Sua visita me deixou muito feliz...

Sua visita me deixou  muito feliz...

quarta-feira, 1 de julho de 2009

Paradoxo do nosso tempo segundo George Carlin, corrijo, Dr:Bob Moorehead

Um paradoxo é um raciocínio aparentemente válido , ou uma explicação aparentemente plausível , cujos pontos de partida são premissas ou teses aparentemente inócuas e cujos pontos de chegada são conclusões ou resultados aparentemente absurdos , inaceitáveis, contra -intuitivos , ou mesmo intrinsecamente contraditórios. Nem sempre a noção de paradoxo é caracterizada desta maneira. A noção é muitas vezes usada de um modo menos liberal, para designar apenas aqueles raciocínios supostamente válidos que de premissas supostamente irresistíveis nos levam a contradições formais. Por outro lado, é hoje possível concluir que certos raciocínios contados como paradoxais pela tradição filosófica nada têm afinal de paradoxais.
Um texto interessante escrito por George Carlin, um comediante e crítico americano, recebido via correio eletrônico que mostra o paradoxo dos tempos em que vivemos, ao mesmo tempo que ressalta o que realmente devemos valorizar nesta vida.=> Segundo comentário deixado  e corroborado posteriormente por pesquisa na Internet, o autor deste texto é Dr:Bob Moorehead  (ex-pastor de Overlake de Seattle Igreja Cristã. Ele se aposentou em 1998 após 29 anos no cargo. O texto apareceu no "Words habilmente falada", coleção Dr. Moorehead, de 1995, de orações, homilias e monólogos usado em seus sermões e transmissões de rádio, segundo o site: http://www.ooutroladodamoeda.com/utilidades/275-um-convite-a-reflexao-o-texto-e-do-dr-bob-moorehead-e-nao-de-george-carlin), se assim for, deixo expreso o meu pedido de desculpas quer ao autor, quer aos leitores que foram induzidos em erro ao ler este texto-2/12/2012.
.Existe na internet várias versões do texto:
"Nós falamos demais, amamos raramente, odiamos freqüentemente.
Nós bebemos demais, gastamos sem critérios.
Dirigimos rápido demais, ficamos acordados até muito mais tarde, acordamos muito cansados, lemos muito pouco, assistimos TV demais, perdemos tempo demais em relações virtuais, e raramente estamos com Deus.
Multiplicamos nossos bens, mas reduzimos nossos valores;
Aprendemos a sobreviver, mas não a viver;
Adicionamos anos à nossa vida e não vida aos nossos anos.
Fomos e voltamos à Lua, mas temos dificuldade em cruzar a rua e encontrar um novo vizinho.
Conquistamos o espaço, mas não o nosso próprio.
Fizemos muitas coisas maiores, mas pouquíssimas melhores.
Limpamos o ar, mas poluímos a alma; dominamos o átomo, mas não nosso preconceito;
Escrevemos mais, mas aprendemos menos;
Planejamos mais, mas realizamos menos.
Aprendemos a nos apressar e não, a esperar.
Construímos mais computadores para armazenar mais informação, produzir mais cópias do que nunca, mas nos comunicamos cada vez menos.
Estamos na era do 'fast-food' e da digestão lenta;
Do homem grande, de caráter pequeno;
Lucros acentuados e relações vazias.
Essa é a era de dois empregos, vários divórcios, casas chiques e lares despedaçados.
Essa é a era das viagens rápidas, fraldas e moral descartáveis, das rapidinhas, dos cérebros ocos e das pílulas 'mágicas'.
Um momento de muita coisa na vitrine e muito pouco na alma.
Lembre-se de passar mais tempo com as pessoas que ama, pois elas não estarão aqui para sempre.
Lembre-se dar um abraço carinhoso em seus pais, num amigo, pois não lhe custa um centavo sequer.
Lembre-se de dizer 'eu te amo' à sua companheira( o) e às pessoas que ama, mas, em primeiro lugar, se ame.
Um beijo e um abraço curam a dor, quando vêm de lá de dentro.
Por isso, valorize sua família, seus amores, seus amigos, a pessoa que lhe ama, e, aquelas que estão sempre ao seu lado."
Porque amanhã pode ser tarde, um abraço repleto de amor e carinho para todos aqueles que amo, que me amam e que estão sempre comigo, mesmo que afastados fisicamente.

4 comentários:

david domingos freire junior disse...

esse texto na verdade foi escrito pelo Dr:Bob Moorehead...

david domingos freire junior disse...

esse texto na verdade foi escrito pelo Dr:Bob Moorehead...

Céu disse...

David, Obrigada por ter corrigido!sabe às vezes somos induzidos em erro, acabamos por tirar o mérito a quem na verdade o tem. Ainda bem que existem pessoas como você que ao encontrar um erro e avisa a quem cometeu o erro, dando a chance a que possa ser corrigido.
Tratarei de repor a verdade imediatamente!
Namastê!

Céu disse...

David, Obrigada por ter corrigido!sabe às vezes somos induzidos em erro, acabamos por tirar o mérito a quem na verdade o tem. Ainda bem que existem pessoas como você que ao encontrar um erro e avisa a quem cometeu o erro, dando a chance a que possa ser corrigido.
Tratarei de repor a verdade imediatamente!
Namastê!