Sua visita me deixou muito feliz...

Sua visita me deixou  muito feliz...

sábado, 29 de dezembro de 2012

Magia do Natal todos os dias

A magia do Natal não deveria ficar restrita só a uma semana ou ao mês de Dezembro e deveria estender-se pelo Ano Novo e o período de Natal seria para a sua renovação. O Natal deveria ir mais além da comida da bebida e dos presentes materiais (ir além do consumismo,  do materialismo). Por refletir nisso, preparei o Natal Mágico da mesma forma, como tem sido nestes últimos 5 anos, só com menos "bugigangas" conforme meu pai chamou (bolinhas de enfeitar a árvore que espalhava pelo espaço a volta da Árvore de Natal, enfeites variados, 2 pinheiros de cristal que era para as pessoas colocarem os enfeites por cada enfeite um desejo ou um pedido, um "bingo" para tirar o número do hexagrama ao consultar o IChing), pois ele tinha razão, ficou mais simples, mas muito bonito e delicado, porém conservei  o pêndulo "programado"(caso alguém quisesse fazer uma ou várias perguntas, cuja resposta fosse sim ou não), acrescentei 3 caixinhas com aspecto de serem muito antigas: 
1-"Caixinha mágica" => para quem quisesse escrever um sonho ou um desejo,seria aplicado Reiki, para que pudesse se tornar realidade se fosse para o bem da pessoa ou para quem se destinasse, ficaria dentro até ao próximo Natal para ser retirada caso tivesse sido realizado e o autor do pedido deveria agradecer e louvar a Deus;
2-"Caixinha da "faxina interior" ou "lixo" => para quem quisesse colocar tudo que incomodasse(mágoa, preocupação,  algo que  precisasse de perdão ou de perdoar alguem etc...) e depois o conteúdo seria queimado sem ser lido assim teria se livrado do "lixo" para sempre.
3. "Caixinha energética" => Para quem quisesse colocar uma queixa, sintoma, algo que estivesse afetando a saúde, seria aplicado Reiki à distância.
Em cada caixinha havia 2 papéis, o conteúdo da 2ª caixinha foi queimado no dia 25 à noite e a caixa ficou aberta para mostrar que o que incomodava a quem participou já não existia mais. O conteúdo das outras caixinhas receberam o "tratamento" conforme estipulado.
O presente de cada um consistiu em um Jadim Zen completo em tamanho pequeno  e elementos (areia da praia, pedras do mar e/ou conchinhas do mar, recolhida meses antes) para que cada um construísse a sua "Praia Zen" (em tamanho pequeno) para receber a energia do mar ( já que a areia , as pedras e as conchas foram recolhida depois que a maré vazou )=> para os momentos em que precisassem de relaxar, meditar, recarregar a energia ( a minha contribuição para que a magia do Natal perdurasse no dia a dia dos entes queridos) e escondido tinha  uma pequena quantia em dinheiro para que cada um comprasse a seu gosto=> caso quem recebesse não ligasse para "essas coisas" espirituais, não ficasse frustrado ou decepcionado por não ter algo material. 
Para os jovens (os sobrinhos) o presente foi mais ativo: o presente colocado na árvore com os respectivos nomes era um baú pequeno de madeira dentro  tinha uma pista que estava em código para ser decifrado, caso não conseguissem tinha a pista  escrita normal dobrada no meio de vários papéis vazios (para ter mais emoção) essa pista era para encontrar o presente que estava escondido, entretanto depois de encontrar o presente nele estava escrito "quem dá recebe por isso coloca o gorro de Papai Noel e vai entregar este presente (colocado dentro de um saco pequeno de Papai Noel) a fulano dizendo "Feliz Natal ...HO HO HO! e aguarda pela recompensa! (uma espécie de amigo oculto, tão oculto que nenhum deles sabia). Vendo o entusiasmo com que tentavam decifrar o código, apesar de passar de 1:30, colocando o gorro,entregando o presente a quem estava destinado e o brilho do olhar acompanhando o sorriso, foi uma emoção mágica  gratificante, sentir o verdadeiro espírito do Natal, compensou todo o trabalho e esforço desprendido na elaboração deste Natal.
Refletindo sobre este Natal decidi prolongar a sua magia para o Ano vindouro, e aqui fica uma sugestão: Pegar numa caixa e colocar dentro escrito num papel tudo que incomoda  e de tempos a tempos ler  para ver se ainda incomoda e ir queimando os papéis que já foram resolvidos, ao mesmo tempo que agradece a Deus por ter solucionado e noutra caixa colocar os projetos, sonhos e desejos e quando realizados agradecer e louvar a Deus pelo feito, assim a magia do Natal estará sempre presente, porque teremos Deus connosco, no nosso coração iluminando o nosso agir.

Nenhum comentário: