Sua visita me deixou muito feliz...

Sua visita me deixou  muito feliz...

domingo, 21 de junho de 2009

Festa Junina ...um marco da infância

Vésperas dos santos populares, já passou Santo Antônio casamenteiro, as vésperas de São João, festeiro e São Pedro, pescador. Surge a lembrança dos tempos de criança, quando dançava quadrilha, parte integrante da festa Junina realizada no Rio de Janeiro, não sei se semelhante por todo o país, bate uma saudade desses tempos idos, desse marco da infância de alegria, descontração, animação em grupo: Das ruas enfeitadas com bandeirinhas de papel colorido, lanterninhas de São João com velas acesas, iluminando as noites, por vezes com o céu iluminado pelos balões com os mais variados formatos e dizeres, das brincadeiras:

* "pescaria";

*"Torpedos";

* Lança argolas";

* "Derruba latas";

* Venda das rifas para ser coroado reis, rainhas, príncipes e princesas da festa e o principal:

*" Casamento na roça" seguido da "quadrilha" (caminho da roça, dança dos namorados, túnel do amor, caracol, são apenas os passos que ficaram na lembrança) e "pular a fogueira";

Das comidas: Cachorro quente com aquele molho que cheirava á distância assim como o salsichão e o churrasquinho na brasa com a farofinha, milho cozido, pé de moleque, amendoim torrado, passoca, canjica, bolo de aipim, quindim, maçã do amor.

Das músicas:

*"o balão vai subindo vai descendo a garoa, a noite é tão linda e a broa também, são João, São João acende a fogueira do meu coração";

*"com a filha de João, Antônio ia se casar, mas Pedro fugiu com a noiva na hora de ir para o altar, a fogueira já está queimando, o balão já está subindo... João consolava Antônio que caiu na bebedeira.

*" Cai cai balão, cai cai balão, aqui na minha mão não vou lá não vou lá tenho medo de apanhar"

Curiosamente revendo a festa Junina (caipira) onde os meninos usavam um chapéu de palha, a face pintada de negro imitando a barba, o bigode, as "costeletas", com calças com remendo, blusão quadriculado e a s meninas com a face com ruge e pintas pretas por cima e lábios pintados de vermelho, usando vestido quadriculado, chapéu com trancinhas, calça branca até a colcha por baixo do vestido ambos com renda ao fundo e recentemente observando a atuação de um rancho folclórico português, as semelhanças foram surgindo:

*É um grupo composto por pares

* Há um traje, embora na festa junina represente os "caipiras" e daí calça "pescando siri" ou corretamente falando "corsários", com remendos, porque trabalham na roça. No folclore português estão representado não só os camponeses com seus trajes de trabalho, como os trajes de festa ricamente adornados e com colares de ouro ao pescoço, mas tanto homens como mulheres usam chapéu, embora as mulheres usem mais lenço característico (tipicamente português) na cabeça (por vezes sob o chapéu) ou colocado sobre os ombros como se fosse um xale além de usarem "7 saias" e por baixo calças brancas , semelhantes as das meninas na quadrilha, até a 1/2 da coxa com rendas. a única diferença é que nas primeiras vêm-se com o rodar das "saias em balão " e nestas vêm-se porque os vestidos são curtos.

* Expressam alegria, libertam as tensões.

* Desenvolvem passos/tem coreografia

A diferença é que a festa junina é mais uma brincadeira de São João e o folclore é uma manifestação cultural de um povo ou de uma região

Nenhum comentário: