Sua visita me deixou muito feliz...

Sua visita me deixou  muito feliz...

domingo, 17 de abril de 2011

Domingo de Ramos início da Semana Santa!


A Homilia de hoje focou 3 pontos referentes a Cruz, símbolo da Semana Santa, que se inicia com o Domingo de Ramos:

Aceitarmos a nossa cruz

Não tornarmos a cruz dos outros mais pesada

Ajudarmos o outro a carregar a sua cruz

Ouvir a narração da Paixão de Nosso Senhor Jesus Cristo sempre fez com que as lágrimas rolassem, desde os tempos de criança, quando a ouvi pela primeira vez, pelo sofrimento atroz de Jesus, quer físico: Os pregos atravessando suas mãos e pés fixados na cruz, a coroa de espinhos sobre sua cabeça, o cálice com vinagre e fel; quer psicológico: Pela injustiça, sendo inocente mas tratado como um criminoso, inclusive ser preterido a um salteador, pela humilhação e escárnio que recebeu, por ser verdadeiro, justo e ser tratado como impostor e mentiroso.

Sempre ouvi com atenção, mas curiosamente só hoje é que fui refletindo mais profundamente no significado de cada passagem, escrita há tantos séculos atrás, mas tão atual:

1-Até onde o ser humano é capaz de chegar:

*Atraiçoar um amigo por um punhado de dinheiro (Judas) e ainda por cima sentar-se a mesma mesa e ter o "topete" de perguntar se seria ele o traidor (Durante a última Ceia), sabendo que sim;

*Mentir, caluniar por inveja e para manter o poder (os Sumos Sacerdotes);

*Acovardar-se e negar conhecer um amigo, a quem momentos antes dissera que o protegeria com a própria vida, pensando somente em "livrar a própria pele" (Pedro);

*Omitir-se de resolver uma situação para as quais teria poder para resolver (Pilatos);

*Ser falso a ponto de beijar a face de alguém quando o está atraiçoando (Judas);

*Oferecer vinagre a quem está com sede e padecendo de sofrimento atroz (Os soldados);

*Fazer escárnio de quem está padecendo de um infortúnio semelhante, mesmo sabendo que é culpado e o outro nada fez para merecer tamanho infortúnio (o mau ladrão).


2-O que está destinado a acontecer no futuro acontecerá:

*Jesus falou que seria traído e o traidor mesmo assim manteve a traição

*Jesus disse a Pedro que este o negaria 3 vezes e mesmo assim no momento que foi questionado negou conhecer Jesus.

*Jesus sabia como seria a sua morte, na sua condição humana, pediu a Deus que o livrasse da situação, mas aceitou e entregou-se em Suas mãos.


3- Saber ou intuir acontecimentos futuros, principalmente quando estes serão de sofrimento e dor ou desagradáveis, deve causar uma grande angústia, inimaginável, por nada podermos fazer para modificar o rumo desses acontecimentos, como no caso de Jesus. Por outro lado possibilita, através da aceitação e resignação de que nada podemos fazer, que nos preparemos para conseguirmos suportar melhor a situação inevitável, termos mais força para superá-la e minorarmos os efeitos e as consequências que delas advém

Nenhum comentário: