Sua visita me deixou muito feliz...

Sua visita me deixou  muito feliz...

sexta-feira, 13 de julho de 2012

O amor nunca acaba...muitas vezes adormece para sempre!

Mensagens Para Orkut - MensagensMagicas.com
Heart
Hoje não sei porque surgiu essa frase, que ouvi já não me lembro de quem, "o amor Eros nunca acaba fica adormecido", pensando bem, é isso mesmo que acontece, vive-se o auge do amor, uma entrega total de corpo mente e alma/espirito, o mundo gira em tornos dos dois, parece que nada mais existe, 24 horas pensando no outro (porque enquanto se dorme os respectivos espíritos passeiam de mãos dadas), apesar de paralelamente as atividades de ambos continuarem, só que são realizadas com "piloto automático" ligado, uma sintonia tão forte que se é capaz  até de "fazer amor por telepatia", de sentir a presença do outro através da distância, claro que isso tudo com a cumplicidade do Universo, aí começa lenta e gradativamente o declínio desse apogeu, porque começa a roda da vida a girar de forma  a causar turbulências obrigando que assumamos o controle por um momento, desligando o "piloto automático", de turbulência em turbulências, cada vez mais nos envolvemos na vida, assumindo total controle, o "piloto  automático" passou a ser acionado não para as atividades  de antes e sim para as "coisas" do amor de antes: um aroma, uma lembrança, um pensamento, uma música, etc.. tudo que fez parte do momento áureo do amor, então quando a roda da vida começa atingir uma velocidade alucinante e as reservas energéticas estão prestes a se esgotar, esse novo "piloto automático" dispara, com ajuda e cumplicidade do Universo e, aí por breves momentos, parece que a roda da vida que girava freneticamente abranda e sentimos a brisa refrescante do amor, o tempo suficiente para recarregar a "bateria" e novamente a roda começar menos lentamente do que antes a girar até atingir a velocidade mais estonteante do que antes.
Alguns conseguem contra balançar a roda da vida com o piloto automático do amor, renovando no dia dia, não permitindo um afastamento ou distanciamento muito grande de ambos, mantendo acesa a chama, mas outros não conseguem, estes acabam por desligar o "novo piloto automático" e o amor adormece, quanto mais tempo o amor ficar adormecido, maior será a dificuldade em encontrar a chave para ligar o "novo piloto automático" havendo um distanciamento cada vez maior entre ambos, que pode ser de tal ordem, que o auge que viveram fique aprisionado no passado, pela rotina e habituação,  que vai criando uma barreira difícil de ser ultrapassada ou vencida, a sintonia deixa de existir e assim, o que antes era uma chama ardente colorida, passa a ser uma cinza apagada,  quando o amor adormece para sempre.
Há ainda a situação em que se vive o a plenitude do amor, mas um dos dois se distancia levado pela engrenagem da roda da vida, mas o outro não permite (ou tenta não permitir) que esse distanciamento seja total, de tempos em tempos "atira uma pedrinha"(não com a mesma frequência, para não se tornar inconveniente e de acordo com o ritmo da sua própria roda )  para obrigar a roda a parar, nem  que seja por breves segundos, o suficiente para que surja uma fagulha no meio das cinzas e impeça que o amor adormeça para sempre.

quarta-feira, 11 de julho de 2012

No coração...um alicerce para a evolução espiritual








Os alicerces que nos permitem galgar os degraus da evolução espiritual, muitas vezes são encontrados no quotidiano da vida e na sua sabedoria extraída da simplicidade do coração, talvez seja por isso tão difícil de conseguir, porque o Homem tende a complicar aquilo que é simples, principalmente no que tange as suas escolhas, pois delas receberá a recompensa ou o castigo, a alegria ou a tristeza, consoante for imbuída de coragem ou de fraqueza. 
Encontrei, escondido nos recônditos da minha memória virtual (meu computador), um texto (desconheço o autor) para exemplificar:


No Coração 
Um noviço estava na cozinha, lavando as folhas de alface para o almoço, quando um velho monge - conhecido por sua rigidez excessiva, que obedecia mais ao desejo de autoridade que à verdadeira busca espiritual - aproximou-se. 
- Você pode me dizer o que o superior do convento disse hoje no sermão? 
- Não consigo me lembrar. Sei apenas que gostei muito. 
O monge ficou estupefato. 
- Justamente você, que tanto deseja servir a Deus, é incapaz de prestar atenção nas palavras e conselhos daqueles que conhecem melhor o caminho? Por isso que as gerações de hoje estão tão corrompidas; já não 
respeitam o que os mais velhos têm para ensinar. 
- Olha bem o que estou fazendo - respondeu o noviço. 
- Estou lavando as folhas de alface, mas a água que as deixa limpas não fica presa nelas; termina sendo eliminada pelo cano da pia. Da mesma maneira, as palavras que purificam são capazes de lavar a minha alma, mas nem sempre permanecem na memória. 
"Não vou ficar lembrando de tudo que me dizem, só para provar que sou culto e superior aos demais. Tudo aquilo que me deixa mais leve, como a música e as palavras de Deus, termina sendo guardado em um recanto secreto do meu coração. E ali permanecem para sempre, vindo à superfície somente quando eu preciso de ajuda, de alegria, ou de consolo".

domingo, 8 de julho de 2012

Profetas Contemporâneos

Hoje a Homilia que o padre fez centrou-se nos profetas, que continuam a existir porque profeta é na todo aquele que busca a verdade o tempo todo, que tem a coragem de seguir na caminhada, mesmo que seja ridicularizado por falar da sua crença, por lutar contra a mentira, que não sente vergonha de falar de Deus, num mundo que parece ser ateu porque a verdade, a honestidade, a fidelidade, a lealdade, o amor não passam de simples palavras sem significado para a vida, que é preciso ir buscar o seu significado, como tantas outras palavras quando as ouvimos, desconhecemos e temos que ir ao dicionário para obtermos o seu significado, como por exemplo "pusilânime", que nos tempos que correm passou a predominar na sociedade, tornando a verdade, a honestidade, a fidelidade valores ultrapassados.
Ser profeta é todo aquele que ouve a palavra de Deus e as palavras que saem da sua boca, são as palavras de Deus e não suas próprias palavras (os falsos profetas) e ai é que está a maior dificuldade em se profeta, silenciar a sua voz para que a voz de Deus se expresse através dos seus lábios.
Por coincidência ontem criei um outro cantinho "Razão do Espírito" (http://razaodoespirito.blogspot.com) e a minha dúvida era se deveria ter criado ou não, se estava fazendo seguindo uma orientação de Deus ou se a minha vaidade, ou o meu ego, ou seja Teocentrismo ou egocentrismo? Não estou querendo com isso me comparar a um profeta, nem de longe isso iria acontecer, apesar de lutar pela verdade (o que acaba acarretando dissabores, conflitos, situações de grande tensão, inimizades e tendo que estar vigilante o tempo todo para que não me "puxem o tapete", ser uma pessoa fiel, honesta e leal, mas não consigo deixar de ser pavio curto, portanto proferindo minhas palavras e não as palavras de Deus.
O dia que conseguir deixar de ser pavio curto terei galgado muitos degraus na escada da evolução espiritual e aí talvez eu possa começar a subir os primeiros degraus para ser profeta, como o padre caracterizou, isso está muito longe de acontecer, diversas vezes uso a expressão "quanto mais eu rezo mais assombração me aparece".