Sua visita me deixou muito feliz...

Sua visita me deixou  muito feliz...

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Sonho e sonhos...



Sonho ou sonhos... hoje surgiu o questionamento sobre sonhos e o sonhar de olhos abertos, talvez porque nas férias surgiu a ideia para um projeto, "Kit dos signos" a ser realizado a curto/médio prazo, exigirá pesquisa acentuada, muito trabalho, a maior dificuldade será a confecção, porque implica habilidade manual, mãos de artista ou artesão que não existe, portanto será um aprender da teoria, para depois aplicar, daí a pergunta porque só agora surge essa vontade de aprender a fazer trabalhos de artesanato, quando mais jovem fez o "sacrifício" de ir aprender a fazer cabides forrados, chapéu de ráfia, bonecos de pano, "sacrifício "porque entre ler um livro ou fazer croché, sempre a escolha recaía no primeiro, mas na altura que estava aprendendo e ver o resultado final até deu um certo gosto e prazer, mas não foi levado adiante, pois havia um sonho a ser realizado, sonho esse que demorou muitos anos para se realizar, como foi difícil e demorado a sua realização impediu outros sonhos de serem sonhados, inclusive o sonhar a continuação do sonho, tipo querer chegar ao topo de uma montanha, depois de muito tempo, trabalho, quedas pelo caminho, consegue-se e depois que se atingiu a montanha o que se segue? daí pensar depois de muito tempo valeu a pena sonhar só um sonho? pegando no exemplo da montanha, ao começar a subir a montanha só se tem à frente o cume, não enxergamos mais nada a volta, não apreciamos as belezas das flores, plantas e animais, não vemos a miríade de cores e contraste das mesmas, as pedras que acabam por formar esculturas, e muitas outras oportunidades de usarmos nossos sentidos, de desenvolvermos habilidades e ampliarmos nossa própria performance. Quando atingimos o cume percebemos que na escalada até ali nada produzimos, pouco desenvolvemos, pouco aproveitamos e por vezes nos decepcionamos porque não era o que sonhamos, ficamos com o gosto de um vitória sem sabor, por termos talvez desperdiçado a nossa existência em função de sonhar apenas um sonho, que talvez não fosse a nossa real vocação. 
Esta constatação origina uma pergunta, vale a pena correr atrás de um sonho? sim vale a pena, os sonhos iluminam à vida, porém não devemos sonhar um único sonho, ou melhor não devemos fazer de um sonho o único objetivo da vida, devemos sonhar pelo menos 3 sonhos: um sonho profissional, um sonho pessoal, um sonho espiritual, mesmo assim não devemos estar focado só na realização desses sonhos, devemos estar atentos as oportunidades que a vida a todo instante nos apresenta, assim como devemos procurar descobrir os dons que Deus nos deu e desenvolvê-los, talvez por isso que nos últimos tempos tenha tentado fazer coisas que nunca fizera ou achasse que não tinha "jeito" para fazer, é claro que nem sempre dará certo, mas o importante é experimentar, propormos a nós mesmo desafios para resolver, mas sem fazer o nível do stress ultrapassar o nível de moderado, ou fazer cobranças de nós mesmo. 
As experiências novas ficaram muito facilitadas, tudo que pensarmos realizar, se não tivermos noção de como fazer, basta "navegarmos" pela Internet e logo encontramos e acabamos por descobrir que afinal existem muitas coisas que nos agradam e dão prazer em realizar que desconhecíamos, com o caso do "kit dos signos", este projeto que está ocupando parte do tempo, para realizá-lo ainda há muito chão  para trilhar




Nenhum comentário: