Sua visita me deixou muito feliz...

Sua visita me deixou  muito feliz...

domingo, 22 de abril de 2012

Alegria...Dicas para praticar risoterapia




recados, poemas, Recados de sorriso para orkut
Continuando com a alegria, ou melhor com a expressão da alegria do momento, a compilação agora vai para a fisiologia da alegria, o efeito do riso no organismo e a dicas para praticar a risoterapia.
Riso

O riso (O riso é nossa resposta natural ao humor. Muitos pesquisadores acreditam que o propósito do riso é fazer e fortalecer as relações humanas. Quando rimos, 15 músculos faciais se contraem e o nosso lábio superior se levanta. Neste mesmo momento, nossa respiração é interrompida pela glote (parte de trás da garganta) fechando um pouco a laringe, deixando-nos ofegante. Em casos extremos, os canais lagrimais também são ativados. Estudos realizados sobre a estrutura sônica do riso revelam que todas as risadas humanas consistem numa série de notas curtas, parecidas as vogais e repetidas a cada 210 milésimos de segundos. É essa repetição que gera o som ha,ha ou ho,ho), cujo dia internacional é 18 de Janeiro, está presente nos diversos aspectos do comportamento humano:
  • No campo psicológico-afetivo, pode ser provocado por um sentimento íntimo de alegria, de felicidade, de satisfação ou prazer. É uma reação involuntária;
  • No campo linguístico, pode ser provocado por uma piada ou outro recurso humorístico. É uma reação involuntária;
  • No campo sócio-cultural, pode ser uma ação voluntária do indivíduo, com o objetivo de expressar algum sentimento ou opinião dentro de um determinado grupo;
  • No campo fisiológico, é uma reação involuntária. Pode ser provocado por uma ação mecânica(cócegas, por exemplo), por processos biológicos (feridas em fase final de cicatrização, por exemplo), ou ainda pelo consumo de alguma droga.O estudo do humor, do riso e de seus efeitos psicológicos e fisiológicos no corpo humano é denominado gelotologia ( Gelotologia ou Gelotology é a disciplina que estuda o riso e o humor, bem como os seus efeitos sobre o corpo, a partir de uma perspectiva científica, médica, psicológica e fisiológica. Seus proponentes defendem muitas vezes a indução de risos por motivos terapêuticos. A palavra vem do grego “gelos” que significa riso, em homenagem à “Ghelos” o deus do Riso).
O Dr. Fry afirma ainda que o riso é um excelente exercício aeróbico que ventila os pulmões, relaxa e aquece os músculos e os nervos, acelera as batidas do coração, aumenta a pressão ar­terial, melhora a respiração e a circulação, estimula a inala­ção e a exalação do ar. Suas pesquisas mostram que uma gargalhada, além de tudo, exercita os grupos musculares dos ombros, dos braços, do abdome, do diafragma e das pernas. Fazendo uma comparação, ele destaca que uma média de cem a duzentas risadas por dia equivalem a aproximadamente dez minutos de remo ou de corrida.
Alguns artigos correlacionando o riso como promotor da homeostasia: 
1) Herbert Spencer, filósofo inglês do século XIX, foi um dos primeiros cientistas a mencionar os efeitos massageadores do riso, em trabalho realizado em 1860, chamadoThe physioíogy of laughter [A fisiologia do riso]. Ele se convenceu de que o riso é um mecanismo essencial para se restabelecer o conforto físico e o equilíbrio biológico e interior.
2) O psicólogo E. L. Lloyd mostra a relação entre o riso e a respiração em seu artigo "O mecanismo respiratório do riso", publicado em 1938 no Journal of General Psychology[Revista de Psicologia Geral]. Essa ação de "respirar com alegria", que é a combinação de inalação profunda e exa­lação total, leva a uma excelente ventilação, ao relaxa­mento e ao descanso.
Efeitos do riso
*Fortifica o sistema imunológico (o riso ajuda o sistema a aumentar o número de células que auxiliam contra a infecção, as células T, no sangue).
*Estimula as funções cardiovasculares 
*Libera endorfinas que combatem a dor
*Relaxa as tensões. 
*Retarda o aparecimento das rugas
Quando rimos, movimentamos 12 músculos faciais; ao dar gargalhadas, movimentamos 24 músculos faciais; quando conversamos e gargalhamos ao mesmo tempo, são 84 músculos. Esse exercício facial retarda o aparecimento de rugas. Mas o riso não exercita só o rosto; ele mexe com o corpo inteiro:
- Cérebro: o hipotálamo, centro de controle atuando na base do cérebro, libera no organismo endorfina – hormônio com propriedades analgésicas e calmantes;
- Nariz e garganta: o ar que vem dos pulmões bate nas cordas vocais que emitem sons variados. As glândulas salivares e lacrimais aceleram sua produção;
- Rosto: os músculos do rosto se contraem;
- Coração: bate mais rápido; as artérias, após terem se estreitado, se dilatam provocando sensação de bem estar; 
- Tórax: os pulmões expelem enormes quantidades de ar em grande velocidade; o diafragma se move, provocando fortes contrações respiratórias, ajudando a respirar melhor; 
- Ventre: os músculos abdominais se contraem com força, o que é bom para a vesícula;
- Pernas: os músculos se relaxam e a pessoa se curva de tanto rir; 
- Pés: os dedos dos pés se agitam
Fisiologia do riso
O riso inicia uma cadeia de reações fisiológicas:
Primeiro, ele ativa o sistema cardiovascular, então a freqüência cardíaca e pressão arterial aumentam. As artérias então se dilatam, levando, portanto, a uma queda da pressão. Contrações fortes e repetidas dos músculos da parede torácica, abdomen e diafragma aumentam o fluxo sanguíneo nos órgãos. A respiração forçada (o ha! ha! ha! do riso) eleva o fluxo de oxigênio no sangue. A tensão muscular diminui e nós podemos temporariamente perder controle dos nossos membros, como na expressão "ficar fraco de tanto rir". Pessoas que sofrem de raiva crônica têm alta incidência de pressão sanguínea elevada, níveis mais altos de colesterol e ataques card;iacos. Enquanto a raiva, a depressão e frustração perturbam a função de muitos sistemas fisiológicos, incluindo o sistema imune, o riso ajuda estes sistemas a funcionarem melhor. Por exemplo,  O riso também pode promover mudanças hormonais benéficas. Cientistas especulam que o riso libera transmissores neuroquímicos chamados endorfinas, os quais reduzem a sensibilidade à dor e promovem sensações prazeres e de bem estar.
Risoterapia
 É uma terapia que usa o processo fisiológico do riso para libertar as emoções dolorosas de dor e medo. Risoterapia, também chamada de terapia de riso ou yoga do riso é importante e eficaz para crianças, jovens, adultos, idosos, casais, famílias, escolas, hospitais, etc.O yoga do riso, igualmente chamado de risoterapia ou terapia do riso usa o riso para lidar com as diversas emoções que o ser humano enfrenta diariamente. Especificamente o método de yoga do riso foi desenvolvido, em 1995, por Madan Kataria, um médico indiano que estudou os benefícios do riso.
Dicas para praticar a risoterapia
baseadas no livro “A Terapia do riso” , de Eduardo Lambert. Este livro menciona 10 dicas para praticar a risoterapia ( também chamada de terapia do riso ou yoga terapia)  no dia a dia e assim beneficiar desta técnica.risoterapia e qualidade de vida andam a par, isto porque rir faz bem:
Ame-se, estime-se e valorize-se.
Cultive sempre o bom humor.
Viva com paz na consciência.
Viva o presente com entusiasmo.
Cultive e pratique o bem.
Fale de assuntos alegres, conte piadas sadias.
Dê um sentido positivo e de qualidade à vida.
Tenha sempre atitudes positivas perante tudo.
Use sempre o diálogo, pois é conversando que as pessoas se entendem.
Ame o próximo como a si mesmo.
Semeie boas sementes para colher bons frutos.
Tenha qualidade de vida.
Ame a natureza e o planeta.
O optimismo gera simpatia.
Olhe-se no espelho e sorria para si próprio.


recados, poemas, Recados de sorriso para orkut

Nenhum comentário: