a princípio ficamos contrariados e até mesmo tristes ou frustrados, quando estamos num ritmo e depois contra a nossa vontade abrandamos esse ritmo. Esse abrandamento é o tempo necessário para revermos os pontos chaves do momento para podermos intensificarmos os pontos positivos, corrigirmos ou minimizarmos os pontos negativos, para irmos construindo uma base sólida, limando as arestas para podermos desfrutarmos e aproveitarmos 100% os pontos positivos, aqueles que nos causam bem estar e que nos devolve a liberdade de sonhar, criar fantasias e concretizá-las sem nenhuma sombra.
A distância faz com que tenhamos oportunidade de revermos nossos valores e princípios, decisões tomadas, pontos de vistas formulados para podermos seguir no caminho com passos firmes, sem vacilo, consolidarmos nossos valores, entendermos nossos sentimentos e revermos os pontos onde falhamos, os pontos que precisam ser reforçados.
A distância faz com que tenhamos a noção exata da dimensão do nosso amor, do impacto e repercussão que tem na nossa vida e na vida dos outros, de estarmos a seguir o caminho certo ou de termos que voltar para percorrer novamente o caminho certo que deixamos de seguir em determinado momento da nossa vida.

"A distância faz ao amor aquilo que o vento faz ao fogo: apaga o pequeno, inflama o grande".
Roger Bussy-Rabutin

"Distância não é ausência”;
Distância não é estar distante;
Distância não é saudade;
Distância não é tristeza nem angústia;
Distância é um conceito geográfico de espaço que separa fisicamente as pessoas. Apenas isso.
A distância anula-se com um abraço;
Com a ternura;
Com o carinho;
A distância desaparece com o gesto, com a intenção;
A distância separa corpos mas não separa corações;
Não descura o Sentimento;
Não alimenta o desespero;
Não há longe nem distância, quando de facto se quer amar,
Quando os limites não limitam os Sentidos e os Sentimentos.
(autor?-recebido por correio eletrônico)

Nenhum comentário: