Sua visita me deixou muito feliz...

Sua visita me deixou  muito feliz...

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Uma carta do passado muito necessária no presente

Uma carta escrita no passado, mas muito necessária no presente, todos os professores, deveriam receber uma carta igual, dos pais dos seus alunos, porque significaria que todos os alunos receberiam em casa a primeira formação de elevados princípios éticos e morais e a escola cumpriria seu papel de educadora e formadora, dando continuidade ao que fora aprendido no seio da família:

CARTA DE ABRAHAN LINCOLN AO PROFESSOR DO SEU FILHO:

"Caro professor, ele terá de aprender que nem todos os homens são justos, nem todos são verdadeiros, mas por favor diga-lhe que, para cada vilão há um herói, que para cada egoísta, há também um líder dedicado, ensine-lhe por favor que para cada inimigo haverá também um amigo, ensine-lhe que mais vale uma moeda ganha que uma moeda encontrada, ensine-o a perder, mas também a saber gozar da vitória, afaste-o da inveja e dê-lhe a conhecer a alegria profunda do sorriso silencioso, faça-o maravilhar-se com os livros, mas deixe-o também perder-se com os pássaros no céu, as flores no campo, os montes e os vales.

Nas brincadeiras com os amigos, explique-lhe que a derrota honrosa vale mais que a vitória vergonhosa, ensine-o a acreditar em si, mesmo se sozinho contra todos.

Ensine-o a ser gentil com os gentis e duro com os duros, ensine-o a nunca entrar no comboio simplesmente porque os outros também entraram.

Ensine-o a ouvir todos, mas, na hora da verdade, a decidir sozinho, ensine-o a rir quando estiver triste e explique-lhe que por vezes os homens também choram.

Ensine-o a ignorar as multidões que reclamam sangue e a lutar só contra todos, se ele achar que tem razão. Trate-o bem, mas não o mime, pois só o teste do fogo faz o verdadeiro aço, deixe-o ter a coragem de ser impaciente e a paciência de ser corajoso.

Transmita-lhe uma fé sublime no Criador e fé também em si, pois só assim poderá ter fé nos homens. Eu sei que estou pedindo muito, mas veja o que pode fazer, caro professor."

Abraham Lincoln, 1830



Se houvessem mais pais que escrevessem cartas dessas aos professores dos seus filhos, não veríamos as notícias que preenchem as páginas e as telas dos jornais, todos os dias "aluno agride professor e o pai dá cobertura", mostrando a impunidade, a falta de formação, a ausência de princípios éticos e morais que os jovens apresentam que geram os casos de violência nas escolas, a proliferação das drogas, levam ao abandono escolar, causam desestimulo ao professor e inclusive levam-no a quadros de depressão, tudo isto vai se refletir na sociedade, originando uma selva, um "salve-se quem puder", proliferando o lado animalesco do ser humano, levando a sua auto destruição, ao invés de promover o lado intelectual e espiritual imperativo do desenvolvimento do conhecimento, da ciência e tecnologia paralelamente da ligação mais próxima de Deus e do Universo para que haja uma existência melhor, de união, fraternidade, solidariedade, harmonia e paz entre os homens.

2 comentários:

Alcione N B Sousa disse...

Oi Céu
Deus te abençoe e proteja a ti e a todos os que te são queridos
Muiyo atual teu post e muito oportuno
Infelismente estamos passando por uma fase,em que os professores até tem medo de entrar em sala de aula e de serem agredidos pelos alunos
Como sabes,eu sou rodeada de educadoras,e observo o receio que teem em serem mal compreendidas,por qualquer atitude por mais inocente que seja na função que exerssem
è o cáos total
Que Deus se apiede de nós e da humanidade
Namastê

Céu disse...

Obrigada amiga pelo seu comentário, que Deus lhe abençoe e proteja e aos eus entes queridos, em especial aqueles que enfrentam os dissabores, desestímulos que atualmente a profissão de educador oferece.
Faço minha as suas palavras que deus tenha piedade de nós e da Humanidade, que não sei aonde vai parar com tanta violência, falta de respeito e de valores etico morais que propiciam a corrupção, as injustiças, a marginalidade e criminalidade, as guerras,as poluições, ou seja que caminha para auto destruição se assim continuar.
Namastê!