Sua visita me deixou muito feliz...

Sua visita me deixou  muito feliz...

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Estrelas cadentes...magia no céu

Agosto de 2009 fica marcado por um fenômeno no Céu, visível a olho nú, uma chuva de estrelas, deixando um rastro de luz em forma de flashes em várias direções, um espetáculo repleto de magia, para quem teve a oportunidade, a paciência de esperar por longos minutos de forma atenta e em todas as direções, porque de instante em instante cruzava no céu uma "estrela cadente", partindo de vários pontos, seguindo várias direções.

No dia 12/8/09 durante cerca de 30 minutos tive o privilégio de ver 5 "estrelas cadentes" e como manda a tradição. fazer 5 pedidos. Embora por muito tempo no passado longínquo, esse fenômeno causasse temor e não encanto, porque os povos acreditavam que era maldição vindo do céu.


Por breves momentos, 5 frações de segundo uma perfeita integração e sintonia com o Universo, uma comunicação não verbal estabelecida de forma incrível, nesse curto espaço de tempo, uma vida sem passado, presente ou futuro, sem percepção do corpo ou do espaço físico, sem consciência ou interferência da razão, havia somente um conjunto uno indistinto espírito/Universo. Uma experiência maravilhosa, indescritível de ter viajado numa dimensão diferente, como se o espírito tivesse deixado o corpo e voasse livremente numa velocidade incalculável.


Segundo o Prof. Renato Las Casas afirmou em 13/07/98:" durante a noite do dia 12 de agosto, a Terra cruzará a trajetória do cometa Swift-Tuttle; ou seja: a Terra passará por onde o cometa Swift-Tuttle já passou várias vezes, sendo a última delas em 1992. Um cometa ao longo de sua trajetória vai "sujando" os lugares por onde passa com fragmentos e grãos liberados por ele. Quando a Terra passar por onde o Swift-Tuttle passou, parte desta "sujeira" cairá em nosso planeta, provocando o fenômeno conhecido como "chuva de meteoros" ou "chuva de estrelas cadentes".A chuva de meteoros do dia 12 próximo acontecerá porque nesse dia a Terra cruzará a trajetória deste cometa. Nesse dia a Terra estará se movimentando em direção à constelação de Perseus, daí o nome de Perséiades dado a essa chuva.
Por toda a noite, dezenas de "estrelas cadentes" por hora cairão na Terra, sendo que em seu máximo, essa taxa poderá chegar a 75 por hora".
Estas Perséiades podem ser observadas até 22 de Agosto, embora com menos intensidade do que foi no dia 12 de agósto que foi o pico de sua actividade máxima.


Sabe-se hoje que o conhecido fenómeno das "estrelas cadentes" ou meteoros, como correctamente deve ser designado, é produzido por pequenos corpos, não maiores que uma ervilha, que, gravitando em torno do Sol, ao atingirem em grande velocidade a atmosfera terrestre, tornam-se incandescentes pelo choque com as moléculas de ar, reduzindo-se na maioria a pó antes de alcançarem o solo. Os maiores, resistindo ao calor da fricção, conseguem chegar até nós: são os meteoritos que podem ser admirados nas colecções dos museus de História Natural. Quando no espaço interplanetário, antes de atingirem a atmosfera terrestre, estes corpos têm a designação de meteoróides.
Mas o Homem não se contentou apenas, ao longo da História, em usar ou adorar estes corpos caídos do céu. Também procurou explicá-los, vendo-os como fenómenos da natureza, ainda que extraterrestres. São conhecidas tentativas dos gregos nesse sentido. O filósofo grego Anaxágoras (c. 500-428 a.C), na base dos seus conhecimentos astronómicos, afirmou que algumas pedras podiam cair na Terra provenientes do Sol. Por seu lado, o filósofo Diógenes (413-327 a.C.) postulou uma conexão entre os meteoritos e as estrelas, situando assim a sua fonte fora dos limites da Terra. Aristóteles (384-322 a.C.) considerou os meteoros como fenómenos atmosféricos, conquanto a sua concepção de atmosfera fosse diferente da actual. Não se referiu porém aos meteoritos como pedras provenientes do céu. http://www.portaldoastronomo.org/tema_pag.php?id=9&pag=1


As próximas "chuvas de estrelas" Ocorrerão em Outubro, Novembro e Dezembro, data de ativdade máximas ( período de visibiliadade):
*Dracónidas =>9 de Outubro (6 a 10 de Outubro)
*Oriónidas =>21 de Outubro (15 a 29 de Outubro)
*Leónidas =>17 de Novembro (14 a 20 de Novembro)
*Gemínidas =>13 de Dezembro (6 a 19 de Dezembro)


Várias oportunidades para apreciar tão belo espetáculo, isto é se o Universo permitir, fazendo com que haja noite de céu límpido, estrelado e que tenhamos oportunidade ou o privilégio de poder apreciar o céu longe das luzes e da poluição das cidades e a determinaçao de o querermos, não importando o tempo que possa levar nem que seja para ver apenas 1 "estrela cadente" e por frações de segundos vivermos uma experiência fantástica mágica, única, porém semelhante a experiência de viver a sintonia do amor.


3 comentários:

Linha de Consciencia disse...

Caramba, eu queria ver... vou ver se acho alguém que me ligue quando isso tiver acontecendo.

Respondendo ao comentário.

Bem, assim como vc acreditou que podia ser, vc errou. Não se preocupe. É como diz um professor meu... "Para você entender como Von Lizt pensa, vc tem que o máximo de livros dele." E é assim... para entender as minhas postagens, tem q entender meu jeito de pensar.

Aí vão umas dicas... Quando me refiro a erro, estou querendo dizer pecado. Só que pecado é uma palavra não muito bem vinda porque lembra cristianismo, e este não é bem vindo nem pelos próprios cristãos.

É bem verdade que o cristão quando evita falar de Deus, é que Ele não quer se reconhecer como pecador... E tem outra coisa... Deus é luz, e a luz incomoda a quem está nas trevas.

Mas é isso, a minha luta é contra a minha fraqueza... E a batalha terrível é essa, eu não consigo aceitá-la. Perco a batalha contra o pecado constantemente... É isso que eu não consigo aceitar, é isso que é terrível.

São Paulo dizia que tinha uma espinha na carne, interpretam essa espinha como um pecado que ele não conseguia deixar, uma fraqueza.

A questão do texto é que, na verdade, deveríamos aceitar nossas fraquezas, aceitar que somos humanos, e que erramos. Isso é ser muito pobre. É muita humildade e não consigo fazer isso.

Grande abraço. Fique com Deus.

Céu disse...

Obrigada, Linha de consciência pelo seu comentário, tomara que cosiga quem lhe sinalize quando acontecer, mas não espere, faça como a canção "...quem sabe faz a hora não espera acontecer", marque na sua agenda ou no calendário o período e o dia de maior actividade e depois é só ir para um lugar pouco iluminado (mas em segurança) e olhar para o céu, ter a paciência de esperar e ficar atento)
Boa sorte!
Um abraço

Dri Viaro disse...

Oi, passei pra conhecer seu blog, e desejar boa semana.
bjs

aguardo sua visita :)